quarta-feira, março 07, 2012

SEREIA


Sereia

Minha sereia,
Oi eu aqui! Gostou, foi?
Ah, cheguei arribado,
um luar de prata e ouro
em céus estrelados.
Estou um mar de te levar
por rotas desconhecidas,
gaivotas no azul farão o cortejo
das intensas quimeras
nos quereres e recifes de desejos...
Trago um cardume de amor
e uma bandeira enorme
tremulando o teu rosto
de primavera em flor...
Do teu coração ancorado
no oceano brônzeo do meu peito
sou eu, o teu amado...
Sereia, a estibordo do meu coração
tem um container carregado
de sentimento e emoção
nos uís e aís procurados...
A bombordo, um sol de amaranto
reflete o brilho do teu olhar
em todos os instantes...
Na proa, uma lua despudorada
faz a chama do vamos ver
sussurrando aos teus ouvidos: ele
tem fome, dê-te o que comer...
Na popa, o coração rastafári,
toca Bob Marley
num leito de rosas
ao reggae das preliminares...

Minha Sereia,
o coração abre as velas
e pelas parabólicas envia o sinal,
fundeado no teu peito, navega
no etecetera e tal...

O Sibarita

SALVE 08 DE MARÇO!

"Uma mulher bonita não é aquela de quem
se eologiam as pernas ou os braços, mas
aquela cuja inteira aparência é de tal beleza
que não deixa possibilidades para
admirar  as partes isoladas"


                                                     Sêneca, filósofo

17 comentários:

Claudinha ੴ disse...

Mas esta sereia tem sorte de ter um amor assim, cujo coração singra os mares da paixão! Um beijo!

Olhos de mel disse...

Aff! Puro delírio, tesão e paixão...
Maravilhosa prosa poética!

Marinheiro dos mares sem fins
no mastro do teu navio, coloque uma flor.
A sereia que aguarda na lua cheia,
anseia despudorada por esse amor...

Você está demais, heim??? Amei! Beijos

Vanuza Pantaleão disse...

Siba, amigo querido!
Escuta essa:
"Ô morena do mar/Sou que acabei de chegar..."
Para te agradar/Ah, eu trouxe as conchinhas do mar, morena..."
Mestre Dorival, você, o mundo e o Brasil sabem disso. E acontece que ele era (é) baiano.
E acontece que a tua sereia vem chegando ao som de Bob Marley e abrindo as velas do teu coração.
Menino de Deus, quando é que vou voltar a Salvador?[risos]
Lindooooooooo!!!

Olha, aquele Packard foi comprado com o suorzinho do meu velho e era a alegria da comunidade inteira. Nós o dividíamos com quem quisesse entrar, curtir ou precisasse sair do sufoco. Puxa, pena que não eras nosso vizinho! Mas nem que seja no próximo fusquinha que eu comprar, ainda vou te convidar pra gente dar umas voltinhas no nosso nordeste querido.Vamos comer acarajé com muita pimenta...hummm, me deu até água na boca!
Migo, obrigada pela visita e um beijão nesse baiano coração!

"Passar uma tarde em Itapoã/Ao sol que arde em Itapoã..."

Vanuza Pantaleão disse...

Nossa, tão apressada eu estava com as coisas de casa que não atentei para a tua saudação (citando Sêneca) ao 08 de março, Dia Internacional da Mulher.
Obrigada, amigão!
Gosto que me enrosco de estar aqui, de ser tua amiga...ai, isso é bom demais!

E como se não bastasse, foste ao baile dos meus velhos carnavais, no tempo da Máscara Negra do nosso Zé Kéti e da rapaziada que curtia lançar perfume nas meninas dos clubinhos do interior.

Mil carinhos, Siba!

Bandys disse...

Olá Siba,

E voce vem pedir pra eu te ensinar poesia?kkkkk endoidou?? Ta de zueira??

Ela mora no mar
Ela brinca na areia
No balanço das ondas
A paz ela semeia

Ai quem é?

