domingo, setembro 07, 2008

CAMELÔ

Caro leitor assista a esse vídeo do Baiano Edson Gomes com a música "Camelô" mesmo tema da poesia postada. Letra e música pulsante! Eu estava lá sim!

Camelô

Acordou,
Abriu a janela
Do cacete armado
Viu um sol de despenhadeiro
Sobre o telhado.
Cruz Credo,
Valha-me Deus!
Se benzeu,
Ajoelhou, rezou!
Deu caruara,
Arregalou os olhos
E correu para o pinico.
Escovou os dentes
Com carvão
Foi para a mesa,
Pratos vazios...
Bebeu água,
Sonhou com
Farinha e ovos fritos
Ali enganou a fome!
Vestiu a surrada roupa branca,
Chamou por Oxalá
- Orixá dono da sua cabeça -
E sob o pendão da esperança
Por tudo que já tentou
Foi para a batalha perdida
No coração de Salvador
Reinventar o enredo da vida...
Nas costas o sacolão
De mestre-sala do mercado informal
Empunhando a bandeira de camelô
Na alegria e animação
Do seu lado lógico
Na contramão
Dos impostos...
Armou o tabuleiro
No camelódromo
Da Avenida Sete...
Remando contra a maré
Mercava as bugigangas
Made in Paraguay
A preço de banana.
No abre alas das vendas
Burgueses comprando
Miçangas...

Fecha-se o sol no horizonte
Corre-se daqui, corre-se dali.

“Olha a Policia!”
Acaba-se a folia,
Valei-o Senhor do Bonfim!
Camelô preso perdeu a guia...

Nenhum advogado,
Nenhum defensor
Mas, Doutor Delegado
Recolhe ao xadrez
O camelô sonegador!

Num samba-reggae de barrigas vazias
Choram por ele os seus filhos
Ao refrão das bugigangas que vendia...

Em Brasília,
Maltas de todas as matrizes
Corruptos por todos os lados
Soltos, entoam por ele:

“LIBERDADE!”

O Sibarita

BAIANÊS

Camelô - Quem vende produtos vindo do Paraguay para sobreviver.
Sol de despenhadeiro - Sol de desespero.
Cacete armado - Casa mambembe construída na ribanceira.
Deu caruara - Se tremeu todo.
Surrada - Velha, estragada.
Tabuleiro - Balcão.
Camelódromo - Aglomeração, onde, ficam vários Camelôs para vender.
Avenida Sete de Setembro - A Avenida mais importante do centro de Salvador.
Remando contra a maré - Indo de encontro ao que vai dar errado.
Bugigangas - Mercadorias vendidas pelos Camelôs.
Made in Paraguay - Produtos falsificados e vendidos no paraguay.
A preço de banana - A preço baixo, barato.
Guia - Os produtos que são vendidos.
Samba-reggae - Rítmo inventado e difundido no mundo pelo Olodum.

23 comentários:

Deusa Odoyá disse...

Olá meu amigo SIBARITA.
vc. retratou , a vida infeliz desses camelôs.
Coitados muitos perseguidos, não conseguem levar o prato de comida para suas familias.
Pois num pais como o nosso, só ficam em pé e de boa vida, os sonegadores, ou quem mexe na mesma panela que eles.
Muito trista a realidade de um camelão, trabalha debaixo de sol e chuva, para levar o sustento as suas famílias.

Acorda pela manhã, esperando trazer ao final do dia o sustento E muitas vezes eles tem suas mercadorias, compradas com muito sacrifício serem roubadas, por pessoas sem escrúpulo nenhum.

Beijos meu amigo querido.

Quanto a musica , não sei essa , mas a da poesia anterior, tem muito de vc, pois acho que a letra é sua, conhecendo vc.
Tudo que fazes é com muito amor e inspiração.
beijos em vc. e seu painho.

sua amiga de sempre.

Regina Coeli.

Mary disse...

OI QUERIDO

MUITO OPORTUNO TEU POST NESTE DIA SETE DE SEMBRO, ALIÁS NÃO SÓ POR SER DIA DE NOSSA INDEPENDÊNCIA, MAS TAMBÉM POR SER ANO DE ELEIÇÃO, VOCÊ COM SEU SENSO DE JUSTIÇA NOS PRESENTEOU COM TANTA POESIA . SIMPLISMENTE BELO. UM BAITA BEIJO DA TUA GURIA

Mary disse...

FIQUEI TÃO EMBEVECIDA, QUE SETEMBRO SAIU ERRADO, ESPERO TE ENCONTRAR DIA 10 DESSE MÊS, MEU ANIVERSÁRIO, OFICIALMENTE FALANDO,DEPOIS TE CONTO COMO TER
DUAS DATAS DE NIVER. BEIJÃO

Corações & Segredos disse...

OI MEU DENGO!
lINDA SUA HOMENAGEM!
POVO GUERREIRO E SOFREDOR!
LINDA SEMANA PRA VC MEU REI!
BEIJOS DE SAUDADES.

Bandys disse...

Nouuusssa que coisa linda.

Sera que ele não vem fazer um show aqui no Rio não??

Taíii ia ter muita gente boa lá.


Olha quer dizer que agora tu anda caô, rsrsrsrsr

Vocxe é 1000000
beijos

Pena disse...

