quarta-feira, novembro 08, 2006

PRINCESA

Princesa

Oh! Minha gata selvagem
nos teus olhos de fogo, os gozos
tem brilhos no morrer da primavera.
Musa fogosa, sensualmente demoníaca,
seios de amêndoas, limiar do sexo!
Ah, me fale dos desejos
sobre a face das flores...
Flores do acaso, rosas estáticas
ornamentando sortilégios e loucuras,
sedução e orgasmos pelo prazer lúdico
dos Deuses libidinosos em meio aos lábios rubros
e urros desconcertantes... Corpos sedentos!
Serpentes enroscadas, beijos batons,
tabuleiro de orgias e cumplicidades
no prazer delirante do entardecer
pânico das estrelas à beira mar...

Deusa das sete luas, entre ti e o vazio,
fosse o céu que o céu tem querubins!
Fosse as estrelas que as estrelas tem alma!

A noite espreita o ventre da solidão,
inverno dos astros e visões na sombra do tempo...
Delírios perdidos, nas juras do teu corpo,
Ai! Os meus uis e os teus ais
explodidos à meia noite, à meia luz...

Vento, ventania,
cachorros doidos no cio
rastejando ao sol do meio dia!

O Sibarita

Posted by Picasa

18 comentários:

Nadja Soll disse...

Mais uma bela poesia quente. Parabéns, poeta!

Fred Neumann disse...

Amor quando se junta a mais amor se forma a grande corrente da beleza humana.
Se eu declaro meu amor, venho aqui e vejo esta beleza, e juntos caminhamos a outros blogs que pregam o amor, não haverá melhor futuro.
Nem que seja um casulo semi-infinito onde vivemos escondidos com nossos bons pensamentos, eles hey de um dia dominarem o ódio reinante.
Eu acredito no amor.
Enquanto existirem sibaritas, existirão princesas no reino do amor.

Grande abraço,

Fred

Jofre Alves disse...

Eis aqui para desejar um óptimo fim-de-semana, enquanto aprecio esta página, sempre atractiva, eternamente interessante, continuamente apelativa, por todos os motivos. Um hábito que se tornou imprescindível, claro, porque a qualidade é muita. Bela e expressiva poesia.

Mikas disse...

Eh tto calor tta paixão tanto prazer tanta tesão!

Jofre Alves disse...

Tenho imensa família no Brasil: um irmão vive no Rio de Janeiro; seis sobrinhos – já brasileiros – vivem no Rio de Janeiro, as viúvas de dois tios meus vivem no Rio, quatro primos em primeiro grau também vivem no Rio. Em S. Paulo tenho uma prima em terceiro grau, 3 primos em quarto grau, e ainda mais parentela. E nos últimos 150 anos dezenas de antepassados e parentes foram para o Brasil, onde viveram. A maioria voltou a Portugal, outros morreram lá, como o meu bisavô que morreu no Rio de Janeiro em 1899, e outros casaram e ficaram a viver no Brasil, mas sempre no Rio e em Sampa. Eu próprio quando desertei do Exército português em 1970, vivi exilado no Rio de Janeiro até 1975, quando regressei a Portugal. Mas na Bahia, creio que nenhum parente meu viveu.

Jofre Alves disse...

Meu avô materno Silvino de Lima também viveu no Rio de Janeiro entre 1930 e 1950, donde regressou já muito doente, vindo a falecer vítima duma doença renal.

Maria disse...

Vento, ventania, cachorro doido...
Muito bonito
Apareceu-me hoje, este blog. Voltarei, claro
bom fim de semana

Saramar disse...

Poeta, estas imagens que você desvenda tão intensamente em seus versos são como luzes ofuscantes em meio à esterilidade de tantos outros versos que leio por aí.
São como miragens, bichos encantados, belezas inexistentes que você inventa para o seu e o nosso deleite.

Beijos

Ghiza Rocha disse...

Que bom ainda ver amor solto assim, por aí...rs*

happiness...moreorless disse...

é uma pena mesmo existirem todas essas dificuldades para lançar um livro aí no Brasil, no teu caso é um desperdicio mesmo!

Vim mais uma vez aqui deliciar-me com a tua doce poesia...
um beijinho

chuvamiuda disse...

...............
obrigado plea visita
aqui há lugar às emoções desenfredas
...............

Abraço

Anônimo disse...

....oooO
....(....)... Oooo
.....)../. ...(....)
....(_/.......)../
..............(_/
....oooO
....(....)... Oooo
.....)../. ...(....)
....(_/.......)../
..............(_/
...... Passei por
......... Aqui e desejo uma boa semana
Beijos

Anônimo disse...

Uma poesia no auge da paixão. Poesia faminta e sedenta de amores e luxúria. Poesia explosiva de sabores e sensações.
Expressa-se com vigor e os que lêem sua poesia, sentem-se embriagados de prazer por tão belas palavras.

Beijos de amandoim.

Freyja disse...

hermoso poema, eres poeta, logran tus versos alimentar el alma
una linda semana
besitos y que estes muy bien



besos y sueños

Rosario Andrade disse...

Bom dia Sibarita!
...deliciosamente sensual e provocante. Um orgasmo de poema!
Boa semana!
Bjico ancho!

Menina_marota disse...

Que linda princesa...

Um abraço ;)

Nadja Soll disse...

Oi Sibarita
Pensei sim e você pode ter razão. Mas o coração, meu coração, adooora gestos simbólicos. Depois, para quem ama, será que custa tanto assim dizer palavras tão simples?
A mim, nada me custa. Sempre que posso, digo: eu te amo! Não dói nada... risos.
Obrigada pela visita.
Beijos

Leticia Gabian disse...

Siba, meu caro, quem dera ser a sua princesa! Quanta paixão!
Beijos mis.