É a sereia que canta em noite de lua cheia e deixa o poeta sem ar, caido de amor.
Lindo seu poema.
Dia da mulher é todo dia, vc não acha?

Beijos

Anônimo disse...

Olá meu lindo amigo.
Siba, como tudo que escreves, a sereia me lembra muito a Deusaodoya, rainha do mar.
Essa sereia, como vc. a descreve em sua poesia são pecados e desejos aflorados em sonhos.
Uma sereia que acendeu seus olhos na vasta escuridão do prazer, e vc. se enlaçou nessa alcova e indo aos delirios.
Esse barco navega em sonhos de prazeres.
Siba, meu querido...
Uma semana de muitas realizações e paz.
Que mestre Jessus o abençõe sempre.
Lhe mandei um email e não me respondeu, era sobre a Deusaodoya.
Paz e luz
Regina coeli

Vanuza Pantaleão disse...

Conta a lenda que Ulysses mandou que o prendessem ao mastro da embarcação e colocou cera nos ouvidos para não ser seduzido pelo mavioso canto da sereia.
Mas você, Poeta, você quer por ela se apaixonar ao luar.
Amigo, que Deus te abençoe por esse dom de versejar tão lindo!
Um carinho sem fim, Siba!!!

Vanuza Pantaleão disse...

Vovó era uma cabocla alagoana, Siba. Ela detinha uma coleção de ditados e histórias do folclore nordestino da melhor qualidade e, melhor ainda, sabia contá-los como ninguém.
Agradeço o teu carinho por ela e, de onde estiver, creio que está feliz por sua presença por lá. Sei que és espiritualista e entendes do que estou falando.
Abraço bem apertado!

ELANE, Mulher de fases! disse...

Eita menino arretado, vai "escrevinhar" bem assim lá na Bahia viu?! vc é fantásticoooo!!!um xeruuu!!

Sandra disse...

Vim agradecer o seu lindo carinho na Curiosa. Gostei muito do seu poema por aqui.
Vou levar e postar nbo blog sinal de liberdade.
Carinhosamente.
Sandra

Você é bem especial.
Um grande abraço

Sandra disse...

Já postei vc por lá com creditos e tudo.
Basta conferir.
http://sandraandradeendy.blogspot.com/
Carinhosamente,
Sandra

Uma aprendiz disse...

Oi, Siba

Como vc não tem aprovado meus comentários, vou esperar a proxima postagem. kkkkkk

beijos, de sua fã

Pelos caminhos da vida. disse...

Seus poemas são Lindos...

Amei sua visita...

Bom domingo.

beijooo.

Pelos caminhos da vida. disse...

Seus poemas são Lindos...

Amei sua visita...

Bom domingo.

beijooo.

O Sibarita disse...

Ô dona moça Aprendiz! kkkkk Desculpe, mas, não é verdade. Todos os comentários são liberados.

Na realidade, só tem esse comentário acima seu. NÃO APARECE NENHUM OUTRO,

Verifique o que fez diferente com esse acima em relação aos que vc alega que não liberei, reafirmo que não poderia liberar o que não foi comentado, ou seja, não existem outros comentários seus.

Oi Fia, comente novamente, viu? kkkk

O Sibarita

Desnuda disse...

Querido Sibarita,

Poema lindo!Você atravessa o mar do coração nadando em sentimentos.

A citação , muito bem escolhida. Amei tudo! Obrigada.

Beijos com carinho e linda semana.

Uma aprendiz disse...

Bom dia, Siba

Descobri o problema, quando comento do serviço não salva rsrsrsrsr Deve ser praga da minha chefe.

Adorei sua poesia. Esse tema me fascina, adoro sereias.
A dualidade que as envolve é uma delicia: água/terra, meio gente/meio peixe, sedução/morte....

Enfim, encantamento. Exatamente o que você faz aqui: nos encanta com seus versos.

Oxalá, você realmente tenha sido seduzido por uma delas, seja aqui ou em qualquer tempo da sua vida.


beijos