quarta-feira, outubro 23, 2013

LOUVOR

Louvor
 
São teus, ó desejo, estes prodígios do coração,
Este alarido, este prazer que agita. Estremeço,
Ao sol barroco do teu olhar cheio de tentação,
Não sei se é amor. Mas, quem sabe, o começo...
 
Os dias, passo assim e sempre nos teus beijos
Lembrados nos anseios, a libido ascende louca.
Mas, demoro o olhar nos faróis dos teus seios.
Delícias, fogo aceso, pervertido na minha boca...
 
Radiograficamente, pelo teu silêncio, a fome
Com a força do sol, para abraçar-te, beijar-te.
Sobre os avessos de nós, o sentido consome.
Pelo cutelo, o amor, a aspiração de amar-te...
 
Ruas dos desejos floridas, e sente-se a chuva
Molhando, brotando no coração e desejarás.
A carruagem do amor há pouco virou a curva
Da esquina, breve em paixão serei, e tu serás...
 
Vem, lua dos milênios, abrasadora, amada
Beirando o cais do coração neste alfarrábio
Que fala de amores, enquanto, tu alheada,
O salmo de louvor faz seca nos teus lábios...
 
O Sibarita

www.radiohumaita.com.br
A boa, Conecte-se!

6 comentários:

Paula Barros disse...

É de uma intensidade de amor e desejos os seus poemas que fascinam.
E sempre bem construídos poeticamente. Contam uma história.
beijo

Olhos de mel disse...

Siba; como sempre doces e sensuais palavras a rechear tão bela poesia!
Um sol a espera de uma lua encantada, e uma lua apaixonada a espera de um momento de magia...
Linda poesia, Siba!
Beijos

Kátia disse...

Valei-me Nossa Senhora esse menino se retou ou fui eu que demorei?Demorei mas cheguei viu?Acabei de tomar uma água de côco em sua intenção e esse fim de semana vou beirar Sauípe.rsrsrs

Sempre são lindos os seus textos e cheios de inspiração.Esse é meu conterrâneo mesmo ômopai!kkkkk

A Humaitá tá boca de zero nove hein?que programação da zorra é essa?afffffffe

Claudinha ੴ disse...

Meu caro Siba! Que o mel de suas palavras umedeçam os lábios de sua amada, para que juntos sejam um só!
Beijo!

Uma aprendiz disse...

Oi. Siba

Sem palavras.

Parabéns!

Que esse começo de amor possa ser correspondido. Você merece.

Zilhões de beijos

LUZ disse...

Bom dia, Nélson!

O tempo não me dá tempo, passo a redundância, de ter tempo para comentar as belas, apaixonadas e sentidas palavras que aqui nos deixou.

O poema não está no início da pop-up, talvez por lapso, o que dificulta, um pouco, o comentário do mesmo. Já tinha falado disso, se se lembra.

Escreveu uma "melodia" de louvor ao DESEJO que dela sente. LINDO!

E tudo é vontade e descrição, quando a sua mão, se perde de desejo, na masturbação dos sentidos.

O luar e a luz dele serão sempre testemunha deste hino de louvor, dedicado aos olhos de quem ama, seu amor.

Um dia sublime,

em abraço primaveril.