sábado, agosto 02, 2008

DIAGONAL

Diagonal

Na luz da tua ausência o meu amor é feito de agonias
E, em mim, descem desertos e a solidão esparramada.
Precipito-me, deixo-me em farrapos e nos tons dos dias
Eu piro, viajo na maionese quando não me dizes nada...

Há uma certeza na página que a primavera nos habita.
O amor busca com fúria em noturnos galopes silenciados
Eu e tu nesse poema sem lábios proferidos que eterniza
Os desejos, fronde e fronte dos nossos corpos entrelaçados...

Beijar-te-ei os lábios na volúpia de mais uma noite contigo
Me virás assim, bem assim sobre o leito de rosas e jasmim.
-Rotas de paixões entrecruzadas... Oh, vem dormir comigo!

Mas, visto-me da tua ausência e quem te fez assim céu e chão?
É que na diagonal existe um só mar, um só cais e um só barco
E nos teus olhos: a noite não cavalga, navega do teu coração...

O Sibarita


Vem aí os bastidores da festa, aguardem!

Caros leitores, uma boa pedida depois de ler esse soneto é assistir
ao Porta Curtas Petrobras o filme é: Álbum de Música (clique)

Música de Pixinguinha, Almirante, Ismael Silva, Nelson Cavaquinho
e Cartola. Gilberto Gil e Macalé comentam o filme. Depoimento
de Nara Leão e Nelson Motta sobre a Música popular Brasileira.

27 comentários:

Mary disse...

CARO AMIGO QUERIDO

ME DELICIEI COM TUAS PALAVRAS, TAL DOÇURA, MELANCOLIA E SUTILEZA. É COMO UM CORAÇÃO QUASE PARTIDO, SENTIDO E AO MESMO TEMPO TÃO FORTE. QUERIDO, ESTOU CURIOSÍSSIMA PARA LER OS BASTIDORES DE TUA FESTA. MAIS UMA VEZ TE PARABENIZO POR ESSA EXPRESSÃO DE SENTIMENTALIDADE. UM "BAITA" BEIJO EM TEU CORAÇÃO. MARY

Maria disse...

Belíssimo soneto, Sibarita!
Vestida de ausências estou, sempre, há tanto tempo...

Um beijo

biazinha disse...

Às vezes acho que são os poetas que moram no silêncio. E saem de lá para respirar. Encontram palavras, escrevem, tomam novo fôlego e voltam ao silêncio.
Tá porreta demais esse soneto, fio!

Beijão.

rouxinol de Bernardim disse...

De o a 20 dou 16!

Déa disse...

E temos de volta o nosso poeta!!! Pelo que li da poesia, o encontro nao deu muito certo nao, foi? Vixe... Me conte viu, seu menino! E Deus me livre da lingua de Corro! KKKK Beijos

São disse...

Que convite mais às claras...rrrsss...
Parabéns por João Ubaldo Ribeiro, que ganhou o Prémio Camões.
Feliz domingo.

Olhos de Mel disse...

Oie lindinho! Viajei nos teus versos e o teu soneto em mim, fez verão... de tão ricas e sentimentais palavras, despertando a cobiça em meu coração.
Se tu escreves um desejo, com tanta ternura e paixão, é porque no teu âmago, tua voz ecoa do coração.
Sábias palavras, grande amigo! E ao ouvir um coração tão altivo, salta-me os olhos, esse amor tão lascivo, de desejos e paixão.
Lindo soneto!
Bom domingo! Boa semana! Beijos

Fátima disse...

Amigo,

Lindas palavras, é um gosto visitar-te!

Bom fim-de-semana

:-) um abraço

Bandys disse...

Sibarita,

Amei esse poema...um dia vou escrever igual voce.

a noite nção cavalga, navega do teu coração.

Eitaaaa que tu ta apaixonado é:??
Só vive viajando...
Beijos e um abraço bem apertado

Lucia disse...

Moço:

Gosto dos teus poemas. Dizer isso parece lugar comum, já que todo mundo diz o mesmo..rs. O que gosto neles é a força que possuem. A gente vai lendo e as palavras vão calando fundo, se entranhando. É impossível não ficar impactado com o que você fala, com a forma com que fala. Há poemas que são belos; os seus o são, mas vão além: marcam, como ferro em brasa, as entranhas daqueles que os leem.
Beijos

Deusa Odoyá disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Corações & Segredos disse...

O meu Rei!
Lindo poema.
Sentir falta de alguem é sinal de amor.
Ah! disso sei bem.
Beijos de saudades.
Não consegui entrar no seu blog, so agora consegui.
Beijos mil

Pena disse...

Genial Amigo "Sibarita":

Um delicioso e lindo poema que fala de amor, como é óbvio e evidente, pensado no feminino.
Brilhante!, amigo Sibarita.

