domingo, novembro 11, 2012

AVASSALADORA

Avassaladora
 
Diga-me, ancoro no teu coração, o teu seio suspira?
É que percorro o teu corpo em mil e uma tentações
Sei que no compêndio o sol de Jauá soluça e delira
No mel dos teus lábios, entre, luas e belas canções...
 
 Então, afogo o meu olhar no oceano da tua ausência,
O último sol se abre, a última vela rasga-se ao desejo.
Fundeio, navego no teu peito, aporto na tua essência,
Navegação de aforismos em fogueira de alto-relevo...
 
 No contraponto do cenário sou o timoneiro do tempo,
Faço brilhar aquele sol que se extingue na tua solidão.
Por ti, no negrume do teu olhar e no sopro dos ventos,
Minha alma sobe e desce mares de candeeiro na mão...
 
 Disseminando luz ao teu peito enjaulado na burca dos dias,
Recesso do teu corpo desejo, vulcão adormecido em vagas.
O querer cobiça a tua pele morena feita de doçura, agonias,
E guarda gozos para ti, enquanto, o amor se torna intifada...
 
Insurreição, faixa de gaza no território chamado sentimento.
Meu coração marcado manda sinais na luz dos teus arcanos,
Tudo jorra e procura na tua paixão o que dê sentido e alento.
Avassaladora, o meu amor navega por oceano, o teu oceano...

Amor tombado,
espelhos partidos.
Cacos untados,
versos de badogue...
(estilingue)

 Zé Lalado

8 comentários:

Bandys disse...

MelJesuis Cristinho seu Lalado, ler aqui deu ate calor.

Insurreição, faixa de gaza no território chamado sentimento.
Meu coração marcado manda sinais na luz dos teus arcanos,
Tudo jorra e procura na tua paixão o que dê sentido e alento.
Avassaladora, o meu amor navega por oceano, o teu oceano...

Sem comentarios! Afffffffff

Vai escrever bem assim lá, seu Lalado
Beijos

Evanir disse...

Quem caminha sozinho pode ate chegar mais rápido,
mas aquele que vai acompanhado de amigos,
com certeza chegara mais longe.
Eu tenho certeza a amizade é tudo em nossas vidas
mesmo na falta de tempo não posso ,
não quero ficar sem deixar pelo menos um carinho a você.
Foi dias difícil para mim até pensei em não voltar
porque tenho me afastado muito nesses últimos tempos.
Quando leio os comentários no meu blog acabo voltando
mesmo deixando o mesmo recado em todos os blogs.
Isso tem me atormentado muito não poder digitar como gostaria
para cada amiga(o)um comentário diferente .
Sendo assim deixo meu eterno carinho na esperança de um dia melhor.
Linda semana paz e luz.
Deus abençoe você hoje e sempre beijos no coração,Evanir.

MINHA VIDA DE CAMPO disse...

Maravilhosa poesia, o amor se deslumbra em todas as fases e se mostra cruel a quem deseja o indesejável. Adorei conhecer seu cantinho poético, lindos poemas.
Tenha uma ótima semana.

Vivian Loreti disse...

Lindo o poema, quente!
Gostei muito mesmo.
Bjão!

Moça disse...

Quanta sensualidade e quentura!
Baiano arretado este!
Vulcao adormecido? Guenta então ele despertando!
adorei!
boa semana!
bj
opinandoemtudo.blogspot.com

Olhos de mel disse...

Siba; vir aqui é ter a certeza de encontrar poemas cheios de encantos, paixões e desejos!... Está se tornando vício passar aqui.
Lindo e avassalador! Beijos

Naty Araújo disse...

Zé Lalado arrebentou, hein.
Nota 10 é pouco.

Que belezura é essa?

Ah, quanto as minhas publicações, estava deixando a desejar, né?
As provas na faculdade me consomem rs.
Mas já voltei, voltei rs.

Um abraço.
Natalia - Revelando Sentimentos

LUZ disse...

Olá,

Todo o poema é um mar de desejo e sensualidade.

AVASSALADOR!

Inicia-o com uma pergunta, a que só ela poderá responder.
Fala de distância, oceano, sempre o oceano, parece que a vos separar e a luz, caso não me engane, porque a janela pop-up não permite, que eu visualize o poema, enquanto o comento. Mais teria de dizer, mas, como calcula, não fixei todas as frases do poema. Ficou, INFELIZMENTE, o sentido geral. Sei que o final é gostoso, mas não sei bem o que lá está, devido à tal janela de comentários.

Tenha uma noite divina.
Luz