terça-feira, outubro 28, 2014

VOCÁBULO

Vocábulo

Meu amor, nesta minha carência de palavras miradas,
Que o amor, as estrelas e as luas aclaram sem agonias.
Por dentro e pelo avesso na seiva da essência renovada
Os mundos convergidos e constelados são meus dias...

No céu afetuoso estou de volta ao tempo sem tempo,
Sintonizo o azul do infinito na luz que a noite suspira
Quando a última estrela se aniquila desse meu alento
E no compêndio dos dias o sol tríplice soluça, delira...

Tudo me nutre e me constrói, me esclarece, me traduz
Por determinação divina meu pensamento transladado
Abrolha, germina bondade e caridade encoberto de luz
No que gera, acende, redime e ilumina o trigo semeado...

É luz trazendo as bem-aventuranças pelos caminhos
Por onde eu movo os passos tão longes, aqui e além.
Sondo o oráculo, a lua filtra a solidão do pergaminho
Mas, não se aflija. O meu espírito em diagonal é zen...

No celestial santuário das adjacências do universo
Situando as órbitas da lua emersa no seu crescente
Eu imponho a minha própria identidade no reverso
Ao ser espírita adjetivo, reflexo em o céu confidente...

Tudo vem de Allan Kardec, vem do livro dos espíritos
São perguntas e respostas cavalgando reencarnações.
O belo da alma, a fé raciocinada na lei do livre arbítrio
Em conformidade à Seara do Mestre Jesus no coração...

No exílio tão aplacado, mantenho das palavras o báculo,
Com lucidez vigilante procuro o eco elíptico, em verdade
Entre, formas e ideias, cor e som eu sinto nos vocábulos
À sombra da lira, o sol galopando o brilho, a felicidade...

O Sibarita

HUMAITÁ WEB RÁDIO
www.radiohumaita.com.br

10 comentários:

Paula Barros disse...

Arrasou! E a vida está voltando ao normal. Poesia, enfim, poesia.
abraço

Vanuza Pantaleão disse...

A luz volta a brilhar no horizonte do Brasil e do planeta, o livro da vida espiritual abre nova página anunciando que tudo pode e vai se regenerar, anunciando também que o amor voltará a ser pleno.
Tão lindo, tão lindo esse poema que chego a conter as lágrimas...
Bom dia, meu amigo amado!
Abençoada seja tua inspiração!
Beijinhos

São disse...

Hey, carência de palavras?! Está falando de barriga cheia, meu bem !

Beijinhos :)

Uma aprendiz disse...

Oi, moço

Essas eleições me deram duas grandes vitórias: a do voto, propriamente dita, e do gosto de escrever.

Sou movida à controvérsia e a paixões. Esse disse me disse entre os prós e anti PT me deram novo ânimo. kkkkkkkkk

Então, retomando a sua poesia, confesso que não entendi as entrelinhas. Seu texto é muito erudito para minha vã compreensão. Mas, no quesito emoção, senti o coração ferver com a paixão que demonstras.

Jesus é realmente maravilhoso e só o amor dele para fazer com que pessoas tão diferentes se amem pela fé. Por mais diferente que sejam os caminhos.

Beijos
desta paulista sua fã


, tamanha erudição do texto (e olha que sou do sudeste kkkkkkkkkkkkkk)

Bandys disse...

Ahhhhhhhhhhhhhh vou dormir aqui hoje. Vou ler com muito cuidado e anotar a minha procura.

Os Espíritos anunciam que chegaram os tempos marcados pela Providência para uma manifestação universal e que, sendo eles os ministros de Deus e os agentes de sua vontade, têm por missão instruir e esclarecer os homens, abrindo uma nova era para a regeneração da Humanidade.*
Acaba um ciclo começa outro.
E nos aqui ja tendo a felicidade!!!

Siba, dois beijo hoje.

Bandys disse...

Uai só agora que vi seu coment.
E tu num sabia que eu eu era meia nordestina não?? hahahahaha que isso siba?? Pensei que ja tivesse te falado isso. Meu pai não era nem da capital, era de parnaíba mesmo, interiorzão. Aos 16 anos foi convidado a se retirar da cidade pelos meus avós, mhahahahahaha era danado o bichinho viu??? Foi pro EEUU sem um nada no bolso e depois veio pro Rio. Minhas ferias sempre eram la. E ele ia me buscar pra ver a terrinha dele. mas morreu cedo e deus só me permitiu conviver com ele 15 anos. Que foi o suficiente para aprender os valores da vida. No inicio de outubro agora estive la, fui na ilha do sal, e ilha grande. Eu falei pra você que passei aí em cima. Mas tu não acreditou, hahahahaahahah.

Viu sua leitora desde 2008 e tu num sabe nada de mim. Gesuisssssssssssssssssssss.

Queria agradecer a Vanuza Pantaleão pela palavras que deixou aqui no seu coments que tanto me fizeram bem.

Bom agora vou trabalhar porque CARIoCA tambem trabalha. hahahaha

Beijos

Minha vida de campo disse...

Olá,
lindo poema, os vocábulos nos denunciam, nossa alma e nossa querência. Belo trabalho.
Tenha um ótimo dia.

Olhos de mel disse...

Inspiradíssimo, heim Siba! Aliás não é surpresa por aqui. Acho que é seu estado da alma. Mas, sinto flutuar as palavras pelo coração; não consegui identificar se é desânimo, ou esperança. Se por detrás dos versos sucinta uma espera em agonia...
O fato é que a luz que traz bem-aventuranças, é um sinal muito bom e que de fato, seja!
Linda poesia! Que a felicidade venha a galope e o sol possa brilhar intensamente.
Beijos

Claudinha ੴ disse...

Meu caro Siba! Ao começar a ler, mais me pareceu uma psicografia.Depois que confirmei em suas letras, a presença de Kardec, tive a impressão ainda maior de que se comunica com muita luz.
Que nossos mundos e nossas dimensões se estreitem para o conhecimento e o aperfeiçoamento espiritual. Lindo o seu texto! Beijos!
* mais uma coisa em comum!

Kátia disse...

Sempre bom ler seus textos.

...