Quando as palavras faiscam intensamente de um brio intenso expressas em magnífica sintonia ao referir:

"...Há uma certeza na página que a primavera nos habita.
O amor busca com fúria em noturnos galopes silenciados
Eu e tu nesse poema sem lábios proferidos que eterniza
Os desejos, fronde e fronte dos nossos corpos entrelaçados..."

Excelente, amigo.

Abraço de parabéns sinceros.
Com amizade e admiração

pena

Kátia disse...

"Na luz da tua ausência o meu amor é feito de agonias..."

Magnífico!Eu ando assim também,em agonias...
Mas,está muito lindo o seu escrito e deliciei-me com cada frase aqui "dedilhada".Parabéns por esta faceta,bem típica de um nascido na Bahia.

Obrigada por suas palavras lá no ---P'ra Te Te Aqui--- guardo com carinho.Vou deixar aqui um trechinho do que escrevi por lá.

--"Gosta de reggae é esse menino?Eu também!Weeeee
Eu gosto de Peter Tosh,Bob-sempre-Marley,Gregory Isaacks...e os daqui também gosto do Edson Gomes,mas tem o maravilhoso Sine Calmom né?gosta não véi e Adão Negro?"louco,louco,louco,eu fiquei foi muito louco por você." ehehehe é essa a minha preferida.Ah,vou lá ver seu texto."--

E é isso,também estou "colada" contigo e virei sempre ver as novidades em minha casa soteropolitana/baiana que é "O Sibarita".Viajo amanhã e assim que tiver tudo nos trinques retomo o blog e as visitas.Abraços pra "Corró".
:)

Beijo,cheiro e até breve.

VANUZA PANTALEÃO/OBRA LITERÁRIA disse...

Oi, Sibarita!
Vim agradecer a sua simpática presença no nosso blog e esperamos que não seja a única. Mas, eu conheço a nossa querida Salvador, andei pelo Pelourinho e, um dia, pretendo voltar. Olha, se você tiver um tempinho descobrirá nos nossos posts o grande Jorge Amado e o Poeta do Brasil, Castro Alves. Não, não pense que me esqueço das nossas raízes...Agora,quero vir aqui para provar do seu acarajé, viu? Faças uma expo com os magníficos artistas da nossa Bahia, senão...Eu faço!KKKKKKK...Bjs

Maripa disse...

Que lindo poema,forte,sentido,sofrido... Amei!

Peço desculpa por só hoje vir agradecer a visita que me fez faz tempo...fui de férias e como já sou um pouco lenta,é o que dá...

Amo a sua Bahia. As fotos fazem-me recordar muito do que vi...estive aí 15 dias perto de Itapuã.

Beijo carinhoso,sim?

Deusa Odoyá disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
paula barros disse...

Oi, vim te dizer uma coisa. Encontro esse lindo poema. Olho a imagem. Me transporto. Quero ficar no cais. Entrar no barco. Dar um mergulho. Leio o poema me emociono. Não vou comentar o poema, sem condições agora.
Direi o que vim te dizer.
------------------------------
Estou com saudades.
Da tua voz.
Do teu sorriso
Do teu olhar
Das tuas mãos
-Mas você nunca os teve.
Estou com saudades
Do que nunca tive
.............................
Vim para te dizer isso. Saudades de conversar contigo.

abraços, abraços

KÁTIA CORRÊA DE CARLI disse...

Lindo poema!
Soube que recebeu visita! Vai contar não? Vou pedir pro Corró rs
beijo

Corações & Segredos disse...

Hummmm.
Meu Rei!
Corró vai ter muito que comentar viu? e que se explicar tb,,afff,kkkkkkkkkkkkk
Beijos denguinhu!

Leticia Gabian disse...

Cumpadi (se é que ainda se considera meu cumpadi)

Qual é, rapaz?
Some.... Quando a Maroca tava aqui marcou e não apareceu.... Não Tô enxergando o meu cumpadi direito....
Apaga essa neblina e explica qual é a de mêrmo.... Tô na espera.

Abração!

biazinha disse...

Eita saudade arretada do meu cabra porreta!

Dark Kiss.

paula barros disse...

A ausência que faz escrever maravilhas. E que está tão presente. Tão desejosa.
abraços e bom final de semana.

Claudinha disse...

O calor das paixões entrecruzadas faz teu barco navegar neste imenso mar, lindo poema.
Bastidores da festa? Olhe seu menino,que terei que me explicar com meu marido, heim? Hahaha!
Beijos!

Deusa Odoyá disse...

Olá Sibarita.
Que poema sublime.
Lindo , suave e, cheio de paixões e entregas.
Como sempre um poeta de corações solitários.
Beijos e um final de semanan com muito axé para vc. Nelson.

Regina Coeli.

Oliver Pickwick disse...

Erotismo light e romance. Se é que se pode atribuir a tal estado a condição de light. Seja o que for, o resultado é um belo poema.
Um abraço!

Benigno disse...

aviso de desaparecimento;
o sibarita sumiu
!
ai nego cade vc!
por onda anda!!
mande sinais de fumaça, moço
abraço!