quinta-feira, junho 18, 2009

PASSOS

Caros leitores, estou substituindo O Sibarita, aproveito, coloco minhas manguinhas de fora (kkk) postando poesias minhas, Sibarita que se cuide, vou tomar esse blog dele, quando ele voltar já era, já mudei até o nome do Blog, ele que vá se lenhar! (kkk) Ei, vocês leitores, se retem não, o Sibarita é gente boa, mas, preciso me firmar! (kkkk) Espero que gostem!

P A S S O S

...É, tenho apenas o vôo dos versos!
No céu distante para beijar-te o rosto,
Percorro o caminho olhando o anverso.
O chão presente, a conjuração em frente,
Do amor, mais além, tocado pelo tom inverso,
Aos raios prisioneiros no horizonte planáltico
Ah, sim! Incendiando corações nos reversos...

Deixa-me ir aos teus sonhos pelo porto das paixões
Danação do amor no mar aberto dos sentimentos!
Sobre águas transparentes, pérolas sem jaça,
Onde, o ranger do sol, nas sombras dos remos
Esculpe a cor do destino que traça/enlaça
Sob as velas do querer que ensaca os ventos...

De certo, que aqui estive tão imerso em mim,
Que não ouvi o teu canto... Mas, estar contigo,
Sem me seres as fases da lua e, não sendo cíclica
As teias eu sei... Preso! Reluzindo o cupido,
Velejo por ti singrando mares das tuas relíquias...

ZéCorró

19 comentários:

DE VEZ EM QDO VENHO AQUI disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
DE VEZ EM QDO VENHO AQUI disse...

q coisa maravilhosa, um brinde ao amor,q despertar dos sentimentos de maneira mais doce e ao mesmo tempo forte vc nos proporcionou com esse poema!!ah arrumei la o blog,espero q agora vc possa ler, depende do computador, no meu fica claro, mas tem alguns q a regulagem mesmo sendo mais clara ainda fica escuro...
gde quinta pra vc,adoro seu estilo,sou sua fã!!
um xeru arretado,oxi menino!!!!

Menina do Rio disse...

De certo que aqui estive também e quero saber se isso de ZéCorró é uma espécie de "entidade" que incorporou e agora quer tirar o blog do velho Siba, assim na cara dura. Deixa não!
Afoga o Zé nesses mares, meu marinheiro!

Beijinhos salgados e frios

Pena disse...

Um poema brincalhão, mas poderoso de um sentir inigualável e exemplar.
Possui um estar e sentir que ofusca pela magia de ser.
Sabe, gosto imenso de o ler.
Faz me lembrar Garcia Marquez no seu melhor...ele que não foi poeta ou foi...? Não tenho a certeza, mas notável e gigante das letras foi. Tem uma escrita semelhante...
Abraço, fantástico amigo.
Gosto sempre de o ler.
Com amizade e um respeito poderoso...
Sempre a estimá-lo pelo seu valor imenso que é visível a todos(as)...

pena

Bem-Haja, amigo admirável Sibarita.
Excelente!

Deusa Odoyá disse...

Olá meu doce amigo Corró.
Muitas vezes na nossa vida, trilhamos caminhos de sonhos e poesias.
Você, meu novo amigo, claro que substituirá o Nelson, mas olhe quanta responsabilidades vais ter.
kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk.
Tem que nos fazer sonhar, rir, chorar, ter saudades e amarmos.
Pois, meu lindo amigo Corró, cada poesia que o siba escrevia nos fazia sonhar acordada.
Meu lindo Corró espero que esse meu amigo amadado e equerido volte logo viuuuuuuuuuu.
Ele nos abandonou para ir se perder nas festas juninas de Joazeiro,e vc. como amigo dele não lhe levou.
Que cabra safado...
Mas aí nas festas da bahia se comemora e muito as festas juninas.

Corró não ligue, sou assim mesmo.
Mas lhe gosto também.
beijos em vc, em Nelson e mil estrelinhas de saúde a painho.
Uma semana de muita paz, amor e luz.
Corró vc. escreve divinamente, parabéns...
O amor ás vezes é um sentimento tão incompreendido, que o melhor é sentirmos e vivermos apaixonadas.
vou lhe contar um segredo, pode?
Assim como eu, apaixonada.
Beijinhos doces, meus lindo amigos.
Regina Coeli.

~*Rebeca e Jota Cê *~ disse...

Zé, o Sibarita não viu foi é nada, porque nesse um ano, que estou com Rebeca, o blog pegou mais do que fogo em algumas postagens. Mas mexe com isso não, aliviei pra você, porque se o seu coração safenado não bombar, você não bomba mais em canto nenhum. kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Medo de ser feliz nunca, o negócio é rasgar o coração ali e Rebeca que se vire, né não? Não mandei ela me provocar, agora que aguente!

Teias são perigosas. Fiquei sabendo que em algumas o macho é morto/devorado depois de proporcionar o prazer da vida, já pensou que tristeza... mas morreu gozando o momento. kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Saiu um, entrou o outro e o texto continua com a mesma densidade. Tá desmemoriado, Dom? kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Abração, Zé!

Jota Cê

Bandys disse...

Oi seu moço Zé corró,

Gostei muito do seu poema mas, Siba é único tu num sabe?

De certo, que aqui estive tão imerso em mim,
Que não ouvi o teu canto... Mas, estar contigo,
Sem me seres as fases da lua e, não sendo cíclica
As teias eu sei... Preso! Reluzindo o cupido,
Velejo por ti singrando mares das tuas relíquias...


Hummm, coisa linda isso viu, vai ver que tu tomou de Siba tambem, ai, ai, ai!!

