sábado, abril 05, 2014

ARRITMIA



Arritmia

Minha flor, este amor desenreda ou enreda?
No suspiro, qual arritmia a razão submerge?
Pretexto? A labareda do afeto nos embebeda,
À vaga de nós em nós? A era esvai, se perde...

Decompõe a vida, a essência, amor em teatro,
A experimentação, inteireza, planos distintos,
Tangenciando o equilíbrio nas coxias dos atos,
Os pés atrás, equação, caos afetivo, instintos...

Impulsos sutis de palavras refluindo num sorvo,
Tragos: os desejos confessam o vão dos sentidos,
Marouços crassos, querer, murmúrio dos gozos,
Sentimental cotidiano em simultâneos ardidos...

Vórtice, corrente fugaz, amor, colóquios insanos,
Caos, fora de ordem e em nós abrasada fronteira.
Fogaréu de mil e um pensar, os céus queimando
Os desejos despudorados, ficamos na correnteza...

Flutuando, nada nos aterra, o amor corre na cobiça
Dos desejos e dos ais comprimidos. Sabor da vinha,
Meiguices, pretensões de gozos que disparados atiça,
Acelera o coração nestas arrítmicas, oblíquas linhas...

O Sibarita


Que tal ficar na Humaitá Web Rádio? Se ligue!

www.radiohumaita.com.br

13 comentários:

Olhos de mel disse...

Siba; foi profundo, viu? Amei! As vezes Siba, os caminhos parecem ter mais curvas que pensamos. Mas é preciso saber contorna-las para alcançar as coisas que desejamos.
Bom domingo! Beijos

São disse...

Quem fica em arritmia com a beleza de sua poesia é quem tem o intenso prazer de a saborear!

Beijinhos, muitos!

ॐ Shirley ॐ disse...

Estava inspirado, hein?
Agora mesmo vou falar pra mãinha levá-lo ao médico por causa dessa arritmia, viu?
Sibarita, cuide-se rs. Beijos!

Bandys disse...

Inspiradissimo heinn, vixe

O sol é para as flores o que os sorrisos são para a humanidade.


Assim é voce com suas poesias

beijos

Claudinha ੴ disse...

Oi Siba!!!
Eu acho que este amor enreda! Sobre o pretexto que esta bela poesia incendeia os céus, os mares, os palcos da vida!
Um mimo, uma lindeza!
Beijos!

Evanir disse...

Alguns anos se passaram sonhava voar como as borboletas ,
em meus pensamentos voei sobre os mais lindos jardins em flor.
O tempo foi passando sonhava voar como um colibri,
e voei nos meus pensamentos na velocidade do beija flor.
Em cada jardim beijava colhendo o néctar das flores
e sonhava com a felicidade a cada quilometro de voou.
Alguns anos se passaram meus sonhos mudaram
hoje sonho voar como a Águia quem
sabe alçar livre meu último voo ,
ir de encontro ao firmamento e finalmente encontrar
a paz para meu coração.
Que bom é estar perto de ti
Sentir tua paz em meu coração.
Deus abençoe o seu Dia e o meu também.
Paz e Luz de Jesus.
Evanir.
A sala abaixo é para vc escolher aquilo que vc gostar
por favor deixar o recado que levou estarei fazer um award do seu blog
e colocando no rolando junto com os outros.
Que esta a esquerda do blog.
http://aviagempremiosoferecidos.blogspot.com.br/
Desde já meu agradecimento pela sua amizade.
Breve estarei me afastando de vocês.
Eu acredito que não vou conseguir
continuar sem me afastar
talvez a partir do final desse mês.
Agradeço o carinho que sempre recebi de si
Deus é pai e sabe quanto amo cada um de vcs
que sempre dedicou o melhor de si
para mim.
www.aviagem1.blogspot.com

Minha vida de campo disse...

Assim meu coração não aguenta. Parabéns por esta bela obra. Cada dia tu surpreende, mas que guri macanudo. Deus te conserve assim sempre criativo e inovador, esse cara conhece tudo de amor.
Bjos e tenha uma ótima semana.

Sonhadora (RosaMaria) disse...

Meu amigo

A ler este belo poema o nosso coração é que fica acelerado. Lindo sempre.

Um beijinho com carinho
Sonhadora

Paula Barros disse...

Os seus poemas/sonetos são sempre bonitos. Este, mais intenso, de bela construção poética e amorosa e desejosa.

Beijo

(não estou viajando, vou viajar na semana santa. Sabe para onde? Ilha de Itaparica. Será que já ouviu falar? kkkkk)

SAM disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
SAM disse...

Querido amigo,


Mas quem fica com a sensibilidade disparatada e o coração com arritmia somos nós, seus leitores! Vixe, que beleza de soneto! É um desparafusamento do coração causando sensações...Ômopai! Você é demais!

Beijos :)

PS: Hoooo " causou" consertei o "guês" do comentário acima kkkkkkkkkkkkkkkkk

Kátia disse...

Aimôpai entrei aqui ao som de "sexual healing" do Marvin Gaye--que adoro!-- e foi bem sugestivo depois desse poema né não esse menino?Pense na 'arritmia' que me deu depois de ler isso,assim você mata mainha...repare,depois do Lolapalooza fiquei retadinha no trabalho e até hoje eu dei no couro pra ver se consigo uma semana inteirinha de Páscoa,diga aí se não vai ser bom esse menino?
Até lá entrei uma pauta e outra virei aqui pra ver se botou pra lenhar de novo,miserê!

Oxente!E não é que a música do Marvin repetiu?Ômodeu!ópraisso!
kkkkkkkkkkkkkkkkkk
=)

Kátia disse...

Vixe!

"entre uma pauta e outra virei aqui"

Isso que dá repetir 'sexual healing' fiquei avexada pra me picar e me atrapalhei toda.

Beijosssssssssssssssssss!