sexta-feira, novembro 22, 2013

PENSAMENTO...


Pensamento...

Em algum lugar, o teu coração, cruza a paisagem,
As estrelas do mirante cavalgam no lombo da lua.
Sonho, divago o pensamento e revelo tua imagem
No espaço descortinado de sidéreas cobiças nuas...

Tudo é querer, o céu é luz no teu olhar de desejada
Ancorado no amor. Diva, és flor, dádiva do coração.
Se o pensar arrebenta vidraças em plena alvorada,
Os teus textos vibrantes, lassos, desancam a paixão...

O que fazer? Chamo o dia que renasce, exala o sonhar
Desfazendo nuvens pálidas no azul sem os teus traços.
Eu convido-a ao pôr-do-sol lá no farol do Monte Serrat,
Horizontalizarei a paisagem para os teus olhos castos...

Quem sabe, nos suspiros, os desejos, o amor aportado,
Ver-te-ei? Dizes que sim! A vida é para se viver e amar.
É isto às vezes! Aos corações os destinos acorrentados,
Nenhum lugar é onde estamos. O amor é nave ao mar...

Fundeado em teu coração, o que fazer? Seja o que for
Precisamos continuar vivos, o tempo, renasce e semeia
A cada maré. Não sei aonde vais, mas, sabes aonde vou,
Quando a noite germina furacões em qualquer lua alheia...

É isto! O céu e as palavras e o pensamento que te devora
Brilha pelo oceano em que o meu rosto te fascina, extasia.
Então, formatas a minha boca à tua no paladar de amora
E, naveguemos os lábios na doçura das nossas fantasias...
 
O Sibarita

Se ligue! Humaitá Web Rádio, a gostosa!

www.radiohumaita.com.br



11 comentários:

Kátia disse...

Meu pensamento veio de encontro ao seu...mas,não vou comentar o poema agora pois estou caindo de sono,eu volto!Aimôpai esse menino viu?rs
Beijoooooooooo!

Paula Barros disse...

Se a construção do poema nos mostra qualidade de expressão, qualidade da escrita e da criação.
O poema traz amor, desejo, fantasia, e o desejo de estar junto a alguém. A alguém que se pretende amor.
beijo

Kátia disse...

Não sei se contigo acontece deste jeito,mas eu leio duas ou mais vezes e em voz alta os poemas que que escreves aqui(e os que leio fora é da mesma forma).Eu gosto de assim fazer,para poder sentir,para que que o sentimento exposto também possa penetrar em mim...li e reli trechos:

"Em algum lugar, o teu coração, cruza a paisagem,
As estrelas do mirante cavalgam no lombo da lua.
Sonho, divago o pensamento e revelo tua imagem
No espaço descortinado de sidéreas cobiças nuas..."

"Quem sabe, nos suspiros, os desejos, o amor aportado,
Ver-te-ei? Dizes que sim!"

"Tudo é querer, o céu é luz no teu olhar de desejada
Ancorado no amor..."

"Fundeado em teu coração, o que fazer? Seja o que for
Precisamos continuar vivos, o tempo, renasce e semeia..."

E com isso construí e desconstruí trechos.Desculpe é uma mania minha desde pequena de pegar trechos e encaixar em outros cantos.De todo modo e com todos os encaixes que fiz:GOSTEI! Não porque é meu Amigo e sinto-me na obrigação de agradá-lo e sim por ser mesmo bem escrito,por despertar sentimentos,por suscitar análises,por emanar respeito ao ser humano e enfim por cumprir o que se quer nada mais nada menos que é ser lido e eu o fiz!Fiquei um tempinho bom,escutando as canções,lembrando de Salvador e eu agradeço pela imensa felicidade que me proporciona toda vez que venho cá.

Esse menino você continua boca de zero nove!Diga a Zé Lalado que D.Maria Corina tá toda toda lá no blogue e que anda 'amostrando' o poema que ele fez pra todo mundo,eta miserê esse Zé Lalado vúh!Ômodeudocéu!Abri o gás!

:-D

Beijo,abraço apertado e cheiroooo!

Olhos de mel disse...

Siba; antes de comentar a poesia, quero dizer que lhe esperei no evento do livro e você não compareceu. Creio que não pode de fato ir.
A poesia é linda Siba! As fantasias muitas vezes alimentam os desejos, enquanto existe a possibilidade da realização. Por outro lado, acredito que nessa questão, nem sempre podemos assumir a posição passiva. Temos também que dar uns passos em direção ao que se quer.
Bom fim de semana! Beijos

mARa disse...

Homi repara só, ta paxonado tá, coisa boa!

Então, o mar e as possibilidades no "Horizontalizarei" queria eu ter inventando esse verbo, só para trazer de lá toda promessa da felicidade.

bjão procê!

Aqui fim de tarde de verde intenso que já já se mistura no azul noite céu.

;)

Claudinha ੴ disse...

ô meu Deus, exalando este sonhar e derramando este mel todo nas palavras, este amor certamente será o maior do mundo!
Beijos!

ONG ALERTA disse...

Que encantador...
Beijo Lisette.

São disse...

Como sempre um texto muito bonito, muito apaixonado...

Meu bem, abraço grande

Bandys disse...

Hummmmmmmmm
Navegar nos labios da docura éeeeeee??????? E tu ainda quer que eu te ensine???/

Tome juizo homiiiiiiii!!!!

Apaixonado como sempre, kkkkkkkkk!

Quem sera a dona??????

Beijos

LUZ disse...

Olá, Nélson!

Como tem passado?

Eu, eu estou ainda "viva", embora não tenha muito tempo para navegar na Internet, nem visitar e comentar blogues, mas vamos arranjando, de vez em quando, alguns minutos para os nossos amigos/as.

Estive lendo as publicações antes desta, que estão muito bem explanadas, em minha opinião.

A HISTÓRIA É UMA CIÊNCIA FANTÁSTICA E ABRANGENTE.

Quanto a esse seu poema, e como sempre, revela uma mente, sobretudo uma mente apaixonada (o corpo está sempre predisposto a... sobretudo, o masculino), o que convenhamos é muito positivo, porque ninguém vive sem amor, sem amar, nem que seja, só virtualmente.

Pois o seu PENSAMENTO derruba tudo o que pode ser, humanamente, derrubado, e atravessa até o oceano, num instante, rapidinho.

Gostei muito de todo o poema, e das entrelinhas do mesmo, para além das metáforas nele existentes.

Adorei, senti e "vivi" os dois últimos versos da última estrofe.

PARABÉNS POR ESSE AMOR!

Dias felizes e quentes, visto que, em Lisboa, estão 6 graus. Se o meu PENSAMENTO não me aquecer, morrerei no frio climatério, e eu, detesto, lugares, pessoas e situações frias.

KKKKKKK...(não sei o que significam estes "k" todos seguidos, mas sei que os coloca, SEMPRE, nos comentários que deixa.
Deve ser do BEM, penso eu.

Kátia disse...

Vim deixar só um cheirinho e um beijo pra você...estou 'traquinando' em plena hora de almoço,rs