Voce perguntou porque o pranto? O pranto é pra no encontro alguem secar as lagrimas, essas mesmas que existiram e ensitiram em cair, tu nunca amou não é homi de deus?
Tu só deve ter tido paixão ne não?
Mais se um dia uma lagrima cair, tu me grita que eu venho, pois quem é amigo de Siba é amigo meu tambem, e não deixarei elas irem adiante, viu seu moço!!!!


Deixo abraços e pro Siba um beijo no ♥

~*Rebeca e Jota Cê *~ disse...

Sibarita,

Depois vai lá no blog... viu?


Rebeca

-

Uma aprendiz disse...

Oi, Zé Corró

Nem sabia que você é Zé, aliás não sei nadinha de você.
Fique por aqui, vou gostar muito de te conhecer.
Cá prá nós, você e o Sibarita devem ter vivido nas mesmas estradas pois escrevem muitooooo.

Parabéns, viu Zé.
O Sibarita deve estar correndo atrás da Ivete (ele é apaixonado por ela, tadinho), então deixe ele prá lá.

Linda sua poesia.

beijos, Zé
caso veja o Siba, mande um abraço pra ele

Simples Assim... disse...

Querido Zé, confesso que lendo seu poema, uma palavra começou a ser soprada bem baixinho aqui no pé do ouvido e ganhando força a cada palavra... alter-ego.

Mas isso não tem importância alguma. Vamos ao que interessa. Anverso, reverso. Dois lados da mesma moeda. Moeda que é lançada ao alto, determinando a sorte daquele que põe o seu destino nas mãos de outro alguém. Soa à passividade, covardia? Não, não necessariamente. Há que se ter coragem pra se aventurar, há que escolher partilhar sua sorte com outra pessoa. A pessoa que tem a moeda nas mãos, a pessoa que nos tem no coração. É, caro Zé, há que se ter coragem pra amar, mais ainda pra se deixar ser amado.

Anverso, reverso. Vi em suas palavras anversos, reversos. Várias facetas da mesma coisa. Coisas diferentes sob o mesmo ponto de vista. A emoção. A paixão. O amor. Anverso, reverso... versos... amor.

Bjs, querido alter... ops... Zé... rs.

Anjo vermelho disse...

AIiaiaia .. heheh

ta lindo poema...
bom final de semana!!

beijaOo

Claudinha ੴ disse...

A poesia é linda Zé Corró, mas mudar o nosso Sibarita é ruim viu? Não vaiconseguir não, somos fãs e fiéis! Por que não postar junto então?Rsrsrs. Beijo.

VANUZA PANTALEÃO disse...

Amigo Sibarita,
Que surpresa mais gostosa!
Santo Antonio tá no meu coração, mas você me lembrou bem. Depois vou fazer um xameguinho no santo, rssss.

Saudade braba mesmo desse espaço bem brasileiro, dessa Bahia que nos encanta...adoro, adoro Salvador, tenho muitos amigos de lá!
Nossa, quantas lembranças!!!Bjssss

A Caixa de Pandora! disse...

ANDEI MEIO SUMIDA SIBARITA - MAS ESTOU DE VOLTA. SEI QUE NÃO É VC QUEM ESCREVEU ESTE POEMA - MAS ZÉ É LINDO VIU - TEM JEITO PRA COISA, PARABÉNS. É SEMPRE BOM FALAR DO AMOR AINDA MAIS NESTES TEMPOS TÃO AFOITOS.

BEIJOS E UM ÓTIMO FINAL DE SEMANA

~*Rebeca e Jota Cê *~ disse...

Sibarita,

Ia começar falando da Vanuza, mas já vi que foi lá no blog dessa nossa amiga tão querida.

Bora falar de nós, bora? Olha, é tanto palavreado que faz um coração emocionar, que fica difícil não ficar naquela felicidade medonha. Almas se encontram, se reconhecem e se espalham umas nas outras. Não sou espírita, não tenho religião, mas sou religiosa e acredito em Deus e Jesus Cristo como meu salvador. E dessa forma, todos somos irmãos em Cristo. Ah Sibarita, posso falar, falar e escrever, que não vai dar pra definir seu jeito de ser. Pessoas grandes, são imensas por natureza e você é uma delas.

Saiba que a casa é sua, a amizade é sincera e a admiração é mais que honesta.

Que seu final de semana seja de luz, Zé!

=]

Rebeca

-

paula barros disse...

Corró, Sibarita vai ficar morrendo de ciúmes, nem li o texto dele e estou aqui extasiada com seu poema, porreta. rsrsrs

Corró assim você vai tomar o blog do Sibarita e os corações das leitoras, já tem neguinha (eu), bobinha.

Um poema de entrega e chamado. Um canto de sereio. Ah, o amor....

Adorei muito, muito, nem diz a ele, vou correndo ler o texto dele.

beijos

Corações & Segredos disse...

Deixa-me ir aos teus sonhos pelo porto das paixões
Danação do amor no mar aberto dos sentimentos!

Seu Corró seu corró!!!
kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
Podexá que farei compania ao Siba, fique aí vc cuidando do blog,
e num atrapalha viu fio?.
kkkkkkkkkkkkkk

Desnuda disse...

Aimopaiiiiiiiiiiii! Fico fora por uns dias, chego aqui e não encontro Sibarita? Ói seu Zé, mas este poema ta bonito demais! Fiquei fã na horinha, seduzida pelos versos do sinhô. Ta mais do que firmado, moço! Aprovadíssimo nos corações das leitoras, igualzinho ao amigo Sibarita kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk.


Beijão!

bat_trash disse...

Pra mim esse seu zé e sibarita são a msm pessoa. Nas enfim, saberei mais tarde.
Excelente poema!