sábado, janeiro 10, 2009

VALHA-ME DEUS!

Caro leitor, nesta postagem, um vídeo IMPERDÍVEl e uma poesia com a tradução do baianês.

Aqui Maria Betânia canta um Ponto de Candomblé para Iansã. Ela que é filha de santo do Terreiro de Meninha do Gantuá. Isso é Bahia, isso é sincretismo...

Valha-me Deus!

Ai Deus! Ô moça, agora, é só alegria, é festa na Bahia
Quero que Israel se lenhe, estou solidário a Palestina
Neste genocídio dos Judeus e vou desaguar em ti fia,
Dizendo-te desta ressaca, estou colado na tua resina...

Nas chamas do teu olhar, ôie! Quem mandou me liberar
De dezembro até janeiro? Vou contar tudo, não se rete!
Vai floreado em versos destes meus tempos de sol e mar
Bronzeado, não acreditas? Pergunte a Ivete, a piriguete...

Mainha, sou de Iorubá, do Candomblé em dezembro dia quatro
A Bahia é vermelho, é dia de Santa Bárbara, o meu Orixá é Xangô
Nos terreiros, o povo de Santo fez festa nos toques dos atabaques
Saudando a Senhora dos Eguns. Eparrei Mãe Iansã! Relampejou...

Caô Cabiecilê! Xangô dos raios é esposo de Iansã das tempestades,
Sendo ele o Orixá da minha cabeça. Ô nega! Em ti, faço o meu lume
Mas, estou soltinho, ao deus dará! No teu olhar: a Iansã, a divindade
Da paixão, do clímax, dos desejos incontidos, da volúpia e do ciúme...

Na abóbada, um céu de fogo, em Jauá a noite é uma prenda
Fazer o que fia? No horizonte é novo ano na Bahia! É só folia,
Atô Tô Meu Pai! Adentrei ao mar levando a minha oferenda
Fiz a limpeza do corpo. Sai olho grosso! Tudo agora é magia...

Segui na galeota o cortejo do Senhor dos Navegantes, ai teu coração,
Tu imaginas? Festa da Boa Viagem entrei com tudo, haja, sapeca Iaiá
Solto como estava, sou nó cego! Com as moças quebrando na emoção
Não teve para ninguém, pense! Lembrei de ti, ajoelhei, tive que rezar...

É que pela Baia de Todos os Santos partiu a procissão e seu cortejo
Com as negonas do balaio grande sambando e eu ali naquela fome
Eu todo de branco mandando vê, se zangue não fia, cabeça de gelo
Que é assim mesmo, sou baiano, entre, o sagrado e o profano...

Bênça mãe, bênça pai! Diga que eu cheguei, cheguei tô bem chegado
Nesta cidade todo mundo é filho de Oxum e nas águas da Boa Viagem
Deixei o meu presente e a moça que mora lá aceitou de bom agrado,
Minha Iaiá, se ligue! Sou negão do Curuzu, meu coração é a liberdade...

