quinta-feira, janeiro 19, 2012

SINFONIA

Ponta do Humaitá fica na cidade baixa,
é um dos lugares mais bonitos de Salvador, principalmente, no por-do-sol.

Sinfonia

Coração tatuado, não me negues, ando em ti e negas.
Desnudo-te, não há senilidade, no desejo, eu te refaço
Em auroras no eflorescer das vinhas que o amor rega
Navegando por mares nos aromas de algas e sargaços...

Os sentimentos estão assinalados em convulsão noturna,
A tua negação imponderável é abismo, mistério e aflição
Que dos meus olhares iluminando a escuridão das furnas
Vão escorrer na tua pele de vontades em absoluta solidão...

Alma de tatuo, o balouçar na vaga, o coração inquieto
É na essência paixão iluminando o teu ser intensamente
No trigonométrico dos percalços sob os céus de afeto,
Mórbidos anseios dos uis e dos ais despudoradamente...

Nossas carnes tépidas resplandecem de sidéreos desejos,
Deslumbrante volúpia que dos azuis ouviremos os sinos
Sinfônicos de anjos e querubins em noites de benfazejos,
Plenilúnios de cítaras, harpas, bandolins, violões e violinos...

Na lubricidade dos nossos corpos, me abraça e me beija
Tão assim, por entre ocasos e luas na ponta do Humaitá.
Em desejos letais no aroma dos teus lábios batom cereja,
Haja o que houver, vem correndo, o que acontecer, será...

O Sibarita

10 comentários:

Uma aprendiz disse...

Oi, Siba

Lindo!
Sabes que sou admiradora de seus poemas, apesar de não entende-los completamente. Mas quem pode decifrar os sentimentos do poeta?

Li e reli seu poema e fiquei com as seguintes impressões: amor e saudade.

O primeiro tem o poder de tatuar as lembranças em nossos corações. Já o segundo é o que nos acorda e nos agita nas noites de solidão.

O que nos conforta é ter amado. Quantos lamentam não tê-lo vivido.

Por isso "Haja o que houver, vem correndo, o que acontecer, será..."

Beijos

Olhos de mel disse...

Nossa Siba!

Em noites de plenilúnio, um chamamento...
na volúpia, um irresistível desejo pulsante;
longa é a noites de espera, inquieto tormento,
quando o abismo se torna uma arma cortante...


Dizer o que, diante da plenitude da sua poesia?
Ela por si só, se explica e adorável é esse eflorescer
trazendo em seu conteúdo os anseios, com maestria:
beijos a luz da lua em Ponta de Humaitá, ao anoitecer...

Simplesmente adorável! irresistível!

Beijos

MARTHA THORMAN VON MADERS disse...

Poema forte e denso.temporal de verào deixa marc as na alma mas é necessãrio ...........a alma agradece.

Adriana Vargas disse...

Venho conhecer o seu espaço.
Amei suas palavras, foram encontro com o meu coração.
Desejo um ótimo final de semana.
Estou seguindo aqui, e lhe convido a conhecer o Clube dos Novos autores, segue a gente?

Vote no livro Revelação dos novos autores, estamos precisando de seu apoio
http://clubnovosautores.blogspot.com/p/promocao-livro-revelacao.html
Um grande abraço!

Paula Barros disse...

....o que acontecer, será...

encontros de amor, de desejos, encontros de adultos deveria ser assim...poesias de desejos, poesias maravilhosas, e o que acontecer, será....será?


(a seleção de música deste momentos que estou comentando está uma delícia, adorei, sambinhas)

beijo

Bandys disse...

Meu Deus!!
É de ficar aqui lendo e relendo.
Que no final de tanto mexer com a boca o batom já saiu foi todo.

Siba, meu fio tu num pode ser de menor não, kkkkkkkk.Por isso que tu entra la no esconderijo.Viu:????

Linda sua poesia, quando eu for gente grande quero escrever assim.

Deixo um beijo, com aroma de batom mas num é de cereja não visse.... tu advinha ai.
rsrsrsr

Sirlara Wandenkolk disse...

Dona moça! rsrs
Fiquei feliz pela retribuição da visita no blog e pela alegria que espalhou.
Lindo o post ;*


_
http://e-raumavez.blogspot.com

Paula Barros disse...

Você sabe descrever muito bem o desejo. Gosto da forma que escreve o querer, o desejo, sempre com uma paisagem linda...e luas na ponta do Humaitá.

beijo

Anônimo disse...

Olá meu querido Siba!
Como sempre suas inspirações trazem a razão dos sentimentos ocultos.
Rodeios de muita fragilidade, e anseios omissos.
Como sempre lindos e apaixonantes...
Uma semana de muita paz e luz em sua vida.
Beijinhos doces em seu coração de poeta.
Regina Coeli

Anônimo disse...

Sibarita.
Tudo que fica cravado na alma deixa as tatuagens mais pesadas e cheias de ressentimentos.
Isso me faz ver o seu poema, mas amei...
Regina Coeli