sexta-feira, outubro 31, 2008

SEDUÇÃO

Sedução

Valha-me Senhor do Bonfim! Essa lua em chamas
Tão chamativa, tão assim penetrando pela janela
Do meu pensamento nesta noite de pura derrama,
No leito, como o diabo gosta, em desejos, eu e ela!

Eu a descortino, minhas mãos passeiam, são auras
Flamejantes sobre o teu corpo queimado do estio
Com tardes de horizontes desfalecidos nas pautas
Das volúpias no vai e vem dos meus dedos macios...

Oh lunar delícia que me alucina no fogo dos beijos
O meu corpo é tudo que brilha, é brasa do teu lume
Fecundando as auroras no bosque do teu vinhedo
Como primavera na relva negra do púbis, teu púbis!

Ah essa libertinagem se revelando sobre a cama
No deleite da minha boca sedenta correndo refém
Por todo o teu corpo aceso nas ardentes chamas
Do bel prazer, semi desfalecida, a deusa diz amém!

Assim, se despe a devassidão deste teu lado intacto
Quando me possuis nas tuas cavalgadas e nos ensejos
O meu sexo tresloucado leva-te a múltiplos espasmos,
Sei, tu és, a única brenha no saibro dos meus desejos...

O meu pensamento ferve, os teus seios, pomos doirados
Que me delicio, são chamas flamejadas como sol em flor,
Na real, fantasias por fantasias, o teu corpo perfumado
Sempre, anda, à noite, em meu leito, molhado de amor...

Ah, eu sonho e decifro cada ponto de ti... Desejoso,
Digo-te que sempre levanto a tua saia lentamente.
No frescor da brisa, bebo da sedução os teus gozos,
Em mim, agora, um mar de posições, pára pensamento...

O Sibarita

20 comentários:

paula barros disse...

Oh, fio
Quanta maravilha do sentir.Você escreve o desejo tão envolto em amor. De forma desejosa, ardente, mas romântica, poética. Dá para ir vivendo as cenas, virando a musa desse poema. Sentindo os momentos.

fio, cada dia poemas mais lindos, intensos, quentura mesmo.

beijos

Olhos de mel disse...

Aff, lindinho! Que loucura, viu? Deliciosa loucura... Paixão é fogo que arde e o desejo consome... desfalecer de prazer... corpo perfumado, frenesi alucinado, noite num leito molhado de amor, que vai até o amanhecer... Eita, viajei, viu?
Amei a sedutora poesia! Bom fim de semana! Beijos

Bandys disse...

Ah essa libertinagem se revelando sobre a cama...

Putzzzzzzzzzzzzzzz, meninuuuuuuuuuuuu tu ta com tudo e não ta prosa, rsrsrs

O meu pensamento ferve, os teus seios, pomo doirado
Que me delicio, ele é chama e flameja como sol em flor
Na real, fantasias por fantasias, o teu corpo perfumado
Sempre, anda, à noite, em meu leito, molhado de amor..


AMEI!

Beijos

Etelvina de Oliveira disse...

Oi, Sibarita

Mais um belo poema, parabéns!

Com sua permissão, esse também vai para meu blog. Apesar dele ser mais ousado que os outros que postei lá. kkkkkkkkkkkkkk

Gostei muito da cena descrita no seu texto, mas, de tudo, o que guardo é esse pequeno trecho:

"... Na real, fantasias por fantasias....."

Prá mim, ela resume os sonhos, a inspiração do poeta e o próprio amor.
A vida, as vezes, é uma grande fantasia que nos traz prazer.
Nela, existem momentos que valem a pena guardar, para sempre, na lembrança e no coração.

Espero que você esteja vivendo esses momentos no real.
Se forem fantasias, saiba que estou adorando vivê-las com você vindo aqui e lendo no seu blog.

Parabéns, mais uma vez.


beijos da sua amiga paulista

Etelvina de Oliveira disse...

Siba,

Voltei para concluir (sou chata, né?)

Você tem o dom dos grandes poetas: fazer com que a gente se sinta parte dos seus textos.

Ainda aprendo a escrever assim!


Agora vou de vez. kkkkkkk


bj

Deusa Odoyá disse...

Oi meu mestre, poeta, amigo e lindo Siba.
Eu concordo com tudo que a Etelvina já disse mas, tenho algumas diferenças a declarar.
Existem nesse poema, escondidos ou não, sentimentos de paixão, volúpias, sonhos e ilusões perdidas.

Às vezes, meu fiô, as fantasias , fazem com que nossos corações e nossas vidas, se preencham e assim se possa tornar real.
Vcs. poetas, transformam fantasias em sonhos , e por muitas vezes seus sonhos se tornam tão real.
Siba, sabes como lhe admiro como poeta e homem.
Mas vou acrescentar nesse seu poema, algumas coisinhas.
O teu corpo perfumado sempre,ainda á noite ou a qualquer hora, em meu leito molhado de amor e tesão.
Beijos em vc. e painho.
Desculpe, sabes que sou arretada, com vc. mesmo diz.
Por isso acrescentei algo mais apimentado.
Nesse seu poema, me senti a própria DEUSA.

