quarta-feira, abril 25, 2012

FOLHETIM

Folhetim

Tudo bem...
que esta poesia
se torne um folhetim
que ainda gostes de mim
e que na minha camisa
tenha manchas de batom
que não os teus!
E que o perfume impregnado
não seja o teu!
Tudo bem...
que te arrenegues dos beijos
e que não te negues os fatos...
Que faças
as tuas buscas
a procura de lábios
em rostos abstratos
de possíveis retratos!
Tudo bem...
que eu seja o teu fetiche
exorcize os teus demônios
que tu sejas os meus anjos,
que a paixão é inexorável
e tenha se tornado rumor
de beijos indecifráveis...

Só não queiras
guilhotinar minha alma
nesta tua cegueira
que ela tem belos gerânios
em horizontes estâncianos
com sede imensa de luzeiros
e dos teus beijos por inteiros!

Tudo bem...
que dista o alado do condor
mas, saiba que ainda me tens...

O Sibarita

11 comentários:

Olhos de mel disse...

Oie Siba estou com uma dificuldade danada pra comentar e fazer qualquer coisa na net. Aqui em casa do meu filho, não tem internet e trouxe um modem da Tim, que parece mais uma carroça. Muitos dias tenho que esperar após meia noite, pra fazer qualquer coisa. Ou pela manhã, mas nessa hora, Arthurzinho me ocupa e não faço mais nada.
Lindo poema, Siba! Tudo bem que pense o que o outro pensa, mas as coisas podem não ser bem assim; pois quem sabe, do outro lado, exista alguém que pensa o mesmo também.
Mas o final é demais, viu?
Você como sempre surpreendente!
Beijos

Vanuza Pantaleão disse...

"Mas, saiba que ainda me tens" - ao som de Besame Mucho.
Demais, viu, amigo?!!!
Esse seu romantismo impregnado de um realismo com sabor de prazeres da carne, sensualidade que só poderia ter nascido nos trópicos, ou melhor, na Bahia, nos traz um encanto especial.

Mas que aula, hein, meu Mestre?
Vou guardar aquele comentário numa pasta especial, Siba.
São Jorge é Oxóssi no Candomblé e Ogum na Umbanda. Coisa mais fantástica!
Sabe, minha mãe nos criou na Umbanda e Espritismo, mas respeitando o catolicismo. Fizemos depois umas incursões no Candomblé. Li Roger Bastide e me apaixonei pelos estudos de Pierre Verger. Conheci até um padre que era filho de santo de Mãe Gisele (não sei se você já ouviu falar).
No cinema brasileiro, fizemos grande sucesso com o Pagador de Promessa, filme que recebeu a Palma de Ouro em Cannes e que abordava com arte e emoção essa coisa toda do sincretismo e do preconceito, à época, da Igreja em relação a uma tradição tão arraigada na alma do nosso povo.
Quando dei aqueles toques sobre o tema por lá, eu só queria despertar, sem pretensões, a consciência de algumas parcelas das pessoas que ainda não entendem bem essa linda miscelânea da raiz afro e até oriental (o caso do El Khidir) que existe no Brasil.
Você, com o seu conhecimento profundo e antropológico, complementou com maestria aquilo que tentei dizer.
Obrigada, amigo!
Beijo de uma filha de Iemanjá para você!!!
AXÉ!!!

Anônimo disse...

Olá meu querido amigo Siba.
Esse seu poema realmente esta dificil de se interpretar.
vc. mistura ação,dogmas,reclusão, amor, entregas,e além disso não nos deixa beiradas a completar.
Bem só posso dizer que tudo na sua vida vira uma realidade, ja realidade ou ficção....
Bem uma semana de muita paz, luz e amor.
Viuuu meu email????
Gostaria que me ajudasse a tentar não perder as minhas poesias que lhe pedi.
pelo menos o pôr do sol, mudnças, sem pudor e outras.
vou fazer um novo blog e preciso delas
Pois exclui a Deusa e com isso perdi minhas poesias.
espero que vc. tenha gravado elas.
Obrigada e grata.
Regina coeli

Anônimo disse...

Sibarita!!!!!!
No pincel aonde traças as letras de suas poesias e as molha de mil cores
estão todas as intenções de sua alma
A alma pulsa ansiosa, precipita-se em magias sentida.
Constante e indefeza em tua, mas só tua direção.
Agora que eu reli com mais calma seu poema pude decifrar assim.
O chão não é frio e nem duro, mas asua alma é tão livre e feliz.
As palvras de um poeta, voam sobre os sentidos no universo das emoções.
Uma semana iluminada por mestre Jesus.
Sua amiga.
Regina Coeli

vendedor de ilusão disse...

ô meu Rei, tenha um final de semana porreta!
Um abraço.

Desnuda disse...

Querido amigo,


Mas que poemãoooooo! Bonito demais... Depois de tudo, tanto!

PS: Menino um aulão no blog da amiga Van ( vim de lá) e aqui! Vocês batem um bolão.


Beijos com carinho e ótimo fim de semana meu querido.

Vanuza Pantaleão disse...

Muito modesto esse meu amigão!
Você é o "antropólogo de plantão" daqui e tá falado, Siba![risos]
Bethânia, a filha de dona Canô, irmã de Caetano, que beleza de voz!

Releio o Folhetim, versos macios, doces, mas..."só não queiras guilhotinar minha alma nesta tua cegueira". O amor não pode, ou não deve machucar, mas machuca, corta, ai de quem amar demais. Legal!

Amigo, um excelente final de semana!Beijinhos...

Pelos caminhos da vida. disse...

Perfeito.

Bom fim de semana Sibarita, obrigado por estar sempre "Pelos Caminhos da Vida", amo seus comentários.

beijooo.

Uma aprendiz disse...

Vou espalhar pelos quatro cantos. Reler, rebuscar, refletir, divulgar. Além de sua fá,me tornei sua assessora de imprensa... te mete meu Rei... rsrsrsrrs

Parabéns!
Mais um belo poema.

beijos

Vanuza Pantaleão disse...

Siba, meu querido!
Agora é que pude ver você no Matagal e ri com prazer do teu comentário sobre o buracão da lagarta no miolo da cenoura.
Ai, ai, ai, você é demais!!!
Um feriado bem tranquilo nesse dia do trabalhador que vem aí. Nem me fale em trabalho! Quem foi que inventou isso?[risos]
Migo, beijinhos...

Anônimo disse...

BOMMMM DIAAAAA NELSONNNNN
Siba querido amigo.
Tive que dar os meus parabéns pelo seu aniversario atraves da pagina de comentários.
Pois eu te mando emails, e vc. não os responde.
Que hoje seja um dia especial, reunido com a familia, tendo muita paz, luz e amor no coração.
Amor de amor e fraternal.
Desejo que mestre Jesus sempre lhe acompanhe e que D.Dulce e Painho, de onde estiverem lhe cubam de glorias e fé.
Qua a estrada se abra a sua frente
Que o vento sopre levemente as suas costas.
Queo sol brilhe morno e suave em sua face
Que a chuva caia de mansinho em seu jardimmm....
Beijos de muitas felicidades e paz.
Sua amiga de sempre.
Regina Coeli.
FELICIDADES MILLLLLLLLLLLL