sábado, setembro 13, 2014

NORTE

Norte

Sobre o arco dos desejos e relva de uma tela sã,
Nossos olhos comendo um ao outro nas delícias
Das teclas libertinas ao paladar das luas malícias
Abrasando todos os gozos, virtual das webcams...

Daquelas noites nos arrebatamentos e expressões
No boca a boca das vontades dessas fases insones
Vivenciadas aos sussurros e cios dos head phones,
Teclas virtuais de palavras, gozos em confissões...

Ficávamos em êxtases na distância dos corações,
Os nossos corpos tremiam aos urros eloquentes.
Mas talvez, já não te lembres das noites adentro
Em que ao nascer da aurora rompíamos solidões...

O teu corpo e o meu corpo eram miras cavalgando
Sossegadas alvoradas de confidências dos amores.
E, por entre telas daqueles nossos computadores,
Irreprimível joguete de paixão e delícias aflorando...

O nu das fotos e dos corpos, trocas nas aquiescências,
Das vontades em que osculávamos nos pensamentos.
A tua boca de carmim na minha boca cravo indecente
Logo, morríamos aos gozos no jogo das penitências...

Infinitos íntimos ali naquelas telas que morávamos,
Casinhas caiadas dos quereres que, agora, pesarosa,
Já nem te lembres dos momentos e assim silenciosa,
Abjures o que tantas e tantas vezes conversávamos...

Eu te esqueci? Esqueceste-me? Não sei! Que se refaça
O bel-prazer, cândidos anoiteceres de segredos contigo.
Que o luar sorria no nosso rosto, erámos o sol e abrigo,
Regávamos com a nossa primavera o MSN e as acácias...

Ômodeu! E era, era é? Hummm... (kkk)

Zé Lalado

Se ligue na Humaitá Web Rádio, a retadinha da boa música!

www.radiohumaita.com.br

11 comentários:

Olhos de mel disse...

Zé; que delícia ler essa poesia! Lembranças do que é inesquecível, discorre nos versos, sangue fervilhando e trazendo lembranças da lua debruçada sobre os lençóis; os desejos, os sabores...
... e por detrás de tantas recordações, a saudade, a nostalgia.
Bom domingo! Beijos

ॐ Shirley ॐ disse...

Querido baianinho, suas palavras descem redondinhas, como águas claras de uma cascata, a nos inundar a alma... Mas, pera aí, isso tudo é virtual? Não tem graça!!!
Beijão, Sibarita!

Bandys disse...

Mas o que é isso Zé??

O MSN e as acácias eram a sua primavera. Tutti virtualmente virtual. è moço inovando nas poesias. kkkkkkkkkkkk
Acho que quem tem que fazer um livro é você. hahahahahaah As minhas poesias perto das tuas é cafe pequeno. kkkkkkkk Vc sabe que é cafe pequeno ne???

Bora tomar rumo ne nao::
Casinhas caiadas dos quereres que, agora, pesarosa,
Já nem te lembres dos momentos e assim silenciosa,
Abjures o que tantas e tantas vezes conversávamos...

Ai Ai Ai o senhor esta demais.
Beijos e abraços.

Vanuza Pantaleão disse...

O velho e saudoso MSN, as webcans, quantos momentos de prazer nos trouxeram, não é verdade?
Isso é bom, muito bom da gente lembrar através dessa poesia magistralmente elaborada.

Obrigada, Siba! Obrigada, Zé!
Beijos e uma gostosa semana!!!

Vanuza Pantaleão disse...

Passei e vi você seguindo o "fragmentos". Que legal que és! Que fraternal e amigo que sempre foste e serás.
Te adoro, meu "vizinho" da Bahia dos nossos Orixás!

Minha vida de campo disse...

A paixão quando vem não importa se é virtual ou rela tem o mesmo poder. Parabéns pelo belíssimo poema.
Esse guri é demais.
Bjos tenha um ótimo fim de semana.

Vanuza Pantaleão disse...

Siba,meu querido! Pedi para o meu garoto (eu não sei nada de computação, você já percebeu, né?), então, pedi ao meu filho que colocasse esse "Live Traffic Feed" também nos nossos outros dois blogs já que ele procurou, procurou e só encontrou esse modelo do seu blog. Te faço essa comunicação porque acho ético fazê-lo. Você se importa? Se achar que não é legal, eu retiro, tá?
E aí, vai ter algum movimento "daqueles" nesse fim de semana? [risos]
Menino, eu não tenho mais energia pra essas coisas, não. Minha vida é lavar, passar, cozinhar e...uma vez ou outra...fazer um xameguinho no maridinho.
Fica com Deus!Bjsss

ONG ALERTA disse...

Tudo se renova, abraço Lisette.

Uma aprendiz disse...

Já deixei 2 comentários aqui e nenhum foi publicado.

Vou chorar: buáááááááá

O Sibarita disse...

Ei dona moça Aprendiz, s[o teve esse comentário mesmo, os demais alegados não existiram pelo menos para que fossem liberados. kkk

Ei faça novamente, viu? kkk

O Sibarita

Kátia disse...

"Ao nascer da aurora rompíamos solidões"

Profundo....mais um pra minha coleção.


Ai,ai esse menino e suas paixões avassaladoras,digo nada.