terça-feira, agosto 20, 2013

ÔMODEU!

 

Ômodeu!
 
(NR. Leiam a tradução do baianês abaixo)
 
Ô dona piriguete, você está com ciúmes, é?
Se ligue viu? Sou madeira de dar em doido,
E se abrir a guarda, tô adentrando, faça fé!
Nécomigonão, eu passo o rodo, vou todo...
 
Sou boêmio, letrado nos prazeres da orgia,
Achego das fêmeas petitosas e largas ancas.
Na ponta do Humaitá umas luas de agonias
Em vontades cortejam essas noites santas...

 No meu olhar suave um oceano de ressacas,
O balançar das águas do mar é tome e tome.
Descaradas mãos nas ancas, a carne é fraca,
Negonas no quero é mais, o coro come, come...

Uma, duas, três vezes. Sobe e desce coqueiro
Geme a noite em delícias no querer da fissura.
A fenda aberta seduz o mastro rijo e brejeiro
Embocando adentro no entra e sai da usura...

Se rete não! Para que ciúmes? Alivie e sorria.
O meu sotaque molejo de baiano lhe alcança
Nas vontades escancaradas como sua alforria,
Imagine! Você bem tesuda. Eu, seu comilança...

É bom né? Diga aí se não é? Tudo no atrativo!
A marca das entregas no seu batom inspirado,
Os lábios contra lábios, assim, o princípio ativo
Do fogo, das chamas em desejos descarados...

 Mainha, só sei que tenho um coração tuaregue.
E se o coração bate, a carne treme sem enganos.
Portanto, quero saber se você come esse reggae,
Da luxúria, do barroco, do sagrado e do profano?

Ai amor! Sou douto e refinado,
Jogo-me nas copas do teu olhar
Movido pelas delícias do pecado.
Ah, sou um mar de lhe levar...

Ômodeudocéu! (kkk)

Zé Lalado
 


BAIANÊS EMPREGADO:
 
Piriguete – Mulher que se acha, Mulher atiçante.
Se ligue viu? – Fique esperta (o)
Sou madeira de dar em doido – Sou retado, Sou danado, Sou mais eu.
Abrir a guarda – Dar bobeira, ser fácil.
Tô adentrando, faça fé! – Estou entrando, acredite.
Nécomigonão – Não é comigo não.
Eu passo o rodo – Eu pego todas as mulheres.
Vou todo – Vou inteiro, Vou com vontade.
Achego das fêmeas petitosas – Amante das mulheres gostosas.
Largas ancas – Bunda grande.
Ponta do Humaitá – Um dos lugares mais bonito de Salvador na cidade baixa.
Umas luas de agonias – Luas desejosas.
Em vontades – Em quereres.
Noites santas – Noites de muito namoro.
Oceano de ressacas – Profundo quereres.
Tome e tome – Mandando ver no namoro, sexo sem descanso.
Descaradas mãos nas ancas – Buliçosas mãos acaricia a bunda da mulher.
A carne é fraca - Aceitação da carícia sem resistência. 
Negonas no quero é mais – Mulheres no prazer total e querendo mais.
O coro come, come – Sexo gostoso,  o pênis penetra em total prazer.
Uma, duas, três vezes – Varias vezes de gozos.
Sobe e desce coqueiro – Posição de fazer sexo, a mulher subindo e descendo no pênis.
Geme a noite em delícias – Urros de prazer a noite toda.
No querer da fissura – A vagina toda desejosa para penetração.
A fenda aberta seduz o mastro rijo e brejeiro – A vagina atraindo o pênis duro e delicioso.
Embocando adentro no entra e sai da usura – O pênis, entra e  sai, penetra na vagina gostosa.
Se rete não! – Não se zangue!
O meu sotaque molejo de baiano lhe alcança – O meu baianês (linguajar baiano) lhe convence.
Nas vontades escancaradas como sua alforria – A vontade dita é sua liberdade.
Você bem tesuda – Você bem gostosa.
Eu, seu comilança – Eu sou seu comedor, seu homem, seu gostoso.
É bom né? Diga aí se não é? – É muito bom, não é? Afirme se não é?
Tudo no atrativo! – Tudo no encanto.
A marca das entregas – Manchas do batom na roupa ou no corpo do homem.
Batom inspirado – Batom afrodisíaco, insinuante.
Principio ativo – Inicio da provocação dos desejos.
Desejos descarados – Desejos despudorados.
Mainha – Minha gostosa.
Coração tuaregue – Coração nômade, ambulante.
Se o coração bate – Os desejos estão vivos.
A carne treme sem enganos – Os gozos contínuos que estremecem.
Se você come esse reggae – Me diga se você acredita no que estou lhe dizendo, falando?
Ômodeu! – Ô meu Deus!
Ômodeudocéu! Ô meu Deus do Céu!
 
Zé Lalado






15 comentários:

Paula Barros disse...

Desse jeito é para ter ciúme mesmo. Quentura nesse sobe e desce. Ai, ai...
abraço

São disse...

Homem com coração tuaregue para mim, não serve, não!

Quanto ao poema, me agradou.

Abraço grande, Sibarita, rrss

LUZ disse...

OFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFF:

Olá, Siba!

