segunda-feira, maio 25, 2009

DIVINA

Divina

Já foi, é? Tá! Neguinha, ajoelhou, tem que rezar.
Criei agora a sinopse futura jogando os búzios,
O que foi, lá se foi... O que e a quem lembrar?
Se o teu sol em amarelo amaranto é tão dúbio!

Crendeuspai! Agora, é tocar o bonde prá lapinha
Eu, tô que tô, arrepiando, jogando duro em jauá.
Beijo os dias no olhar daquela moça. Ai, Mainha!
É água dura... Uns cravinhos aqui e outros acolá...

Vixe! Dona menina estou solto na buraqueira, ôie!
Plantei rosas, conciliei os desejos, apalpei o escuro.
Mas, vem dormir comigo, vem de chofre, a migué
Jogue as cajás nesse leito de rosas onde te procuro...

Ai Deus! Negros olhos de ônix, tôloquinho, na fome!
Então, entre. Mostra-te! E, dispo-te, sem cerimônias...
Cai-te bem a nudez nos desejos que me consomem
Oh, nívea, soberba, irreal, pulcra, serena, demônia!

Misericórdia Deus! Ó miseravona retada, seios de cerejas,
Bicos pequenos, serenos, leves e desejosos no meu sonhar.
Valha-me Cristo! Rezo missa em trezentos e sessenta igrejas
Na chama inapagada, a eterna chama da dança do teu andar...

Senhor do Bonfim! É na real. Assim, fantasias por fantasias
Escancaradas nos lençóis de jasmim para o céu pegar fogo.
Solta tua imaginação açucena, adoro! Oh, noite de agonias,
Jaguaretê caçando a presa nos uis e nos ais do teu rogo...

Tá rebocado! Este teu olhar de pidão incendiando me chama
E depois do amor teu corpo vencido em gozos sobre os lençóis
Flui, nutre de mim toda seiva dos desejos que a noite inflama.
Minha Nega, é no instinto, que sou o teu boca de zero nove...

Piripicado! O meu festim ardente de desejos faz a noite cega.
Afff... No agora, o corpo violão da moça, a pele morena do moço
Em toques, são reféns de vontades em estandartes de entregas
Com luas nos espelhos choramingando em lumes e alvoroços...

Madaso! Girafa que alucina, taça esbelta, lábios de rubis
Vermelho batom que me delira, amor venal, lunar delícia
Da minha boca viciada na relva negra do púbis, teu púbis!
Reconhece-me? Sou eu! O teu pachá, mandarim e sibarita.

Mas, Divina! Olha o que fizeste?
O azul do céu gravita em ressacas
E eu colado no chão da tua esquina...

O Sibarita

PALAVRAS EM BAIANÊS:

Neguinha, (o) Nega (o) – Nome carinhoso que chamamos uma mulher ou um homem.
Ajoelhou, tem que rezar – Tomar atitude e assumir com as conseqüências.
Jogar os búzios – Ver o que os búzios dizem.
Crendeuspai – Creio em Deus Pai.
Tocar o bonde prá lapinha – Ir em frente, continuar a vida.
Tô que tô – Estou, estar a fim de...
Arrepiando – Não estou para brincadeira.
Jogando duro – Sem perdão, levando a sério.
Mainha – Nome carinhoso que chamamos a mulher que gostamos ou queremos.
Água dura – Beber até muito bebidas alcoólicas.
Cravinho – Batida (alcoólica) de cravo feito no Pelourinho. A preferida dos baianos.
Dona menina – Mulher tirada à mocinha.
Solto na buraqueira – Sem compromisso, desejando todas as mulheres.
A migué – À vontade.
Jogue as cajás - Botar prá quebrar, solte a imaginação.
Tôloquinho – Estou louco, louquinho.
Na fome – Com fome de fazer amor, desejoso, querendo.
Valha-nos Deus – Ajuda-nos Deus.
Jaguaretê – Onça, mulher que sabe fazer tudo na cama.
Madaso – Meu Deus.
Boca de zero nove – Pessoa retada, danada.
Misericórdia – Perdão.
Miseravona – Mulher gostosa.
Retada – A tal, a danada.
Piripicado, tá rebocado – Com certeza, acredite, faça fé
Pachá, mandarim e sibarita – Bom vivante, conquistador.
Divina – Mulher tratada como rainha.

