sábado, julho 16, 2011

Carta Poema

Carta Poema

Duquesa, não escrevo em vão esta carta poema
Em resposta, teu rosto realça o pôster deste pergaminho
O teu sorriso de inverno engolindo o outono, encena
Metamorfoseando querelas de mil faces em desalinhos...

Se achas esta missiva amorosa, faz-se, então, o se não!
O sentimento, o coração, moveis mofo da balzaquiana.
Toda carta postal enviada por ti aflora na exasperação
Flores assim, murchas, que atiças, sem auras ou flama...

Eu sei, tentas segregar a caixa postal deste missivista
Sortilégio irrealizável... Oh, plumas no baile dos ventos!
Não te olho, não te sinto, não te rogo... E venutista,
Levanto o vôo dos pássaros sagrados, no silencio,
Resguardo as minhas asas da tua lamina arrivista...

Não escrevo em vão esta carta poema, jamais!
Quando tu a destinatária faz-se musa da farsa
Tentando apossar-se de mim cada vez mais e mais!
O missivista desta carta poema conversa com as estrelas
E moscas afogadas no tempo zumbem pela madrugada...

Mas, não te assustes com o abstrato desta missiva,
Onde não há caminho algum, o concreto vira cizânia
A farsa cintila, solta, flui e flameja, foge, não realiza
Deixa vestígios e no então eu o remetente pede vênia!

O Sibarita

13 comentários:

Mirian Martin disse...

Espero que a sua Duqueza leia sua missiva. É um bailar nos salões de príncipes, com palavras ditas ao pé do ouvido,sem qualquer intenção, a não ser dizer que a noite é linda... :)

beijocas

Desnuda disse...

Querido Sibarita,


Esta missiva pode ter uma destinatária , mas o poema tem mais destinatários que se perdem no horizonte destes belos versos.


Beijos com carinho e lindo fim de semana!

Cris Teles disse...

Oi amigo...Passando para matar a saudade desse espaço tão cheio de coisas lindas..Bjos, Cris

Claudinha ੴ disse...

Olá, quanto tempo!
Chego aqui com esta missiva de paixão velada, música de primeira, para sentir os versos tocarem o céu, o inferno e a magia! Um beijo!

Kátia disse...

Adorei a sua escrita!Tomara que a pessoa endereçada também goste.Só me retei de ter que ouvir meus conterrâneos cantando a música em homenagem ao Bahia,aí vc não quer que eu volte né?rs rs rs
Beijo esse menino!

Olhos de Mel disse...

Siba; nas entrelinhas da carta, existe uma dualidade de sentimentos. Aquele que amou eguarda esse amor sob as mágoas da dor e aquele que por amar demais, odeia e quer tocar a alma desse ser, de qualquer jeito.
No fundo tudo é amor. Uma bela carta poema!
Fiquei feliz por vê-lo novamente entre nós. VOcê fez falta, viu?
Beijos

Laura disse...

Oi Sibarita, andei a ler meus velhos posts e encontrei vc por lá...Como vai? Beijinhos

laura

Chellot disse...

Olá Siba, essa carta poema tá supimpa!
A escrita feita com zelo e emoção nunca é em vão. Adorei o trecho em que fala das moscas afogadas no tempo.

Beijos doces.

Uma aprendiz disse...

Oi, Sibarita

Que surpresa deliciosa te ler novamente!

Pela data desta minha missiva (verás no final da postagem) perceberás que ha muito não venho por estes caminhos. Minha net está com teais de aranha. rsrsrs

Como sempre, texto belíssimo. Cheio de segredos entrelinhas, ou não, quem sabe?
Como não poderia evitar,fico a matutar quem é a musa farsante que neste delirio sonha, pensa, tenta.... apossar-se de ti.
Pois, se o acaso aprisionasse o poeta (caso seja isto possível) quem aprisionaria os verso?

Um grande abraço, meu amigo.
Desculpe-me pelas brincadeiras.

Anônimo disse...

Olá Sibarita!!!
Que bela volta ao seu blog.
Que os ceus possam sempre lhe abençoar muito.
Uma bela e verdadeira carta poema.
O intimo retratado no fundo da sua alma.
Desejo a vc. uma semana de muitas realizações, paz, luz e fé.
Como vc. deve saber acabei com meu blog.

Olhos de mel disse...

Oie Siba; some não viu? Você faz falta.
Bom fim de semana! Beijos

Anônimo disse...

Oi meu querido amigo Siba!!!
Que bom que voltou, ainda mais afiado em suas poesias...

Voltou com mais força, sempre nos abrilhantando com suas poesias.
Soube de Painho,mas sei que Deus precisou de mais um anjo perto dele.
Essa carta poema, retrata em si muita emoção.
Desejo a vc. e sua familia:
Que mestre Jesus lhe cuide com carinho que te indique o melhor caminho.
Que lhe dê sempre asas para voar.
Vou me assinar como anônimo, pois a Deusaodoya foi excluida do Blog.
Beijinhos de muita luz em seu coração.
Regina Coeli

Anônimo disse...

Oi Siba!
Concordo plenamente em tudo que o comentário da desnuda fez.
Uma semana abençoada para vc.
Beijinhos, amigo.
Regina coeli