sexta-feira, janeiro 04, 2008

SENTIMENTOS

Sentimentos

Estou no ar!
A ventania bate-me forte.
Mudará de rumo? Revelará sinais?

Boa noite, saudade!
Não mais sentimentos a acender-me.
Já não há lógica, só fragmentos...
O enigma acena-me mosaicamente,
legado em taças cristalinas.
Bebo o prazer e a dor. Trôpego,
me devoro em partículas medíocres
à procura de caminhos de abstrato sentido.
Aceito-os. Não há passos, só o destino!
Estou longe. Já não existe o mar.
Vagueio na solidão. Não há bússola...
Não mais pedra. Não existem flores.
Por lógica, removo o limbo, o lodo!

É tarde...muito tarde...
Meus sentimentos perderam-se na escuridão
à procura de trilhas dos mesmos sonhos...

Divina!
Espelho da puridade,
olha o que fizeste?

Ai de mim!
Quebraste sem piedade
o encanto do destino...

O Sibarita

13 comentários:

Maria disse...

Olha o que fez a Divina!!!!!
Olhe que sua Cumadi tem post novo, finalmente!!!!

Beijos

R Lima disse...

Grande Sibarita.. falar de sentimentos é tão grande que nos ascende ao plano máximo.

Ao bem pensar... ao sentir... ao grato existir.

Abçs e que boas vibrações nos guiem neste novo ano.




Venha dar boas vindas ao Novo AveSSo dA ViDa.



Texto de hoje: BoAs vInDas...

Visite e Comente... http://oavessodavida.blogspot.com/

O AveSSo dA ViDa - um blog onde os relatos são fictícios e, por vezes, bem reais...

Luíza disse...

"à procura de caminhos de abstrato sentido" eu também estou. Esse texto bateu lá no fundo, parabéns.
Beeeijos

Luíza disse...

ô.. que bom que o teu ano novo foi movimentado, já começou bem uhuuu.

O meu foi bem legal também, tirando um fato ímpar que me aconteceu: a champagnet (é assim q escreve? haha) não estourou!! Pela primeira vez passei a virada sem fazer um brinde e laraia...até achei que pudesse ser um sinal de maus tempos hahaha, mas até agora está td sob controle. Mas a verdade é que 2008 há de ser um ano bom pra todos nós!

Grande beijo!!!

Olá!! disse...

As arvores morrem de pé...
Divino
Beijos

Diva disse...

Boa noite Saudade!
Sentimentos é a livre e verdadeira
maneira de expressar o que sentimos, muito lindo.Parabéns

Nara Senna disse...

Sibarita, eis aqui a sua amiga virtual de coração confuso e enigmático.
Primeiramente, desejo-te um 2008 cheinho de acarajé, moqueca de dendê e praias de Salvador.
Estou a admirar teu último poema. É incrivelmente algo que eu precisava ler hj.
Meu coração anda batendo confuso, triste e descompassado com uma ventania que me pegou, jogou pra cima e sumiu.
Mesmo nessa imensa agonia, seu poema foi um alívio pra mim.
Bjão, amigo virtual...

Teresa disse...

ola, desculpa entrar aqui assim, mas acabei por aqui parar e tinha mesmo que comentar esse poema fabuloso que até os meus sentimentos lascou... ninguem merece ser trespaçado dessa maneira, mesmo que as feridas nao sejam visiveis... Os meus parabens pelo dom da escrita dessas tuas singelas e poderosas palavras

Oliver Pickwick disse...

Olá, Sibarita! Depois de um fim de ano de versos dionisíacos, começas um novo descrevendo melancolias? Quiça, necessite equalizar melhor a praia de Jauá.
Abraços!

Crítica e denúncia disse...

Olá meu amigo menino da Bahia, nem vim te ver, vim buscar inspiração que ando vazia de poesia...m'inspira vai! Andei até falando mal de homem lá pras bandas do Crítica e denúncia, tal é a minha baixa inspiração. Vou ficar um longa hora te lendo por aqui para pegar a tal inspira e depois volto pros meus bornéus descendentes. Coisa séria sô!
Beijo grande baianinho e que Deus te proteja.
Alda Inacio

Olhos de mel disse...

Oie lindinho! Hoje percebo tristeza em seus lindos versos! Fica assim não... A vida tem dessas coisas e sempre virão os maus momentos, os maus sonhos... felizmente, são passageiros e em breve, voltará a colorir seu blog de poesias fogosas, cheias de vida e alegria...
Se cuide viu? Isso passa! Se puder ajudar?
Fique bem viu? Fique com Deus!
Que sua semana seja de realizações!
Ah viu aquela foto na último post, lá? É na lagoa do Albatroz, em Jauá.
Beijos

Nilson Barcelli disse...

Quando se perdem sentimentos, há muita coisa que deixa de fazer sentido...
Excelente poema, gostei.
Abraço.

Oliver Pickwick disse...

Bela crônica em versos do amor que se acabou.
Abraços!