terça-feira, agosto 26, 2014

AGLAYA

Aglaya

Ô lá ela, a piriguetona matadora de corações,
É todinha gostosa, ousada e libertina em fúria.
Corpão violoncelo, o arrebatador das emoções,
Impávido, carne explosiva em gozos, luxúrias...

Por entre assomos o carnal volvido em desejos,
Louquinha de amar a carne estremece na incúria.
Sonho-te deusa das lascivas aclamando os beijos
A chama, realeza serena em teu corpo escultura...

Vontades pagãs na opulência púrpura da donzela,
Fogo da suprema formosura em pompa soberana
Da graça e da pura beleza resplandecendo a bela
Safadinha, a vida flore-te nas emoções profanas...

Lânguida coma dos néctares sagrados nas curvas
Do teu corpo e os chiliques haurindo em carícias.
Os uis e ais dos teus beijos sensuais sabor de uva
E nos meus flancos, espasmos de gozos, delícias...

Resplendem à tua escultura a chama da devassidão,
Ó esplêndida, a soberana dos bel-prazeres radiantes.
A graça grega, desejosa sedutora, musa da fascinação,
O teu corpo arrebatado, feracidade, voos palpitantes...

O Sibarita

Ei, se ligue na Humaitá web Rádio, a gostosa!
www.radiohumaita.com.br

SOBRE AGLAYA

As Cárites ou Graças, eram musas do encanto, da beleza, da natureza, da criatividade humana e da fertilidade, que dançavam juntas à luz da Lua na antiga Grécia. Habitualmente eram consideradas três: a menor Aglaya - o esplendor e beleza, Eufrósine - aquela que alegra o coração e Talía - aquela que faz florescer.

Aglaya,
- o esplendor - a resplandecente, a que brilha, a esplendorosa, a esplêndida - era a mais jovem e bela das três Cárites. Simbolizava a inteligência, o poder criativo e a intuição do intelecto. Segundo algumas versões, era esposa de Hefesto - ainda que a versão mais difundida é de que Hefesto era casado com a deusa Afrodite. Seu casamento explica a tradicional associação das Graças com as artes. Aglaya era mãe de: * Eucleia, deusa da boa reputação e a glória * Eufeme, deusa do correto discurso * Eutenia, deusa da prosperidade e a plenitude * Filofrósine, deusa da amabilidade as boas-vindas.

O Sibarita

11 comentários:

Vanuza Pantaleão disse...

Por que será que fico assim sem respirar quando aqui encontro tantas delícias, deuses gregos, orixás, rosas e borboletas?
Por que será que me fogem aos bandos as palavras belas que em ânsia eu pensava tentar usar?
Talvez, sim, talvez seja por estar diante de tanta vitalidade poética, autêntica e culta no melhor e maior dos sentidos.
Que as musas continuem te amando. Com certeza, o amarão para sempre, amém!
Siba, obrigada, muito, muitíssimo obrigada por tua amizade, tão fraternal, alegre, sincera...
Ah, como é bom ter você como amigo!!!Bjsss

Bandys disse...

Eita moço, que sumiço heinnn, hahahahaha. Tem alguem querendo te dar umas vassouradas??

Olha lindo poema achei bem safadinho!!
Sabe que parece, que voce esta escrevendo pra mim... kkkkkk Mas claro que sei que é pras tuas piriguetes. Me identifiquei com Eufrósine - aquela que alegra o coração. Porque estou sempre querendo alegrar os corações.

Adorei viu??? Uma noite cheia de paz e luz com todas as suas deusas.
beijos

Bandys disse...

Sou eu mesma, fiquei com medo de perder o coment. Pois eu não estava logada!!!

Sou eu Bandys, deusa do RJ, kkkkk

Olhos de mel disse...

SIba; poesia, belaza, sensualidade, desejos e história, tudo junto formando essa beleza de poesia!
Realmente de tirar o fôlego.
Sabe Siba, andei por muito tempo, sem vontade de ir no blog. Passei muito pouco também no face. De vez em quando dou uma aparecidinha e deixo alguma coisa, bem assim também no blog.
Sabe quando se tem vontade de ficar apenas no quarto? Mas não consegui, porque meu filho me levou pra Conquista.
Saudade de tudo aqui. Beijos

Sherazade disse...

Siba poesias assim, nos faz ver o mundo colorido. Que delícia ler tanto desejo, tanto tesão e paixão!
Quem não gostaria de ser essa musa que lhe inspira tanta coisa gostosa assim?
Beijos

Vieira Calado disse...

Vim para pôr-me ao corrente e deixo as minhas saudações!

Minha vida de campo disse...

Parabéns, esse guri encanta com sua poesia. Quando leio seus poemas, tento me lembrar de ser mais doce e sensual. As vezes mais pareço trovão levando tudo por diante. Obrigada pela linda inspiração e pelos belos conhecimentos.Viajo na fantasia das Deusas. Belíssimo poema.
Tenha um ótimo dia.

São disse...

Visitá-lo , meu amigo de há tanto tempo, é sempre aprender e ficar deliciada com a beleza da sua escrita.

Abraço com todo o carinho :)

Cristiane disse...

Passando para desejar um MARAVILHOSO fim de semana e dizer que minha vida está uma correria, mas nao me esqueço de passar por aqui e ler coisas tão lindas! Bjão <3

Evanir disse...

Mais um final de semana.
Nesse postei um pouco de mim
para você começar a me entender .
E quem sabe você também a partir
de hoje me veja com mais amor.
Uma vez por semana minha postagem
vai falar sobre mim.
È necessário falar um pouco de mim,
e acima de tudo acreditar na presença de
Deus na sua vida,
quando os caminhos se confundem é necessário voltar,
começar a vida tudo de novo independente da nossa idade.
Que , Deus te cubra de benção
principalmente de onde tudo parou.
Um abençoado final de semana.
Aceite o carinho que hoje te dou
beijos na sua alma linda.
E muita paz no seu coração ,
Evanir..

ॐ Shirley ॐ disse...

Oh! Mãinha do céu, com tanta gata bonita no pedaço, o Sibaritinha escreve essas palavras lindas para uma grega, tão distante... Faz isso não, menino!!!rsrs
Gostei, moço!
Beijos!