O Sibarita

BAIANÊS

Ô moça – Olhe moça.
Se lenhe – Se acabe.
Contar tudo – Dizer tudo.
Não se rete – Não se zangue, não se aborreça.
Bronzeado – Queimado do sol.
Ivete a piriguete – Ivete Sangalo.
Piriguete – Mulher a fim de namorar, de fazer amor.
Mainha – Nome dengoso para chamar uma mulher.
Iorubá– Escravos que vieram do Benin e da Nigéria com seu sincretismo religioso.
Santa Bárbara – No Candomblé Iansã.
Orixá – O mesmo que Santo(a) no católicismo.
Xangô – Divindade do fogo e do trovão e da justiça. Rei de Oyó. Orixá temido e respeitado é viril e violento, porém justiceiro e muito vaidoso. Importante no candomblé com origem em terras Iorubá
Senhora dos Eguns – Dona das almas, dos espíritos (Iansã).
Eparrei! – Saudação a Iansã.
Iansã - Deusa da espada de fogo, Dona das paixões, Iansã é a ainha dos raios, dos ciclones, furacões, tufões, vendavais. Orixá do fogo, guerreira e poderosa. Mãe dos eguns, guia dos espíritos desencarnados, Senhora dos cemitérios.
Caô Cabiecilê! – Saudação a Xangô.
Orixá dono da minha cabeça – Orixá que zela por aquela pessoa. Pessoa feita naquele Orixá.
Ao deus dará – A vontade, sem compromisso.
Atô Tô Meu Pai! – Saudadção ao Orixá Obaluaê.
Levar oferenda – Levar um presente para colocar no mar para Iemanjá.
Fazer a limpeza do corpo – Na Bahia sempre se faz isso tomando banho de folhas, incessando ou mandando rezar o corpo para tirar o mau olhado.
Sai Olho grosso – mau olhado.
Galeota - A galeota Gratidão do Povo faz a procissão marítima de Bom Jesus dos Navegantes há 114 anos consecutivos. Começa na Capitania dos Portos, enfrente a Basílica da Conceição da Praia, e termina na Praia da Boa Viagem todo 1º de janeiro.
Festa da Boa Viagem – Um dos lugares que mais comemora o primeiro do ano em Salvador com a chegada da Galeota Gratidão do Povo trazendo o Bom Jesus dos Navegantes e levado para dentro da Igreja da Boa Viagem na Cidade Baixa.
Sapeca Iaiá – Namoro quente.
Nó Cego – A pessoa que é retada, joga duro.
Moças quebrando – Mulheres sambando, requebrando até o chão.
Não teve para ninguém – Não teve concorrente.
Ajoelhou teve que rezar – Se começou tem que terminar.
Baía de Todos os Santos - É a maior baía brasileira e segunda maior do mundo. É dela que se origina o nome da capitania e futuro estado da Bahia. No entanto, manteve a grafia arcaica.
Negonas do balaio grande – Mulheres da bunda grande.
Naquela fome – Naquele desejo de fazer amor, de namorar.
Mandando vê – Jogando duro.
Se zangue não fia – Não se aborreça menina.
Cabeça de gelo – Não esquentar a cabeça, não ligar para nada, não se preocupar.
Bênça mãe, bênça pai! – Saudação no Candomblé ao Pai e Mãe de Santo
Cheguei to bem chegado – Expressão para dizer que chegou e foi bem recebido.
Minha Iaiá – Tratamento especial a mulher que se quer, que se ama.
Boa Viagem - Bairro da Cidade Baixa com vista belíssima da Baia de Todos os Santos, onde, fica a Igreja Nossa Senhora da Boa Viagem que recebe o cortejo pelo mar do Bom Jesus dos Navegantes. É lá que a maioria dos baianos comemoram a passagem de ano.
Curuzu – Fica no Bairro da Liberdade a maior população de negros da Bahia e do Brasil. É da Senzala do Curuzu que sai o maior bloco de negros do mundo o Ilê Aê.

O Sibarita


18 comentários:

mundo azul disse...

_________________________________

Maria Betania é tudo de bom!!!

Seu poema é riquíssimo, meu amigo...Um grande prazer ler o que escreve!

Beijos de luz e carinho...

___________________________________

Pena disse...

Oh, Brilhante Amigo:
Um Fabuloso e profundo Post.
Pelo que vejo, a linda Bahia do meu amado Brasil está em festa.
Adorei tudo. Desde a festa do mar, passando pelo talento musical de Maria Betânia até ao vídeo final traduzido numa melodia fascinante e admirável.
Infelizmente, aconteceu o que aconteceu como o povo Palestiano, sua preocupação de Ser Humano gigante de humanismo e solidariedade...
"...Valha-me Deus!
Ai Deus! Ô moça, agora, é só alegria, é festa na Bahia
Quero que Israel se lenhe, estou solidário a Palestina
Neste genocídio dos Judeus e vou desaguar em ti fia,
Dizendo-te desta ressaca, estou colado na tua resina..."