Um poema lindo, lindo e lindo,desculpe a brincadeira.
Bom domingo para vcs.
Que mestre jesus, possa abençoar vc. e seu painho.

beijos da sua amiga de sempre.

Regina Coeli.

Corações & Segredos disse...

Assim, se despe a devassidão deste teu lado intacto
Quando me possuis nas tuas cavalgadas e nos ensejos
O meu sexo tresloucado leva-te a múltiplos espasmos,
Teu corpo, única brenha no saibro dos meus desejos...
Saudades de você meu amado Rei!

Sonhadora... disse...

uauuuuuu, parabéns pela sedução pura...gostei da descrição.

grande beijo e lindo fds prá ti!

bat_trash disse...

É como se os respingos de energia de Quasar, este mistério do universo, tivessem batido sobre tuas portas e janelas, e elas se escancararam de beleza nesse teu poema!


Bat Kiss.

Menina do Rio disse...

Uau! irresistivelmente sensual. Até me deu um frio na vertebral...

Eu ia curiosamente futricar no Evitando rugas, só pra ver se era alguma receitinha milagrosa contra umas danadinhas que vieram morar na minha cutis, mas tava fechado...

beijinhos

Maria disse...

Oi Sibarita

Como pode vosmecê escrever assim só na fantasia?
Que nada! Você tá é mesmo apaixonado, viu fio?
E é tanto deleite e se dução e erotismo nos seus versos que eu fico quase vermelha e sem jeito de comentar... digo apenas que gostei, muito...

Beijos com saudade
(da sua amiga retada luso-baiana, kkkkkk)

Olhos de mel disse...

Lindinho! Vim reler sua encantadora poesia! Novamente arrepiei! Isso não é um simples desejo, nem fantasia; é um encontro de almas vivendo um momento de magia. Gostoso ler e mais gostoso ainda sentir. Gosto do seu jeito de claramente expor sentimentos. A vida é simples, e o desejo é tão natural quanto qualquer coisa. Os sentires é que se transmutam, pessoa a pessoa.
Acredito que esse momento é único e deve ser vivido com intensidade. Como percebo em cada verso.
Siba, você conhece a minha história e não sei se pra você, tanta paixão, acontece, em via de mão dupla, assim como eu também. Apenas desconfio que sim, mas não ha certeza de nada. E fico imaginando, como existem tantos desencontros... Como ficaria se pudéssemos, ao ver tanto amar, sem resposta, transportar sentimentos; uns aos outros que da mesma forma, nenhuma resposta tivessem.
Não sei se consegui expressar e me fazer entender.
Boa semana, lindinho! Beijos

Deusa Odoyá disse...

Olá meu grande amigo e fiel mestre:
Você merece...
Uma semana bordada de raios, de esperanças, e de muito amor.
Sementes de crisântemos,
Nuvens de otimismo,
de encontros e desencontros,
de muitas vitórias espirituais e materiais.
Bordadas de pérolas, de magnólias.
Em que seus anjos teçam de risos e te cubram de toda a glória.
Sinta, a paz e tenha lindos sonhos.
Que deus te abençõe sempre.
E que os anjos tragam bastante saúde a painho.

beijinhos de muita luz e paz.
Sua amiga de sempre .
Te adoro menino!.
Regina Coeli.

Mary disse...

MEU QUERIDO

ESTA POESIA É SIMPLISMENTE ALUCINÓGENA, NOS FAZ TREMER, MEXE COM NOSSAS FANTASIAS, COM NOSSOS DESEJOS, FANTÁSTICA!!! DIGNA DE UM DISÍPULO FIEL DE JORGE AMADO. APIMENTADA NA MEDIDA CERTA, DOCE NA DOSE EXATA. PARABÉNS AO "BOM E VELHO" SIBARITA.
ADORO ESTES TEXTOS "PROIBIDO PARA MENORES".
UM BAITA BEIJO NO TEU CORAÇÃO, DA TUA GURIA. MARY

São disse...

Meu bem, quanta ardorosa e flamejante paixão!!
Bem haja!

Vivian disse...

...encantada deixo bjs
na alma deste poeta
sensual...

muahhhhhhhhhhhhhhhhhhh

Henrique ANTUNES FERREIRA disse...

Olá Sibarita

Concordo. O comentário é muito importante e o blogue nasceu para isso, nada mais além disso. 4567,98% de acordo.

Depois das mini-férias (que foram excelentes) e com as baterias recarregadas, estou de regresso. E, de novo, visito o teu blogue, que continua em grande forma. Uma vez mais, muitos parabéns!

Mas, esta é a última visita que aqui faço. O princípio da reprocidade não existe. Eu venho - tu não vais. Estás no teu pleno direito. Assim, não te quero incomodar mais. Ponto final numa troca epistolar monocórdica.

Se um dia te der para visitares o www.aminhatravessadoferreira.blogspot.com, que, como sabes, é o meu novo. muito obrigado.

Abs

São disse...

Amigo, esperam-te flores lá em casa: aceitas?
Bem hajas!

Oliver Pickwick disse...

Nas suas poesias eróticas, Sibarita, libidinagem e devassidão não têm exatamente os conceitos aos quais estamos acostumados.
Um abraço!

Carla disse...

sedução decifrada com todos os sentidos
beijos e bom fim de semana