terça-feira, maio 13, 2008

DEUS É MAIS!

Caros leitores o vídeo é uma homenagem ao Mestre Bimba o inventor da capoeira regional. Aqui está o Mestre Bimba, a roda de capoeira, o samba de roda, o maculelê. O Mercado Modelo, Elevador Lacerda, Pelourinho, Terreiro de Jesus, Igreja de São Francisco, Largo da Ribeira, Praia da Ribeira, Praia do Costa Azul e Itapoan. IMPERDÍVEL!

Deus é mais!

A Cabrocha que andava
Dependurada no olhar
Do Nego Retado de Bom
Abriu o gás, deu ninja,
Saltou de pára-quedas
Ganhou o mundo, se picou!
Foi ganhar a fama
Virar mulher dama...
Desceu o Elevador Lacerda
E de saia rendada cor de gelo
Foi para a roda de samba
No Mercado Modelo...
Seus seios às amostras
Suspirando por beijos
Numa blusa super decotada
Viraram dois asteróides,
Siliconizou!
Com o balaio grande
Tem um remelexo
Que me valha Deus
Nosso senhor.
Turbinou!
Na praia do Costa Azul
Ela desfila de fio dental
E diz que é da Grife Daspu.
Arrebentou!
De cara esticada
Fez plástica no rosto
E na boca de sulapa.
Botoxzou!
Colocou lentes de contatos
Os zóios são azuis esmeralda.
De vez. Desbaianou!

Agora, só fala em ingrês
Au do iou du? Uat zi neme?
Ai Deus, americanizou!
É gringo prá lá, é gringo pra cá,
Nego retado de bom se lenhou.
Vixe... Ela piriguetou!

Pelas bandas do Pau Miúdo
Nego Retado de Bom
Era capoeirista, o cão de calçolão.
A cabrocha o seu elo perdido
E jogando capoeira lembrou da paixão,
Bateu fofo. Deu vacilo!

Num rabo de arraia mal dado
Tomou, no contra passo, um martelo
Uma cabeçada e um aú cortado
De espinhela caída ficou lerdo.
Coitado!

Avexado, tentou se recuperar
Numa meia lua de compasso
Tomou uma benção e não se plantou
Viu o céu se exaurindo no arregaço,
Bateu biela. Subangou!

Na roda de capoeira
O berimbau silenciou.
Nego Bom, sem eira, nem beira
Pediu pinico. Embarcou!

Ele, ainda, sentiu o tic-tac do coração
No suspiro da vida que se esvai
Deixando as cinzas da ilusão.
Deus é mais!

E eu,
Nesse ziriguidum,
Pirei de vez
No samba-reggae
Do Olodum...

O Sibarita

TRADUÇÃO DO BAIANÊS

Deus é mais! – Podes crer!
Cabrocha – Mulher da bunda grande com andar muito sensual.
Nego (a) Retado (a) de Bom – Baiano (a) gostoso (a) de namoro, de sexo.
Abriu o gás – Se mandou, foi embora.
Deu ninja – Deu um jeito de ir embora.
Saltou de pára-quedas – Saiu suavemente sem ser percebido (a).
Ganhou o mundo – Está em todos os lugares.
Se picou – Foi embora rapidamente.
Mulher Dama - Profissional do sexo, puta.
Saia Rodada – Saia que as baianas usam.
Samba de Roda – Típico da Bahia, as mulheres sambam e batem palmas.
Largo da Ribeira – Fica na Cidade Baixa, Península Itapagipana.
Seios de asteróides – Seios grandes, volumosos.
Siliconizou – Colocou silicone.
Balaio Grande – Bunda grande.
Remelexo – Dança mexendo muito a bunda.
Turbinou – Colocou silicone na bunda.
Praia do Costa Azul – Praia da Cidade alta, jardim dos namorados.
Fio Dental – Maiô minúsculo que deixa a bunda toda do lado de fora.
Daspu – (Das putas) Grife das profissionais do sexo parodiando a Daslu.
Arrebentou - Fez sucesso.
Boca de Sulapa – Pessoa de boca e lábios grandes.
Botoxzou – Colocou botox.
Zóios – Olhos.
Desbaianou – Aquele (a) que deixa os costumes, o jeito de ser baiano.
Americanizou – Pessoas que não sabem o Inglês e enrolam os gringos.
Gringo – Turista estrangeiro.
Se Lenhou – Perdeu, ficou mal.
Piriguetou – Mulher que virou piriguete, vai para cama com vários homens.
Pelas Bandas - Por aquele local.
Pau Miúdo - Bairro de Salvador.
Cão de Calçolão - Pessoa boa em alguma coisa.
Beter Fôfo - Ser mole, amolecer.
Vacilar - Dar moleza à alguém.
Rabo de Arraia - Golpe de Capoeira, salto mortal na cabeça do adversário.
Martelo - Golpe de Capoeira mortal no peito do adversário.
Cabeçada - Golpe de Capoeira com violência no torax do adversário.
Aú Cortado - Golpe de Capoeira no calcanhar do adversário derrubando-o.
Espinhela caída - Dor no peito.
Avexado - Apressado.
Meia Lua de Compaço - Golpe de Capoeira atinge o adversário no calcanhar.
Benção - Golpe de Capoeira para atingir o adversário com a planta do pé.
Não se plantou - Não ficou firme.
Arregaço - Acabou tudo de forma violenta.
Bateu Biela - Se acabou.
Subangou - Se acabou, se lenhou.
Sem eira, nem beira - Ficou sem nada.
Pediu pinico - Pediu socorro.
Embarcou - Morreu, partiu desta para outra.
Tic-Tac - O bater do coração.
Ziriguidum – Confusão.