Brilhante e Sensível Amigo:
Mais um Post admirável. Magnífico. Extraordinário, a que já nos habituou.
Desta vez, com uma melodia FANTÁSTICA COMO "PANO" DE FUNDO.
EXCELENTE VERSEJAR. PARA QUEM O VISITA HÁ MUITO, DÁ PARA PERCEBER O SEU IMENSO SIGNIFICADO FANTÁSTICO.
ABRAÇO AMIGO de respeito, amigo.
SEMPRE A ESTIMÁ-LO E A CONSIDERÁ-LO.
BELA MELODIA.
DEVE NUTRIR PELO TALENTOSO VOCALISTA UM IMENSO SIGNIFICADO.
SEMPRE ATENTO AO QUE MAGNIFICA E ESPECTACULARMENTE FAZ

PENA

paula barros disse...

Querido, ainda salvou o domingo. Mas só lhe vejo na segunda. Mas quando lhe leio, todo dia é domingo.
Meu sobrinho,no sábado, puxando papo com ele sobre Edson, ele disse que conhecia essa música.
Edson fez um show aqui recentemente. Mas ainda há muito preconceito quanto ao público que gosta do estilo dele.

A música mostra as diferenças socias, as injustiças, a questão da corrupção....temas que você sabe abordar tão bem.

Vale dizer que eu admiro o que você escreve?

Um carinho imenso. abraços e uma semana bem legal.

david santos disse...

Linda melodia!!!
Fantástica!
Parabéns.

biazinha disse...

Música massa e poema muito bem construído. O mercado informal é uma realidade crescente num país aonde impera o desemprego e a falta de investimento em educação, cultura, saúde e segurança.

Beijos.

Sonhadora... disse...

Linda a música.

O poema retrata a vida sofrida dos camelôs, com seus medos e incertezas.

bjos!

Quase Trinta disse...

Não conhecia esse cantor não....
Legal....

beijocas e excelente semana pra ti

Gerlane disse...

Cara, tu és um danado de inteligente! Surpreendeu-me tua vocação poética, principalmente, com um estilo tão "político-social".
Parabéns, por descreveres tão bem e com teu bom-humor peculiar, o dia-a-dia de gente da gente, que luta, que ri...que sofre, mas que sabe gozar também.

Um abração!

Carla disse...

...dura a vida de camelô...vida de mesa vazia, de fuga contra a dor
gostei da música...um som muito especial
beijos

KÁTIA CORRÊA DE CARLI disse...

Ô Sibarita
Seus elogios me deixam muito "besta"!!! hahahahaha
Mas eu gosto muito, porque não sou boba!
Ando meio sumida, eu sei, mas no consultório ainda não tem internet, prometo aparecer sempre que der...
beijos

Don Oleari disse...

Sibarita, meu caro:
Te conheci no blog da portuguessa Carla, que escreveu a matéria sobre Cuba.
O Edson Gomes sempre veio muito a Vitória (ES). Há tempos, não vem.
Estive conferindo o seu baianês, mas vou sorver tudo com mais calma.Eu volto e te conto.
Abraço do Oleari. Aparece,meu vizinho da grande Salvador.

Olhos de Mel disse...

Oie lindinho! Você disse tudo! que mal eles fazem, em ganhar dinheiro, sem roubar, nem enganar ninguém, num país de tantas desigualdades? De tanta miséria e fome? Acho que eles preferem quando ficam pelas ruas roubando, porque assim, eles são assunto dos jornais e distrai a atenção de Brasilia.
Complicado, viu?
Beijos

Leticia Gabian disse...

É isso aí, cumpadi!
É o país do quebra-galho, dos bicos, dos empregos informais...Do malabarismo nas sinaleiras, da pedra no pára-brisa dos carros, do pega-ladrão nas bocas dos contribuintes... É isso aí, infelizmente!!!!!!

Abração, cumpadi Siba!

Deusa Odoyá disse...

Oi meu amiguinho SIBARITA
Passei para lhe desejar uma semana com muita paz, e amor em seu coração.
Lembranças a seu painho.
E aproveitar e escutar mais uma das mais belas cancões entre outras, do Edson Gomes.
Beijos e mil estrelinhas em seus caminhos.

Regina Coeli.

Lucia disse...

É, moço, e ainda tem tanta gente se preocupando com a marca da roupa que veste. Talvez porque não traga marcado, na pele,o desespero pela sobrevivencia. Amei o video. Beijos

Jhennifer Cavassola disse...

Amei o poema do camelô!!! :)
Já pode lançar né?

Ahhh seu chatooooo. me deixou morrendo de vontade de comer acarajé affff. E se eu tivesse grávida em???? kkkkkkkkkkkk
Meu Deus que saudade da Bahia, da nossa terra linda, vixe mainha!!!

Mas daqui pra Novembro estou por ai matando a saudade.
Amei esse blog, obrigada pela oportunidade de mostrar a nossa cultura através do blog.

E os comentários? Gostei de todos!!

Maravilha de blogg em? beijos e uma semena repleta de bençãos

Kátia disse...

Edson Gomes é tudo de bom!Depois se não for abusar vamos torcar umas musiquinhas?gostava de ter em meu player algumas que escuto por aqui.
Beijo!

Oliver Pickwick disse...

Gosto da poesia engajada. Social e politicamente. São capazes de promoverem revoluções. Infelizmente, elas andam raras hoje em dia. Fez um bom resgate deste gênero.
Um abraço!

Maria disse...

Vim deixar um abraço apertado, apertadinho...

... e um beijo