Tudo bem?
Por aqui, calor e mais calor.
Olha, não consegui passar seu comentário, pke, segundo regulamento do Blogger, toda a postagem, k exceda 200 comentários, tudo o k vier depois desse nº, não ficará publicado.
A Smareis já me tinha falado do assunto, já.

Apresento minhas desculpas, tá?

Já li seu poema. Nossa Senhora! Você tem sangue de África da cabeça aos pés, mas ele irriga, sobremaneira, determinadas zonas (falo do cérebro, como é "lógico").
Depois comentarei, sim?

Resto de boa semana.

Claudinha ੴ disse...

Zé Lalado, ainda bem que você nos dá a legenda porque este dialeto é por demais desconhecido para mim... Siba, estas subidas do coqueiro devem acabar com qualquer ciúme... rsrsrs. Beijos!

Zilani Célia disse...

OI SIBARITA!
AGRADECENDO SUA VISITA POR AQUI PASSO.
O BRASIL É DETENTOR DE TANTA DIVERSIDADE, QUE O MODO DE FALAR DAS PESSOAS DE OUTRO ESTADO, NOS CHEGA COMO SE OUTRA LÍNGUA O FOSSE.
ABRÇS
http://zilanicelia.blogspot.com.br/

Bandys disse...

Zé lalado tu é um safado!!!
kkkkkk ter um ciuminho é bom deixa a piriguete ter um ciuminho!!!

Voce se faz de gostosão, mas abra os oiaõ, kkkkkk

Esse poema deve ter tido direção cereta, então é bom ficar piano nehhh

kkkkkkk

Beijos

Olhos de mel disse...

Oxalá mo pai; esse Zé ficou Lalado mesmo!... Tu és madeira de dá em doido! Ta rebocado, piripicado; que fogo é esse homi? Quem comi teu reggae, painho?
Zé ainda em Conquista, passando o maior frio. Distante do calor da nossa terra.
Mas adorei a poesia, aliás gosto muito desse jeito jocoso, esperto e bem baiano do Zé Lalado.
Beijos

Uma aprendiz disse...

Mas deixe estar, senhor Lalado.
Tome jeito homem. Que assanhamento é esse?
Olhe só, se dona Lalado esta enciumada não é melhor o senhor se "fechar" mais?
Com esse fogo todo não há santo que segure seu coração kkkkkk
Tome tenencia! kkkkkkkkkkkkkkkk
Não sei por aí, mas aqui em sampa reza a lenda "Que cão que muito ladra não morde" kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

beijos

LUZ disse...

Boa tarde, Siba!

Como está?

Então não viu o OFFFFFFFFFFFFFFFF no meu comentário anterior? Não era nenhum segredo de estado, não temos segredos um com o outro, verdade se diga, mas você, provavelmente, nem reparou, ou achou que não seria motivo para falar em "privado". Tudo bem, você é que é o proprietário de seu blog.

Erotismo, para te quero? É o caso do seu poema.
Nada faltou no menu.

Resto de lindo dia e bom fim de semana, que já se está aproximando.

Evanir disse...

Mesmo , que esteja vendo a vida preto branco.
Olhe para o céu veja o inifito azul onde quem
tem fé no criador encontrara coragem e força para passar
pelas tribulações.
E a noite se emocione com a beleza da lua e do céu estrelado.
Em cada estrela vera um anjo zelando e olhando por você ..
enquanto a lua ilumina sua linda alma
veras como pode ser feliz na graça e na presença de Deus.
E muito carinho eu trouxe para você , que tanto amo.
Beijos na alma afagos no coração.
Evanir.
PS: fico triste em não poder informar
como anda minha vida;
Basta vc notar minha ausência creio ,
que já diz tudo.
Eu não ando nada bem .
Deus abençoe seu final de semana
paz e luz.

O Sibarita disse...

Peço desculpas a leitora LUZ, realmente não percebi o "OFFFFFFFF..." por isso liberei o comentário, mas, também nada há de mal no seu comentário.

Zé Lalado

Vanuza Pantaleão disse...

Beleza de coração tuareguemente baiano!
Rapidinho, Siba. Tô chegando e já tô saindo. Viagem, mil coisinhas pra fazer. Te agradeço o carinho que por mim tens, muito, muito mesmo.
Beijos, meu querido amigo!!!

Bandys disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Evanir disse...

Eu sempre procuro levar palavras de Deus,
palavras de amor e muitas vezes de
conforto quando alguém precisa .
Nunca soube falar nem colocar amigas
ou amigos um contra outro isso é pura maldade.
Em minha postagem procuro sempre postar
coisas , que sinto de verdade mesmo nao
sendo minhas as poesias ou reflexão.
Foi com muita tristeza , que fiz a postagem de hoje
sinto doer meu coração por estar vendo ,
que muita coisa mudou .
Em quase dez anos no mundo virtual.
Hoje venho te desejar um feliz e
abençoado final de semana.
Que , nossa amizade seja eterna
vivendo sempre na fé ,
que conduz nossas vidas ,
e no amor , que alimenta nossas almas.
Beijos ternos e carinhosos hoje e sempre sua amiga.
Evanir.

Kátia disse...

Adorei este post e já considerei como presente de aniversário!Eta criatura retada que eu sou!!!kkkkkkk