segunda-feira, novembro 16, 2009

DIVA

Diva

Entre de chofre com o teu menoscabo e sem cerimônias
Tirai as capas que o teu amor venal de ofício trás agruras.
Cai-te bem a burka! Mas, recolhas o teu punhal, demônia!
Em mim, jorram, borbotões dos embustes das tuas juras...

Evoé! O meu espelho contra o teu espelho e as tuas baldas
Lá fora, o céu de invernia e de ilusão. O teu mundo é fictício
É... a máscara da lua ri: soberba, irreal, pulcra, nívea e fada.
Tu Madona, dúbia nos sonhos, lunar e imprecisa, és meu vicio!

Batiscafo ao mar, viandante, aljube e zetética as tuas palavras!
O teu seio ressoa com o nada. As tuas palavras ouro trigueiro
Que elevo ao canto cálido. Dize-me quais as garras do teu amor?
Chove, agora, no meu peito as águas de junho em fins de fevereiro.

Amor preso a si mesmo não destroça sonhos, a sina, quem sabe?
Guardai o vosso silêncio! Conecto-me em ti no lume do sentimento,
Decifro o arcano que arde! Aprisionado aos ferros, não me mates,
Sendo eu teu escravo andas à noite ao léu dos meus pensamentos.

Diga-me que não! E, Condena-te ao frio alabrasto das sombras.
Onde pousas? Fizeste-me passageiro na colheita do teu aprumo,
Meu grito mesmo surdo é maior que o silênciar que tu ensombras,
Vasta a vereda é! Quem me escuta sabe que tu eras o meu rumo.

Medito sobre o claro e o escuro, ruminando, o cinza das nuvens.
Procuro a tua voz, nada nela encontro. Nada! Sinto-te de partida
É por teu poder, ó iluminada! Eu, o siderado, aos teus pés ruge,
Recolhe os momentos do passado que fui teu sino de amor e vida!

Farsas nascem no perau das horas. O calar faz a tua alma troncha
Ou a lei dos entrechoques alivia a aflição do coração apunhalado?
Em mim nascem flores, sempre fui primavera. Em ti, o teu remorso
Chorará minhas lágrimas quando abrir o véu do poente cortejado!

Sei, haverá o ranger dos dentes nos teus desejos. Sou ouro em pó,
Ouro fino, jóia rara, a essência pura do teu seio esquecido de mim.
Habita em mim o meu dono! E, em ti? Resoluto, parto, desfaço o nó!
Nasci para amar-te, venerar-te. Agora, o meu seio se veste de luto.

Solta a melena açucena, desnuda tua alma para minha psiquê
É que te faz bem, sobre a tua nudez vil, um enorme peplo cinza
Assombrando os meus dias de sol que tu me és pura penumbra,
No esplendor das trevas a luz te atrai, revela, absorve e te anula...

O Sibarita

13 comentários:

Bandys disse...

Siba,
Quanta inspiração!

Falar o que???

mergulho nas profundezas como mortalha de meus sonhos feitos de papel, de textos e de letras. Bem no fundo, retorno à essência da natureza, de ser tudo e não ser apenas, um pedaço deste mundo."

Diga ao Zé Corró que da proxima será ele..

Beijos moço!
Afffffffffffff poesia de machucarr!!

Deusa Odoyá disse...

Sibarita, meu anjo amigo.
Que issoooooooo, quanta mágoa e tristezas .
Nâo sei oque está havendo com seu coração, para postar um poema tão
cheio de mágoas, tristezas e desilusões.

Sibarita, meu querido sua alma está de luto?
Não posso dizer mais nada ,depois de lindos e enamorados poemas vc. sai com essse de machucar qualquer ego.
Sibarita, uma smana de muitas realizações e paz.
beijinhos doces a vc. e painho.
Te dolo.....
Regina Coeli.

Bandys disse...

Confirmo meu pedido!
Ta pedido viu Zé!

Beijos

Desnuda disse...

Nossa Sibaritaaaaaaaaaaaaa! Como diz o amigo Daniel, teus versos são eruditos! Huia! Que lindo este poema!´Demais da conta, viu?


kkkkkkkkkkkkkkkkkkk Menino..Pensei assim do seu comentário:" ué só desligar a musica de fundo, ora!". Então fui desligar...E cadê? Cadê? Apertei tudoooooo e não encontrei o trequinho kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk. Acho que este modelo não tem como! Encontrei no mixpod a mesma musica Zumbi do cara porreta. Mas tava falhando todas, foi quando encontrei esta lindona também. Mas é vero! Não consegui desligar! Acho que deve ser o modelo escolhido...


Lindo dia, querido! Heeeeeee ontem foi um dia feliz! Minha filhota passou no concurso da OAB!


Beijão!

Desnuda disse...

Acheiiiiiiiiiiiiiiii! Cutuquei o fofo todinho! Advinha onde desliga! No colar! kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Juℓi Ribeiro disse...

Continuas rimando,
fazendo versos
e encantando...

Beijo.

Layara disse...

...Menino meu Rei!

que doce encanto essa Prosa, viche!

Olha que Machado de Assis, virou-se na tumba, rsssss....de inveja,
O texto está deliciosamente poetico,ironico e corrosivo, rsssss...ainda falando da Amada, mulher dificil essa...
E o "eu" poetico deliciosamente apaixonado...

Sem comentários!
[risos]

Beijos meu Rei!

~*Rebeca e Jota Cê *~ disse...

A Dona faz tudo isso pra tirar proveito disso! Essa narração é de tirar o fôlego, e quanto mais difícil, mais chocante é o atrevimento da negação! Zé, você tá ficando metido... vai vendo! kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk


Dom, já estou me preparando pra maratona, porque a mulher ali não é brincadeira não... vou voltar fininho, como sempre! kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

abração, véio!


Jota Cê

DE VEZ EM QDO VENHO AQUI disse...

q maravilha de palavras tu és o rei das palavras!!!obrigada pelo carinho!!ainda tenho esse mes de correria,mas depois,com certeza, curtirei mais vcs,meus blogamigos queridos!!!bjs na alma!!!
Elane

paula barros disse...

Valhei-me São Joaquim!!! Cadê o dicionário? Desbancou o Zé Corró, fez curso lá nos estrangeiro e voltou faltando difícil, foi fio?

É mais fácil dizer assim: Venha minha nega. Espero na lua cheia em Jauá. rsrsr

Bem, que poema porreta, feito diz você.
Intenso sentir, de muito amor e desejo, de muita dor, de desencontro.

beijos.

Glória Müller disse...

Sempre muito inspirado e inteligente, muito inteligente!
Sibá... percebeste a minha tristeza? se avexe não, meu Rei, isso passa! Bastam algumas lágrimas e, "pronto", fico com meu coração novo e com a minha alma lavadinha. Igual as escadas do Bonfim!! Quase... amigo, quase.

Abraços
Glória

Anna e Cesar disse...

O Senhor do Bonfim foi sem dúvida, muitissimo generoso com vc, dando-lhe o maravilhoso dom das palavras.
O Sibarita encanta na forma como brinca com as palavras, de maneira apaixonante e apaixonada!
Seja de muita luz a sua noite e seu dia de amanhã e que a Diva esteja sempre presente em seus pensamentos, inspirando-o!
Beijos de luz e carinho em seu coração!

Beth Cerquinho disse...

Olá amigo, cheguei aqui passeando no blogde um amigo...e goste dos post, parabéns pelo blog, se me permite irei segui-lo.
Abraço
Direto do Artesanando a Vida