N.A. – Na Bahia, o normal do vocabulário, do falar, do se comunicar é esse mesmo. Usamos muito as expressões que falam em Deus, Jesus, Senhor do Bonfim, São Jorge, Ogum... Exemp: Ai meu Deus! Valha-me Jesus Cristo, Ajuda-me Senhor Do Bonfim, Ave Cristo e por ai vai. Isso é usual na Bahia por ser o estado mais católico do Brasil, basta dizer que temos mais de 400 igrejas católicas só em Salvador, então, podemos ir a cada uma em todos os dias do ano e não se conhecerá todas. Somos também um povo do Candomblé atuante, ou seja, o sincretismo religioso aqui funciona, pais, mães, filhos, filhas de Santo, todo povo de Santo (Candomblé) vão às igrejas e os Padres sempre vão aos terreiros. Hoje temos muitos filhos de Santos que se tornaram padres entrando nos seminários existentes aqui.

O Sibarita


22 comentários:

Avassaladora disse...

"Mas, vem dormir comigo, vem de chofre, a migué..."


Siba, meu rei!

Vive Maria, valhamedeus!

Que esse poema seu é para levar a gente pras nuvems... é? rsrsrs


Já estou lá, meu rei...


Transportada por suas palavras!



Para completar, só um beijo avassalador!

Deusa Odoyá disse...

Olá meu amigoNelson.
Nessa junção de poemas, viajei nas suas palavras.
Muito lindo, vc. é mestre nisso.
Parabéns sabescom palavras cativar uma mulher.
menino quem está porreta agora é você.
Vixe santa que a fome é tanta.
Meu neguinho, uma semana de muitas glorias e paz.
Beijinhos para painho e par vc. um beijãoooooooooooooo.
Regina Coeli.

Uma aprendiz disse...

Oi, Siba, (é Nelson, é?)
hummmmmmmmm

Demorei pra ler tudinho, já te disse que sou uma preguiça só?
E esse poema é uma novela erótica kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

É sua cara, sem tirar nem por.kkkkk

Gostei, viu.

beijos

Maria disse...

Oxente.... três posts para ler...
Vou voltar amanhã, Sibarita.
É tarde aqui.

Deixo beijos e a promessa de voltar amanhã

A Senhora disse...

E quem é paulista, ou vai verificando no "dicionário", ou adivinha (o que é mais gostoso e dá certo). :)

Terra quente... de gente quente...
Amei!

beijinhos

Grace Olsson disse...

meu livro saiu, Sibarita..bjs e dias felizes

MARTHA THORMAN VON MADERS disse...

Mas é bom demais aqui.
Poeta das grandes emoções.
Ler você é um prazer delicioso.
beijossssssss
Apareça.

Maria disse...

Eu voltei, e li tudo.... Mas este post é demais... e fico sem palavras, Sibarita... apenas com saudades de "soteropolitanar", kkkkkk

Beijos

Desnuda disse...

Vixi! Sibarita taquitá! Poemando bonito ( sempre) com versos de arrepiar!

Beijão amigo!

Corações & Segredos disse...

Mas, Divina! Olha o que fizeste?
O azul do céu gravita em ressacas
E eu colado no chão da tua esquina...

SAUDADES, MUITA SAUDADE
BEIJOS

Deusa Odoyá disse...

Olá meu neguinho!
O que vc.fez quanto a musica era isso que eu estava tentando fazer, entendeuuuuuuuu.
Quando abre o site, a musica entra.
Era isso, seu coró enrolado.
kkkkkkkkkkkkkkkkk.
Uma semana de muitos axés, paz,amor e luz.
Beijinhos doces em vc. e painho.
Sauddes, meu amigo.
Te gosto...
Regina Coeli.

mundo azul disse...

__________________________________


...que belo canto para a mulher amada!


Beijos de luz e o meu carinho...

Um bom final de semana!

