terça-feira, maio 29, 2007

MARCAS DO AMOR

Marcas do Amor

Esta poesia,
já nasce triste, em trevas!
Quando o amor se torna visagem
a tempestade advém das paragens...

Cerrai os vossos olhos sobre o horizonte
orais, orais muito aos olhos dos céus,
mas, tirais as capas, tirais os véus!
Meu leste são marcas da paixão,
teu sul é breu e melancolias...
Meu oeste me leva a tua ilusão,
teu norte é felino, são noites de folias!

Nosso tempo foi brilho do sol,
fostes lua enamorada do teu regaço
e eu a estrela maior do teu alvor!

Hoje, partiram-se, os cristais...
Ai meu Deus, somos fatais!
As luas são repartidas
o sol tingiu-se de cinza
as estrelas são dependuradas
Bem sabemos... É a vida!

Sou o teu mar, sou o teu vento
se içares velas e o barco navegar...
Viro tempestade... Fecho o tempo!

Duas luas, dois momentos
duas laminas ao vento
dois corpos ao relento
duas lágrimas de sentimentos
são as cores do tormento!

A marca do amor vem imersa na flor,
ele brota com rimas e desabrocha na dor!

O Sibarita

9 comentários:

cris disse...

Um dia me disseram que poesia a gente não entende, sente e pronto! E essa aqui fez meu coração ficar apertadinho, apertadinho...e quer saber? vou copiar num papel de carta, com minha letra e entregar pro meu marido, quer presente melhor que esse?

Ahhhh, mas pode deixar que dou os créditos, toda orgulhosa em dizer que conheço um poeta!!!!

Pois é, seus dois últimos comentários sairam direitinho viu, obrigada querido por mudar o endereço viu. Agora fala sério, ô coisa chata esse wordpress com essa proteção toda né? mas se te contar o tanto de spam (spam mesmo) que ele bloqueia, vc cai de costas!!!

Outra coisa, vc fica atiçando minhas bichas né? não tem coisa melhor que mocotó, feijoada e muita farinha, pra dar suadeira mesmo...ainda mais com o frio que tem feito nessa cidade...

Beijão no coração viu!
Fique com Deus e tenha uma boa noite!!!!

Menina do Rio disse...

Eu disse que num tinha entendido umas coisitas só...
E tem outras que fiquei na divida e escrevi embaixo
Mas ta bom neguinho...já entendi meu rei...
Ahauhauahauahuahauahaua



Buzu = Buzum, Buzão - Onibus
Borboleta = Roleta - Catraca
Renca = penca - Muitos

beijos

Leticia Gabian disse...

"Sou o teu mar, sou o teu vento
se içares velas e o barco navegar...
Viro tempestade... Fecho o tempo!

Duas luas, dois momentos
duas laminas ao vento
dois corpos ao relento
duas lágrimas de sentimentos
são as cores do tormento!"

Aff Maria!
Que coisa linda, Siba!
Meu cumpadi, tão querido, adorei, viu?

Beijão

A marca do amor vem imersa na flor,
ele brota com rimas e desabrocha na dor!

Mila disse...

(...)
Meu leste são marcas da paixão,
teu sul é breu e melancolias...
Meu oeste me leva a tua ilusão,
teu norte é felino, são noites de folias!
(...)
Uma volta de 360º...são as marcas do amor!

Boa,para quando a próxima sessão de baianês? :)

Leticia Gabian disse...

Cumpadi!
Crariô o morro, foi? Tá tudo alvo por aqui! Gostei. Ficou mais leve. É bom dar umas variadas, né?
Olhe, seguiu mail. Aguardo resposta URGENTE!
Beijocas

Déa disse...

Bom, a poesia é linda demais! Concordo que não é a toa que "amor" rima perfeitamente com "dor". Já amei demais. Hoje prefiro navegar em mares calmos... Beijos e orbigado pela visita ao meu site. Beijos (Volto sempre que possível)

Nilson Barcelli disse...

Excelente poema, parabéns.
Sou o teu mar, sou o teu vento
se içares velas e o barco navegar...
Viro tempestade... Fecho o tempo!

Gostei.
Bom fim de semana, abraço.

PS: quando comenta no meu blog, o seu endereço aparece errado...

Mel disse...

O amor... Seus confortos e dores... Nascemos mesmo para isso no fim das contas.
Abraço

Bruxinhachellot disse...

As cores do tormento podem ser cores de fúria ou de sentimentos explosivos.
Quando viras tempestade, mostra toda a tua fúria. A calmaria está prestes a chegar e aí verás tudo claramente.

Beijos boreais.