14 comentários:

Anônimo disse...

Oi amore, j� ia dormir, quando resolvi passar em seu blog.
Me deparei, com o maior espet�culo de capoeira, que mestre Bimba fundou.
a cultura baiana, os quitutes, as fotos , tudo muito lindo.
devias fazer document�rios sobre o seu estado.
divulgar esse doce que � a Bahia.
divulgar os recantos que a bahia tem, as casa e terreiros, as comidas enfim, o povo baiano.
e os baianos tamb�m.
kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
quanto ao poema vou traduzir no dicion�rio baiano par depois comentar.
beijos e fiue na paz do mestre jesus.
beijos da amiga , que te admira muito e vc sabe o quanto.

Regina Coeli.

Deusaodoya.













.

olha n�o entendi muito a poesia , vou traduzir pelo dicion�rio baian�s.
beijos e mais beijos.
te aguardo viuuuuu

Bandys disse...

Sibarita,
Sensacional!

Nossa adorei...pude ver a baianas modernizadas, mas eternizadas nos corações.
Video lindo!
Maravilhoso,
beijos

Déa disse...

Olha eu aqui! A poesia ficou ótima! Claroq ue me embolei de dar risada!!! A parte do inglês ficou TUUUUUUUUDO! KKKKKKKKKKKKKKKKKK
Mas tu é um criaturo terrível mesmo! Eu hoje passei quase toda a manhã no banco de sangue do Aliança. Tu me viou por lá? E porque não falou comigo? Tá de mal é???? Poxa, muito obrigada de coração pela doação. Esse tipo de coisa só quem pode um dia lhe pegar é Deus mesmo. Um beijo grande, e sem palavras para agradecer!

Maria disse...

Que bonito, Sibarita... tu é uma figura, mesmo...
... e que saudade eu tenho e vou matar um dia destes....

Beijos de obrigada!

Pena disse...

Genial Amigo:
Adoro a forma como expressa o seu sentir. Típico. Decorado pelo idioma do seu povo, das suas gentes lindas.
Que poema tão lindo!!!!!!!!!
Gostei imenso. Deixei-me levar pela beleza das palavras. Doces. Magníficas. Profundas.
Bela moça. De encantar.
A talentosa pessoa que é, deixa-me profundamente impressionado.
Parabéns sinceros.
Abraço forte de estima e respeito.
Sempre a lê-lo com fascínio pelo imenso brilhantismo posto nos poemas belos que constrói

pena

Lucia disse...

Moço talentoso:

Gosto demais da forma peculiar como expressa o q sente.
O video é tudo de lindo, tb. Amei!!
Beijos!!!!!!!

Lucia disse...

Ah!! Linkei vc no meu blog. Espero q não se importe.
Bj

Lucia disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
São disse...

Viva, João!
Mais um poema de encher a alma!
Que esteja bem, meu amigo do outro lado do mar.

Oliver Pickwick disse...

Um post com dose dupla de qualidade: o clip, e o poema baiano, dos legítimos e, em baianês impecável.
Se não adicionasse o dicionário, seria maios ou menos incompreensível até mesmo para muitos brasileiros. Parabéns!
Um abraço!

Claudinha disse...

Meu deus do céu! Eu achava que arretado era um elogio, mas não neste porte, hahahaha. Vou tomar mais cuidado quando quiser bancar a poliglota! Olha, arrebentou e fez o maior ziriguidum em minha cabeça. To doidinha pra voltar pra Bahia, passear um bocado, vou ver se meu Szafir me leva logo. Gostei demais desta terra. Homenagem justa ao mestre capoeira. Todas as tradições devem ser mantidas, elas contam muito de nossos ancestrais...
Um beijo!

Olhos de Mel disse...

Vixe Maria, seu menino... e o neguinho dançou, foi? Valha-me Sr. do Bomfim! E a dona moça, se deu bem? Foi de vez pra o exterior? Nossa mãe!... que reza forte! Desceu a ladeira, saiu do morro, toda chique se arrumou...
Poxa meu amigo, amei! Que homenagem, viu? Adorei!Boa semana!
Beijos

Renata Cordeiro disse...

Gostei muito, sibarita.
Por favor, vá ao meu blog:
wwwrenatacordeiro.blogspot.com/
não há ponto depois de www
Beijos,
Renata

Nara Senna disse...

Puxa, Siba... Não gostei não. Queria final feliz
da nega arretado de bonita e do nego amante que diz...
Não faz isso comigo não
Pois no meu caso esperança é última que vai
Só quero de ti, meu Siba,
o amor em contos de paz.