domingo, março 11, 2012

AS PALAVRAS

As palavras

Meu bem, o meu escrever clareia o cinza que te aflige,
Rebuscadas, as palavras, são águas de regato coradas
No meu seio falando o que os meus lábios não te dizem
E beijam teu coração despindo-me todo de corpo e alma...

Nobres e ágeis são as palavras no frenesi da humilde pena
Que ao escrever sabe aonde vai ou aonde vou no renascer
Desse novo horizonte no azul que o teu coração faz a cena
Na paisagem da paixão em que a lua sempre virá nos ver...

Por vezes enigmático, romantizo, banho o teu coração de luz,
Nem sabes nas entrelinhas das palavras que nasceram de ti
Ecoando o sol da paixão que na distância soldamos os azuis!

As palavras à doçura embalam... O falar, a garganta engasga
O céu que germina do meu peito. Entretanto, o que palpita
Nos meus lábios são tintas sem cores ou cheiros, tão vagas...

O Sibarita

12 comentários:

Olhos de mel disse...

Siba; um lindo soneto cheio de carinho e emoção.
Você pode até ter engasgado nas palavras, mas, felizmente, passou uma infinita beleza nesses versos.
Doçura, encanto e sedução...
Boa semana! Beijos

MARTHA THORMAN VON MADERS disse...

São tantas as palavras neste poema , palavras que envolvem e nos faz calar para ouvir melhor.
Martha
Beijos
Um carinho

MARTHA THORMAN VON MADERS disse...

São tantas as palavras neste poema , palavras que envolvem e nos faz calar para ouvir melhor.
Martha
Beijos
Um carinho

Desnuda disse...

Querido Sibarita,

Ahhh Poeta que encantamento tem seus versos que mergulha nossa alma neste azul de profundas emoções.


Beijos com carinho e ótima semana amigo.

Uma aprendiz disse...

SIBA,

Jessé tá cantando ao fundo "voa minha liberdade... coração esvoaçante.... feito passáro errante..... faz verdade essa ilusão..... quero ver teu infinito.... esse azul sem direção...."

As palvras têm essa magia. Nos envolve, prende, e nos carrega para outros lugares.

A poesia, assim como a música, conseguem me arrancar da realidade e alçar voos que não sei explicar.

Realmente, suas palavras conseguem beijar meu coração.... e outros tantos.

Se o falar não sai, griteeee com suas palavras, pois nas entrelinhas enigmáticas dos seus versos até achamos que entendemos seus reais sentimentos...... e assim o amamos na distância dos tempos.

beijos, de sua fã e amiga

Vanuza Pantaleão disse...

ODSMO...ai, minha língua não consegue repetir essa palavra, Siba![hahahaha] Pois não é que foste pesquisar o tal "rival" do meu Packard? Esse baiano não brinca em serviço!

"O céu germina do meu peito..."
Fico com esse verso a bailar na minha mente.
Brincalhão, mas que beleza de poeta és tu!
Beijinhos, amigo super, super querido!!!

Sandra disse...

Obrigada pelo carinho e visita. Fico muito feliz com a sua vinda É sempre bom compartilhar comomentos especiais com os amigos.
Um grande abraço.
Sandra

Bandys disse...

Nobres e ágeis são as palavras no frenesi da humilde pena
Que ao escrever sabe aonde vai ou aonde vou no renascer
Desse novo horizonte no azul que o teu coração faz a cena
Na paisagem da paixão em que a lua sempre virá nos ver...

É!!!!!!!! E aihhhhh??? e onde vão renascer?? Afffffff, ta demaisssss.
Ficarei caladinha sabe.. porque qualquer palavra agora, diga não...

Olha hoje é o dia da poesia nacional
14/3 garanto que tu num sabe.
Só sabe fazer.. kkkkk
Parabéns poeta.
Uma palavra pra voce??

hummmmmm Vermelho

Anônimo disse...

Oi Siba querido...
As palavras só poderiam sair desse coração sonhador e louco.
Louco por palavras ditas aos acordes da vida.
Suas poesias tem muito do seu interior.
Palavras sempre palavras e não meras palavras.
assim diz o poeta...
Palvras tem seus sentidos e nessa poesia suas palavras abrangem muitos corações solitarios.
beijinhos em seu coração de muita paz, amor e luz.
Regina coeli.

Sandra disse...

Oi Amigo,
Palavras são palavras, tanto nos engrandecem, como nos ferem as vezes.

Hoje é domingo e venho lhe fazer uma visita bem especial. Agradecer pelas visitas que fizeste ao blog. Agora só posso retribuir nos finais de semana. Tenho um pouco mais de tempo.

Gosto das Pessoas que são Gente muito Espciais.

"Gosto de Gente que ama e curte saudades, gosta de amigos, cultiva flores, ama animais.
Admira paisagens, poesia e mares.

Gente que tem tempo para sorrir bondade, semear perdão, repartir ternuras,
compartilhar vivências e dar espaço para emoções dentro de si,
emoções que fluem naturalmente dentro de seu ser".

Um grande abraço bem Especial para Ti.
Sandra

Olhos de mel disse...

Oie Siba; muitas palavras são caladas, pelo não entendimento de algumas situações.
Boa semana! Beijos

Desabafe aqui!! disse...

Siba, to passando pra dizer q deixei uma frase de Osho no blog abandonado,kkkk bjoo