sexta-feira, abril 27, 2007

ESPELHO

"Espelho"
Há fulgores e desejos
que o espelho da alma semeia...
Sonhar o invisível, poesia!
Imagens?
Nenhum rosto... Pura imaginação
onde do espelho eu habito!

O espelho,
ante a face da água conquistada,
seria eu o eros nos braços da amada?
O sonho fugirá? Premonição!
Quanto desta estância já está em mim?
Dizei-me!
E condena-me a plena escuridão...

Quero o brilho do teu olhar
e a chama ardente do teu corpo!
Avançar sobre os teus lábios, te amar,
lambuzar-me de batom: Cereja, ruge...
(não importa o tom!)
E morrer de gozos em toda plenitude!
(os teus uis, os meus ais...)

Reconhece-me agora?

Então, acendo-te as chamas,
transformo o espelho
da minha alma em lavas
e entrego-te o céu e o fogo
das minhas palavras!

O Sibarita

5 comentários:

Menina do Rio disse...

Me vejo neste espelho
em duas faces
onde minha alma
resplandesce
num gozo
na tua alma que
vejo a minha frente...

beijinhos doces de menina

Jofre Alves disse...

È sempre bom passar por este refrescante e agradável espaço, onde admiro o bom gosto tanto nas imagens como nas palavras que as sintonizam! Parabéns e boa semana!!!

Jofre Alves disse...

Aqui nesta madrugada vim ver este espelho, por onde espreito e vejo a qualidade e sensibilidade poética intensa e imensa. Mesmo sabendo que já tive aqui há dias, são fulgores destes que me trazem sempre aqui. Um abraço.

sonhadora disse...

com os afectos se fazem sonhos lindos.
beijinhos embrulhados em abraços

Keila, a Loba disse...

Esta é uma mensagem única enviada a todos os amigos:
Obrigada pelo seu ombro amigo, quando no momento estou desacreditando na beleza da alma humana; e tenho motivos para tal, pois nos últimos dias têm sido difícil respirar, imagina acreditar.

Obrigada pela sua visita carinhosa, e estarei passando em sua casa tão logo melhorar.

BeijUivooooooooooosssssssssss