segunda-feira, setembro 17, 2012

E C L I P S E

Eclipse

Entre silêncio, torres de desejos, o vazio me inclina
Aos infaustos eclipses do amor na origem e rumo.
Dissonâncias de ti, que em mim, a estação declina
O sol iluminando pelo facho opaco do teu resumo...

Silenciosas sombras frias de Selene na tua estrada,
Fatos consumados há de se separar o joio do trigo.
Toda paixão derramada que um dia me fostes fada
Por vocação e lucidez. O teu seio, desfez o abrigo...

Flores na lividez no tudo aquilo que tu camuflaste,
Todo esse silêncio em que vivemos quem vai pagar?
Pelo não ou sim, deixais que o tempo vá revelar-te,
Mesmo em ti na metamorfose, também, nasce luar...

Encontrei a tua alma nos corredores das ocasiões,
Sumidouro dos desejos circulando nos precipícios
Que austera sobre ti própria se curva nas intenções.
Mas sabe? Transo bem a mente, corpo e espírito...

Os sinais aflitos germinando dos teus sentimentos,
Palor das estrelas que tua alma refrata. Adequação
Que não distingue mais o luar e morre-se no alento.
Dizes-me: -Poeta do amor, fostes pela fria ilusão...

O Sibarita
 
Que tal se ligar na Humaitá Web Rádio?

6 comentários:

Olhos de mel disse...

Cada vez mais, vir aqui se torna exigência diária das minhas vontades, porque seus poemas falam com a alma. Contam seus momentos de euforia e desencantos de uma forma maravilhosa!
Siba, esses versos em desencanto, são sombras de uma noite sem luar. Resumos de meras suposições que o seu poema me faz perguntar:
do outro lado da ponte existe a certeza desse encanto, que aflora em teus versos?
Ou na incerteza, apenas aguardam silenciosamente, por receio dos reversos?
Existe sempre uma luz emanando de um olhar, quando existe a esperança de encontrar.
Mas existe uma sombra que permeia na noite, quando se busca resposta sem saber onde achar.
Adoro tudo que você escreve, viu? Simplesmente lindo!
Boa semana! Beijos

Moça disse...

Que profundo. Que tênue a linha dos opostos, da adequação. Que palavra chave para este poema tao belo: adequacao.

....
boa semana!

bjo
opinandoemtudo.blogspot.com.br

Uma aprendiz disse...

Oi, Siba

E viver não é ilusão?
Achamos que sabemos, e nada saberemos ao partir.
Pensamos que amamos, e dificultamos tudo.
Nos iludimos com o certo e o perfeito, e eles mudam de acordo com a luz que neles refletem.
Ah, meu amigo.
Quanto mais eu vivo, mais me perco no caminho.
Até a morte que era certa, hoje sei que é uma porta.
Aquele que crê em Cristo estará vivo.
Outra coisa que me veio acerca do silêncio....
Mudo é aquele que amordaça os sentimentos.
Gritemos!

Um grande beijo, meu doce amigo de sempre.
Hoje tô que tô, nem eu me entendo kkkkk

Mas adoro isso kkkkkk

Bandys disse...

Siba,
Cada dia voce esta melhor .
Cada verso é sentido na pele.
Acho que voce se apaixonou de vez foi?


Encontrei a tua alma nos corredores das ocasiões,
Sumidouro dos desejos circulando nos precipícios
Que austera sobre ti própria se curva nas intenções.
Mas sabe? Transo bem a mente, corpo e espírito...

Nossa! demais !

Fique bem , fique com deus.

beijos

Sherazade disse...

Siba; estava aqui no bem bom da rádio, lendo sua poesia ao som de Phill Collins, tudo que há, viu?
Sabe? No amor e na paixão existem momentos de céu e inferno astral. Aliás creio que tudo na vida. Mas nesse sentido, a influência parece ser maior. E os poetas vivem mais intensamente cada momento. Ha um envolvimento corpo, mente, coração. E cada um deles são determinantes no que escrevemos.
Esse eclipse é lindo demais! Ainda com momentos de tristeza e rebeldia. Mas vai passar Siba e sei que as realizações virão sim.
Boa semana! Beijos


Sandra disse...

VOU TE ESPERAR AMANHÃ NESTE CANTINHO BEM ESPECIAL http://sandrarandrade7.blogspot.com.br/
TEM SURPRESA BEM ESPECIAL PARA OS AMIGOS ESPECEIAIS. VENHA VOU TE ESPERAR, NA CURIOSA TANBÉM TEM O LINK PARA A GRANDE SURPRESA, NÃO DEIXE DE VIR. VOCÊ É O MEU CONVIDADO ESPECIAL.
CARINHOSAMENTE.
SANDRA
AMIGOS COMPARTILHAM. PRINCIPALMENTE NESTA DATA BEM ESPECIAL DA MINHA VIDA.
CELEBRE A VIDA.