Estou consigo, fantástico Amigo Enorme, Sibarita.
Admiro a profundidade lindíssima da sua escrita fluente e repleta de preciosismo riquíssimo.
Um Post muito belo, sensível e de maravilhar...

Abraço amigo de grandiosa estima e respeito pela sua grandiosa significação.
Agradecido pela simpática visita que me apraz registar com satisfação. É um amigo ímpar...!
O AMIGO SINCERO

pena

Menina do Rio disse...

Demais!! Siba, estou certa que tu és o baiano mais brasileiro...ou seria o contrário?

Não importa, importa que és a expressão do Brasil na Bahia.
Grande Siba!

Um beijo e Saravá!

Leticia Gabian disse...

Cumpadi,
Este troço é de matar! Ainda agorinha escrevi um comentário longo e, ao fim, não consegui publicar! Haja paciência!
Agora, estou cansada e com muito soninho.
Só vou dizer que o seu "baianês" é irretocável, que gostaria de ver o fim desse terrível conflito no Oriente Médio e que a procissão do Nosso Senhor dos Navegantes me lembra muito meu pai.

Abração cumpadi. Vamos ver se agora vai!

Leticia Gabian disse...

Voltei porque esqueci de dizer que na próxima sexta feira tem despedida na Zuzu. Depois disso, se desejar me ver cantar, só indo a Portugal.

Apareça lá, cumpadi Siba!

paula barros disse...

Oi, fio, os videos nao assisti.

O poema eu li - Valha-me Deus, e está solto assim é? E a lua hoje já olhou? Tá linda.

Fio, se cuida.

abraços

Mary disse...

MEU QUERIDO!!

AMEI TUA POESIA DESTE DIA, AFINAL, MERECEMOS UM "REFRESCO" DEPOIS DE TODOS OS ACONTECIMENTOS NO COMEÇO DESTE ANO. É ENCHENTE EM SANTA CATARINA, É INVASÃO DE ISRAEL NA FAIXA DE GAZA, SOCORRO MEU DEUS!!!
ENTÃO SIBARITA SOLTINHO NO ,MUNDO,DEIXA EU CONTAR PRA TUA NAMORADA. TO BRINCANDO,VÁ.
NO TEU DISCIONÁRIO, SÓ SENTI FALTA DA TUA ALUSÃO A OXUM,AFINAL, "NESSA CIDADE TODO MUNDO É D'OXUM"...

MINHA QUERIDA E ADORADA MÃE OXUM,DEUSA DO AMOR E DA SEDUÇÃO,DONA DAS RIQUEZAS FLUVIAIS,DONA DAS ÁGUAS DOCES E DA CHUVA, DIVINDADE SÍMBOLO DA FEMINILIDADE E DA FERTILIDADE ,SÍMBOLO DA BELEZA E DA GRACIOSIDADE.

"ORA YÉYÉ O ".

BEIJO GAUDÉRIO NO TEU CORAÇÃO, DA TUA GURIA, MARY

Pena disse...

Genial Amigo:
Uma escrita sensível de Versos admiráveis, feitos pela sua fabulosa sensibilidade que expressa de forma apurada e sensível.
Quanto ao conteúdo da mensagem:
FABULOSA!

“Visto” uma melodia musical maravilhosa e Terna que me apraz. Sim! Em Felicidade, porque não?
Existe. É real. Escutada docemente. Com imensa atenção.
“Calei” o écran televisivo. Sobrevivo assim. Penso...!!!
Eu. O “écran”silenciado. A melodia. A Felicidade. A Alegria. O Encanto. Tudo isto "mora" em mim. "Habitam-me" quando sinto e penso.
É tão bom “sentir” o pensamento. Na Alegria.
As ideias...? Tenho imensas. Sim! Fazem parte do que sou.
As ideias coabitam comigo. Sempre. Sim, amistosas. Solidárias. De bem com todos. Falam-me de “imenso”. “Imenso”. Só “imenso”, sabem? Conquistaram um lugar precioso nas coisas que vejo.
Quanto sentimento contêem? Não consigo apurar. Nem discernir.