Zélia

_______________________________

paula barros disse...

É encantador a sua forma de chamar, de demonstrar o querer.

"Oh, nívea, soberba, irreal, pulcra, serena, demônia!"

Que dizer que a D. Moça, é isso tudo? Por isso que o fio, o todo todo Rei Sibarita, escreve desse jeito. Sonhando e fazendo sonhar. Desejando e fazendo desejar.

Sempre muito lindo, sempre muito intenso.

abraços e beijos

Adorei o Mundo em Fotos, estou devendo uma divulgação do livro de Grace, vou me preparar.

São disse...

Credo, neguinho, que coisa mais ardente!!

Muitos abraços!

Corações & Segredos disse...

O meu lado vagueia
É gaivota voando além...
Asas ruflam,
- Onde pousas? -
Favos de desejos,
Nessa noite de réstia...
Roubo o teu olhar
Dessa lua cheia
Refletindo do teu espelho
E afogo o meu peito
Nesse mar de ensejos!
Como um fio
Que tece caminhos
Entrelaço-me com a lua
Viro facho de luz
E alumio a tua rua
Dos teus azuis...

BEIJOS

~*Rebeca e Jota Cê *~ disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
~*Rebeca e Jota Cê *~ disse...

Sibarita,

Ontem mesmo estava conversando com Jota Cê sobre seu sumiço, homi. Óia menino, esse seu texto é totalmente seu jeito, seu estilo, sua cara. A negona que o diga, hein? Cada região desse Brasil com seu linguajar, com sua maneira de afagar palavras cheias de trejeitos. Adoro! Muitas expressões são iguais as nossas[ aqui pras bandas do Ceará] outras são os mesmos nomes, mas com outro significado... e por aí RÁI!...rs. Você é tão querido por nós... já mora no nosso coração e não sabe... ou será que sabe, hein?

Beijo grande e amei esse seu texto fogoso!

Maravilhoso final de semana.

Rebeca

-

Anônimo disse...

Isso é para você...
Meu lindo Rei Siba!
As pessoas não se tornam especiais pela maneira de ser ou agir, mas pela profundidade em que atingem nossos sentimentos.
Em meu olhar brilha o desejo de estar sempre ao seu lado.
Mas em cada desejo brilha a desilusão de estar sonhando acordada.
Vale mais a pena calar o sentimento, do que manifestar amor a quem não pode compreender.
Tudo aconteceu como num sonhomas tenho medo que seja um sonho e que tudo acabe quando eu abrir os olhos.
Cada coração é um mundo á parte;e pretender definir o amor, istoé,todos os amores, constitui uma tola pretensão aos olhos de quem viveu um pouco.
Nada é pequeno no amor.
Aqueles que esperam pelos momentos importantes para provarem a sua ternura, não sabem o que é amar.
Toda vez que um amor se apresentar, devemos abrir-lhe a porta e o portão, pois ele nunca será iniportuno.
Faça de sua vida uma conta matemática, some as alegrias,diminua as tristezas, multiplique o amor e some-o comigo.
O amor nunca se perde.
Mesmo quando não é recíproco, ele podeser recuperado para tornar o coração mais terno e puro.
Um belo domingo para tí, meu Rei.
Leia e reflita......

Cleo disse...

Sibarita, que maravilha teus poemas, tão cheios de significados, lendo relendo viajei um monte. Gostei muito do poema Zen e pensei aí estar mesmo a gênese de você. a tua razão cósmica do existir, então que caminhes sempre na luz e paz sob o teu signo, o da felicidade.
Sejas feliz sempre.
Beijos com carinho.
Cleo

Anônimo disse...

中醫減重
中醫減重
中醫減重
中醫減重
中醫減重
花蓮民宿
花蓮民宿
花蓮民宿
花蓮民宿
花蓮民宿
花蓮民宿

Menina do Rio disse...

Li e te deixo um beijo bem preguiçoso, como eu...

Fica bem, meu Rei

Oliver Pickwick disse...

Só mesmo você, Sibarita, pra escrever uma poesia inteira em baianês de legítima cepa e sem perder a poética.
Um abraço!