sexta-feira, março 22, 2013

POÉTICA


Poética

Pousa na escrivaninha este manuscrito sorvendo
O teu luar, embarco, o luar te define em desejos.
Na semiluz do quarto a tua silhueta se movendo
Anula o tempo relógio, refrega de corpos e beijos...

Pela alusão do ângulo o olhar mostra o teu contorno,
Vestíbulo de sonhos secretos no sabor de cajá e mel.
Cosmogonia poética que as palavras fazem estorno
Do tédio. Risos frescos palpando os versos no papel...

Nascente da primavera avivando flores de Almodôvar.
Singelezas do amor na fragrância do imo nestes dias,
Gerando a metamorfose até que a mutação absorva
O perfume de ti, a teu modo no aromal das agonias...

As estrofes aqui nascem em sol, inspiração e espectro.
Define-se na paixão, facho de oficio, querer sem véus  
Abrasando ondas do luar dos meus espelhos desertos
Com o sol integral espargindo em flash aos teus céus...

Torres de amor no meu peito movendo em vão, assim,
Na contradição, o imaginário silente, certeza que aflige,
Gera transformação, define formas do tempo, em mim
Há lucidez e não há ilusão, eu bem sei, mas, tu dizes...

O Sibarita

Humaitá Web Rádio para quem gosta de música!
www.radiohumaita.com.br

Gosta de perfume dos bons e barato? 
http://www.maniashopp.com.br/florvioleta/ 
 

8 comentários:

Olhos de mel disse...

Siba; linda poesia! Eu diria, talvez uma névoa de desesperança pairando no ar, e mais um mistério a se desvendar. E esses são encantos que o poeta, muitas vezes quer despertar.
Bom fim de semana! Beijos

vieira calado disse...

Sou o 1º a comentar e vou já dizer que apreciei o poema!
Um forte abraço!

Paula Barros disse...

Primeira leitura. kkk
Só registrando a passagem, e bobinha com a intensidade do poema e com está frase:
"Cosmogonia poética que as palavras fazem estorno".
beijo

LUZ disse...

Siba, Siba!

Preciso ir com você ao médico (prefere médica, pois, eu calculei) Oftalmologista, porque você já passou dos 25 e já não está enxergando direito.
Você só vê semiluzes e luares, portanto está, anda encandeado.

No "Afetos e Cumplicidades" e no "Luzes e Lures" há dois poemas, um em cada, claro, que foram postados, no DIA MUNDIAL DA POESIA, dia 21.

O "Senhor Engenheiro", já os comentou? Ainda não. Ora, passe lá, por favor.
Queria dos outros? Pois, mas eu não tive tempo, então, publiquei uns mais pequenos e menos eróticos.

Não tinha TORRES DE AFETOS NEM DE CUMPLICIDADES, teve de ficar, assim mesmo, com pouca luz e menos luar.

Seu poema, Nossa Senhora! Pai Nosso que estais no céu, santificado seja o vosso nome...

Voltarei, depois, para "sorver" cada verso seu.

BFS
Beijo da Luz.

Moça disse...

Delicia de poema, como sempre!
e a sensaçao impar da certeza que aflige? Sensacional. Há tempos que desejo este sentimento!
Bjo e boa semana!
http://opinandoemtudo.blogspot.com.br/

LUZ disse...

Bom dia, Siba!

Espero e quero que esteja bem de saúde e não só.

Por aqui, continua a chuva, os dias cinzentos e frios. A Primavera só chegou, no calendário.

SINAIS DOS TEMPOS, TALVEZ.

Li seu poema, como sempre com visão e coração. Como se trata de um manuscrito poético, então, para mim, ainda tem mais valor.

O seu "eu-lírico" está derramando desejo, sensualidade e muita paixão, embora ela diga que é ilusão, mas você afirma, a pés juinto, que não.

Adorei as expressões, pare o tempo no relógio e torres de amor.

Parar o tempo, em determinadas circuntâncias, seria, simplesmente MÁGICO.
Torres de Amor, sem mar por perto, para que as vagas o não destruíssem, seria DIVINO mas se fosse verdadeiro, íntegro e sincero, nada nem ninguém, o poderia derrubar.

O AMOR VEIO PRA FICAR E VENCER.

Boa semana, com amor.
Beijo da Luz.

Bandys disse...

Então te deixo um versinho;
A clara luz excedeu
o som da prece
do teu suspiro manso,
para que nunca me falte
a alegria dos inúmeros recomeços.

Siba Siba, tu sempre arrebenta, e a gente fica aqui babando.

Beijos menino de luz

Desnuda disse...

Querido Siba,

"As estrofes aqui nascem em sol, inspiração e espectro.
Define-se na paixão..."


Desta Poética, manjar dos deuses, sinto-me felizarda em poder desfrutar!

PS: de boca cheia e babada... O que dizer? É aproveitar para enriquecer o espírito e deixá-lo com o brilho destes versos.

Beijos com carinho