segunda-feira, junho 23, 2008

ARRAIAL DOS ACHADOS

Forró do Piu, Piu!

Valha-me Deus! Que São João porreta em *Piritiba, todos vestidos de caipira, mesas fartas, licores, etc e tal. O coro comeu! (Kkk) Com o pessoal na maior animação a queima de fogos foi muito engraçada, teve um que tirou o traque da caixa e acendeu o pavio, falhou, deu xabu! A dama agoniada fez o maior rebu, ele disse que não sabia o que tinha acontecido, porém, se lembrou dos tempos idos em que o tal do traque era um perigo e que agora a dele é um jazigo... (kkk). Outro, dizia que era o galo da rinha e, no entanto, soltava rodinha na maior ladainha, cantarolava, enquanto, a rodinha estourava e, aqui para nós, eu não sei como ele agüentava, já não sentava... (kkk) -Se ele era? -Ô língua ferina! (Kkk) Rodinha que eu falo, são fogos de artifícios, fala sério! Ele dizia que não dava revertério, mas, era cheio de mistérios... –Como? -Eu o Silvério? -Logo eu? (kkk) – Já as damas soltavam vulcão foi a maior sensação com os cavalheiros doidos pela erupção para ver se os seus rojões entravam em ação, vocês imaginam a danação? Só que os rojões acesos não subiram e teimavam em apontar para o chão sem nenhum poder de detonação, ou melhor, de explosão, só piavam: piu, piu, piu... que judiação! (Kkk) Os cavalheiros naquela aflição imploravam aos Santos por uma solução, as damas ávidas e às gargalhadas gritavam: esses rojões não são de nada, são águas passadas, mas, que ousadas! Foi um Deus nos acuda e os rojões nem aí... (kkk) Enquanto, outros casais, dançavam o arrasta pé ao som de Gonzagão “Olha pró céu meu amor/vê como ele esta lindo/olha para aquele balão multicolor/que no céu vem surgindo...” Beleza pura! Os casais aflorados, naquele passinho bem de leve que não se sai do lugar quando se vai do zero ao infinito naquele rito de cheira cangote em que se fica instigante, sussurrante, delirante e no arrocho as damas ao sentirem a atitude que lhes levam a plenitude e de pernas bambas nos chama de sem vergonha. (kkk) Depois, tiramos muitas fotos, eu não sou chegado a isso, porém, uma das damas pediu meu ¾, não sei se era para dependurar na parede do quarto ou se era para colocar na boca do sapo, você aí o que acha? - Como? -Oxente! Xiiiii... Pé de pato, mangalô três vezes... (kkk) Depois dançamos quadrilha, que maravilha, o marcador Zé Enganador até que se esforçou tirado a conquistador, ele sempre se enganava no passo do beija-flor quando aproveitava para beijar dona Fulô, deu zebra e o bicho pegou! (kkk) João Mutreta, o par de dona Fulô se retou e Zé enganador quase apanhou, foi um horror! (kkk). Lá pelas tantas começou chover foi um Deus nos acuda as damas correndo para não desabar a maquiagem que era a blindagem para ficarem bonitas aos olhos dos rapazes... Você sabe, o tempo pesa e não se dá jeito nem com reza e a mulherada que se preza usa pinturas que embeleza e sem ela, deixa de ser a bela para ser a velha. (kkk) Pensando bem, elas vão dizer que eu não valho um vintém e que por isso sou carta fora do baralho... (kkk). Como vê nosso São João foi muito divertido, tudo aqui falado, fez parte das nossas brincadeiras no arraiá dos Achados, descontração total e nada formal, melhor do que isso só dois melhoral... kkkkk.

*Piritiba - Cidade do interior baiano, um dos melhores São João do Estado da Bahia.

O Sibarita

8 comentários:

Pena disse...

Genial Amigo:
A sua concepção e pensamento que expressa sobre o S.João de moças lindas e de jovens sonhadores é perfeita numa pessoa perfeita de genialidade, olhar observador, atento, que lhes dá uma "vida" poderosa significativa de fascinio e interesse.
Brilhante narração que se lê facilmente, tal o poder comunicativo presente e espectacular de si, amigo Sibarita.
Tem pormenores relatados de incrível beleza vivida neste dia.
Excelente. Adorei!
Bem-Haja pela pessoa que é. Imenso!
Abraço de amizade e de OBRIGADO sentido por ela
Com muita consideração e admiração por si e pelo que maravilhosamente representa para todos nós que temos o prazer de o ler

pena

Deusa Odoyá disse...

è meu amigo uma festa de arromba.
espero que vc. tenha se divertido muito.
realmente festas de fogueiras de São João em interiores são uma tradição e tanta.
se festeja e se brinca mesmo.
Deixei meu comentário porreta no outro lado.
beijos da amiga.

Regina Coeli.

Menina do Rio disse...

Quer dizer que o "track" do baiano faiô...Xiiiiiiii...num tem santo que dê jeito. Ai meu sinhô do Bonfim!

O que eu mais gostava nas festas juninas lá do interior era o bolo de "massa puba" que meu pai fazia e os milhos assados na brasa. Ô saudade!

Bandys disse...

E voce nem me convidou pra uma festa dessas|??

Ai aia ia, estou sendo esquecida.
beijos

Olhos de mel disse...

Eita São João porreta! Também depois de Sto Antonio, tanta reza, alguma coisa tinha que dar certo. Ô festa animada! E a moçada assanhada, quer mais paquerar. Divertido? Isso é que é festa! Todo mundo participa. Toda mesa tem canjica, amendoim, licor... Na praça, uma banda animada... faz a alegria da cidade.
Belo post, meu amigo lindo!
Bom fim de semana! Beijos

Pati disse...

Óláaaa,meu amigo,vim espiar a parte dois do Santo,que naõ foi Santo Antônio,mas São João...e pelo jeito foi uma folia só...rssss

Por aqui não tem tanta comemoração e o frio congelante atrapalhou,ou se fica enrolado em cobertores,mantas até as orelhas, olhando um filminho em casa,ou se sair p fora,no ar do dia ou da noite, morre durinho...rssss..de frio,né
Beijosss

biazinha disse...

Eu amo essas festas apesar de não professar de religião nenhuma, no fundo eu gosto da tradição... Ah, mas o melhor mesmo dessas festas são as comidas!
Aqui no Rio se comemora muito, só que faltam festas tradicionais, pois tocam funk, samba e axé. Exceto no subúrbio, lá sim se respeita a tradição e as músicas tocadas são juninas.
Beijos.

Nara Senna disse...

E vc acredita que ainda não conheço Piritiba? Vou colocar na minha lista pras próximas festas juninas.

Fico a pensar... Um dia ainda verei vc a recitar seus poemas em um teatro. O que acha?

Abraços.