Abraço Forte de amizade, estima e respeito.
Possui uma expressão escrita fantástica no seu puro sentimento e pensamento.
Bem-Haja.

pena

Adorei, com sinceridade!

(Foi um gesto de delicadeza, não precisa retribuir. OBRIGADO pela sua preciosa amizade e desculpe se me repeti. Coisas que a vida contém. Parabéns pelo ser humano gigante e de bem enorme que é. Considere uma dedicatória ao seu sentir e à pessoa brilhante que é. Abraço.)

Uma aprendiz disse...

Oi, Sibarita

Assisti os videos e li tudinho kkkk

Obrigada por essa oportunidade de aprender um bocadinho sobre tudo isso. Confesso que sou totalmente ignorante sobre esse universo baianês. O que é uma pena, pois sou obrigada a sair sem comentar de verdade seu post, por pura falta de conhecimento.

Mas gostei de saber que você está soltinho e feliz.

beijos

ChulapA disse...

d+ o post
mt bom

alem dos videos neh
ehehehehe
:D

Deusa Odoyá disse...

Olá meu neguinho!
Quem conhece as riquezas culturais da Bahia , sabe bem o que vc. quiz transmitir.
Esse vídeo está incrível, meu fio.

Ainda mais por ser filha da minha mãe linda e iluminada OXUM.
E cuidado, não se solte muito, com tanta periguete por aí.
estou de olho em vc. viuuuuuuu....
Beijinhos doce, e abraços e saúde a painho.
Te adoro, vc. sabe.
Saudades dessa Bahia, dos amigos e de vc.
Que mestre Jesus continue iluminando seus caminhos.
Fique na paz.

Regina Coeli.








Parabéns, mais uma vez , nos encantando com esses vídeos de grande valor.
Saudando as IABAS.
Beijos meu

Estações da Vida disse...

Oi, baiano retado! Bichinho, estou de férias, viajando, viu? Quando chegar, reiniciarei as postagens? E você, está bem? Por aqui, tudo beleza! Beijão.

Claudinha ੴ disse...

Meu deus do céu!Que aula de baianês! Alguns significados eu conhecia, por conta de nossas distãncias mais curtas, mas olhe homi seu minino, eu adorei seu poema e ver Bethânia. (Gostei do sapeca iaiá, hahaha!) Beijos!

Maria disse...

Sibarita

Só para lhe dizer que passei aqui mas o teu post é longo, e como é tarde volto amanhã para ler, tá bom?

Beijão

Maria disse...

Voltei!
E os dois primeiros videos são demais, o último não consegui abrir.
E tive que ler o seu poema com o dicionário ao lado, Sibarita...
Apesar de vosmecê dizer que eu sou luso-baiana é nestas alturas que eu sei que não sei nada!!!

Beijos, Sibarita

Bandys disse...

Salve, Salve,
Muito lindo tudo por aqui!!
Salve a Bahia e todos os santos e claro O Sibarita..

Amei!

Beijos

bat_trash disse...

Ei parrê, Iansã!
Além da amar a Bethânia, tenho imensa simpatia pelo ritmo do Candomblé, pesar de não professar, esta é um religião que faz parte de nossas raízes.
o Poema é porretaço por estar contextualizado com toda essa situação triste e caótica que o mundo vem testemunhando.
Vale apalar ao bom sendo dos orixás africanos neste demanda.
Beijão.

Oliver Pickwick disse...

Acompanho com interesse este recrudescimento de baianês na sua poesia. Antes, reservava este exercício apenas para os textos em prosa. Continue neste caminho, diversificar é preciso.
Um abraço!