quinta-feira, fevereiro 26, 2015

ARESTA

Aresta

Dengo, o sol da manhã em teu olhar se banha,
No meu espelho a tua efígie de aurora madura
É luz e desejo impregnando minhas entranhas,
Nos céus vertendo o azul vítreo, amor e doçura...

Viajar ao teu mar, ao teu destino, ao teu porto,
Ancorar em ti, solver a tua brisa, ser a tua vida.
Essência do encanto, chamas do amor absorto,
Nesse teu corpo modulando cobiça e acolhida...

Agora forma e fôrma se conjugam amanhadas,
Palpando-se nos planos pensativos desse amor.
Os céus fundem-se esparramando luas, amada,
Pelos confins do apego a paixão abre-se em flor...

Enquanto tuas mãos - só as minhas a senti-las –
Afetuosas à delícia de palpar, de sentir e tocar.
Íntimas sobre o meu corpo refém, a lua cintila,
Fogo e as vontades espiam-se, explode o amar...

Mas, na alvorada dos teus lábios despontando,
O que me maravilha e me inspira em desvelos
É o teu sorriso de amor, sorriso arisco, brando,
O sol de Jauá se dissolvendo nos teus desejos...

Quanto sentimento no teu corpo tão candente
O calor e o carinho, tanta distância a transpor.
Para tocar o meu peito com o teu peito ausente,
Medita a flor, absorve o vento, percorre o amor...

O Sibarita

SE LIGA NA HUMAITÁ, A GOSTOSA!
www.radiohumaita.com.br

7 comentários:

Lu Nogfer disse...

O doce poeta e sua musa...Ah que lindeza !
Tão bom te ler moço. Tão bom...

Beijo!

São disse...

Tanto se pode sentir através das mãos....

Beijinhos, Poeta

Claudinha ੴ disse...

ai ai ai...
Que este dengo baiano tá demais! Tocar o peito assim, este amor sob o sol de Juá (não sei o que é, mas deve ser bonidimaisdaconta sô!)

Bjs

Vanuza Pantaleão disse...

"Meditar a flor, absorver o vento e percorrer o amor..."

Uma receita do bem viver?
Um pensamento zen-budista?

Como interpretar tantas sutilezas do verbo amar?
Maravilhoso poema!

Semana linda para ti, amigo do meu coração!!!Bjsss

Olhos de mel disse...

Que linda poesia, Siba! As vezes, entre a vontade e o objeto de desejo existe um abismo. E assim o tempo passa...
Lindo demais! Boa semana! Beijos

Elane Rebello disse...

A parte final é linda Siba!!
Vc e a Fernandinha portuguesa (in memorian) arrasam, ela era demais tb!!!

SAM disse...

Meu querido,

O que dizer? É ler sentindo o céu em cada verso. Lindo!!!


Beijos, muitos :)