quarta-feira, abril 22, 2009

SÉRIE JAUÁ

Caros leitores, nesses dias, estarei colocando poesias sobre Jauá. A Praia de Jauá está situada no lugarejo do mesmo nome entre os km 15 e 16 da Estrada do Coco (Costa dos Coqueiros), litoral norte de Salvador, Bahia. É considerada uma das "praias mais lindas do Brasil" (revista GEO, Espanha). De extensão quilométrica, areias brancas, quase morna o ano todo e cercada por dunas brancas. Recifes formam piscinas naturais na maré baixa, permitindo tomar banho até com ondas altas. Jauá é um papagaio típico do litoral Norte baiano que deu origem ao nome do lugarejo e praia.

Jauá

O mar, uma concha ora verde, ora azul... Espelha
Os intensos corais de todos os tons, cores e gamas.
No ponto de junção, o sol – molusco em chamas –
Desenrola as velas no anil de Incendiada centelha...

No crepúsculo vespertino a lua insidiosa e enorme
Sai nos arabescos de Jauá. O fulgor do dia se apaga
E em sombras o olhar do sol bóia de vaga em vaga,
Recolhendo suas velas, fecha o seu brilho e dorme.

Cândidas andorinhas planam, cintilam sobre sereias
Estendidas nos corais suaves das branquinhas areias
Ao pôr-do-sol, de pêssego, de romã e de lua lasciva.

À noite a brisa sopra e os desejos correm nas veias
Fulgurando o amor perolado sobre camas alheias
Quando a lua passional orvalha bocas ressequidas.

O Sibarita

13 comentários:

Desnuda disse...

Oi Sibarita! Linda a poesia! Adorei saber mais um pouquinho e vou acompanhar a série Jauá.


Beijo

Maria disse...

Este primeiro soneto a Jauá é lindo, Sibarita!
A Bahia tem praias lindas, todas elas. Jauá pode ser mais bonita, se vosmecê diz...

Beijo, baianês

Deusa Odoyá disse...

Olá meu fio.
Jauá é realmente um paraíso.
Muito boa essa ideia de divulgar essa linda praia.
Vou fazer igual a desnuda, acompanhar a série Juá.
Beijos e uma semanade muita paz, luz e fé.
Abraços de muita saúde a painho.
Saudades, meu amigo.
Te gosto.
Regina Coeli.

Deusa Odoyá disse...

Olá meu neguinho!!!
Fiquei encantada com o lugar ,que esqueci de falar sobre a poesia em sí.
Desculpe, sabes que sou meia aérea.
Está muito linda e pura, como a própria Jauá.
O mar as conchas ora verde , ora azuis espelhando os corais de todos os tons.
Isso é lindo...lindo.
À noite a brisa nos convindando aos mais profanos desejos.
Siba, deve ser realmente uma praia iluminada, e convidativa aos amores.
Beijinhos doces.
Uma semana de paz.
Regina Coeli.

Maria Clarinda disse...

E eu j´+a tive a felicidade de lá estar, e assino por baixo tudo o que dela dizem...aliás creio que nem palavras existem para o fazer...
Belo o poema. Jinhos

Auréola Branca disse...

De repente abro os olhos e penso: Onde estarás Sibarita?
Meu velho amigo, sempre a admirar nossa incrível redondeza...
Saudades...

Corações & Segredos disse...

À noite a brisa sopra e os desejos correm nas veias
Fulgurando o amor perolado sobre camas alheias
Quando a lua passional orvalha bocas ressequidas.

Essa Jauá deve ser um lugar dos deuses,,e um deles sei que frequenta Jauá....
Beijos de saudade!

MARTHA THORMAN VON MADERS disse...

Ah....os desejos....
beijos

Uma aprendiz disse...

Oi, Sibarita

Belíssima essa poesia.
Suave e delicada, tal qual a brisa, que por certo, sopra em Jauá.
Fiquei sonhando com os encantos desse paraíso.

Quem diria, além de poeta és o Embaixador do Turismo de Jauá.

Parabéns!

Eu também irei acompanhar a série.
Veremos o que nos espera kkkkkk

um grande beijo,
de sua amiga paulista

Pati disse...

Hummm,seguidores encantados como sempre...rsss
Nem preciso dizer q a poesia é linda e a praia...ai,não conheço, mas a foto me deixou louquinha p conhecer....rssss
Beijãoo da Pati

Pati disse...

Ei,esqueci de ti na Páscoa,foi uma correria,viajei,mas venho te deixar meu beijo e meu abraço de Páscoa atrasado ,pode??rsss
Um beijão e um abraçoo do coração!!

Avassaladora disse...

Meu Baiano querido!
Claro que quem mora num lugar assim, só pode ser alguém especial!
Tens um dom divino, ao escrever, e colocar as palavras a seu dispor...

Oxete, que eu sinto uma saudade danada de ti!


Beijos e carinhos mil!

bat_trash disse...

A foto é belíssima e um dia hei de conferir as águas de Jauá. Entretanto, já me deixei levar pelas ondas poéticas de teu retrato.

Beijos.