domingo, junho 24, 2007

SÃO JOÃO EM AMARGOSA/Bahia.

Forró do Piu, Piu!

Valha-me Deus! Que São João bacana, todos vestidos de caipiras, mesas fartas, licores, etc e tal. O coro comeu! (Kkk) Com o pessoal na maior animação a queima de fogos foi muito engraçada, teve um que tirou o traque da caixa e acendeu o pavio, falhou, deu xabu! A dama agoniada fez o maior rebu, ele disse que não sabia o que tinha acontecido, porém, se lembrou dos tempos idos em que o tal do traque era um perigo e que agora a dele é um jazigo... (kkk). Outro, dizia que era o galo da rinha e, no entanto, queimava rodinha na maior ladainha, cantarolava, enquanto, a rodinha estourava e, aqui para nós, eu não sei como ele agüentava, já não sentava... (kkk) -Se ele era? -Ô língua ferina! (Kkk) Rodinha que eu falo, são fogos de artifícios, fala sério! Ele dizia que não dava revertério, mas, era cheio de mistérios... –Como? -Eu o Silvério? -Logo eu? (kkk) – Já as damas soltavam vulcão foi a maior sensação com os cavalheiros doidos pela erupção para ver se os seus rojões entravam em ação, vocês imaginam a danação? Só que os rojões acesos não subiram e teimavam em apontar para o chão sem nenhum poder de detonação, ou melhor, de explosão, só piavam: piu, piu, piu... que judiação! (Kkk) Os cavalheiros naquela aflição imploravam aos Santos por uma solução, as damas ávidas e às gargalhadas gritavam: esses rojões não são de nada, são águas passadas, mas, que ousadas! Foi um Deus nos acuda e os rojões nem aí... (kkk) Enquanto, outros casais, dançavam o arrasta pé ao som de Gonzagão “Olha pró céu meu amor/vê como ele esta lindo/olha para aquele balão multicolor/que no céu vem surgindo...” Beleza pura! Os casais aflorados, naquele passinho bem de leve que não se sai do lugar quando se vai do zero ao infinito naquele rito de cheira cangote em que se fica instigante, sussurrante, delirante e no arrocho as damas ao sentirem a atitude que lhes levam a plenitude e de pernas bambas nos chama de sem vergonha. (kkk) Depois, tiramos muitas fotos, eu não sou chegado a isso, porém, uma das damas pediu meu ¾, não sei se era para dependurar na parede do quarto ou se era para colocar na boca do sapo, você aí o que acha? - Como? -Oxente! Xiiiii... Pé de pato, mangalô três vezes... (kkk) Depois dançamos quadrilha, que maravilha, o marcador Zé Enganador até que se esforçou tirado a conquistador, ele sempre se enganava no passo do beija-flor quando aproveitava para beijar dona Fulô, deu zebra e o bicho pegou! (kkk) João Mutreta, o par de dona Fulô se retou e Zé enganador quase apanhou, foi um horror! (kkk). Lá pelas tantas começou chover foi um Deus nos acuda as damas correndo para não desabar a maquiagem que era a blindagem para ficarem bonitas aos olhos dos rapazes... Você sabe, o tempo pesa e não se dá jeito nem com reza e a mulherada que se preza usa pinturas que embeleza e sem ela, deixa de ser a bela para ser a velha. (kkk) Pensando bem, elas vão dizer que eu não valho um vintém e que por isso sou carta fora do baralho... (kkk). Como vê nosso São João foi muito divertido, tudo aqui falado, fez parte das nossas brincadeiras no arraiá dos Achados, descontração total e nada formal, melhor do que isso só dois melhoral... kkkkk.

O Sibarita

Amargosa: Cidade do Recôncavo baiano com a melhor festa de São João do Interior da Bahia e um dos melhores do Brasil.

Foto: Jornal A Tarde.

Música: Pedro, Antonio e João/Mid Brasil

17 comentários:

Cris Teles disse...

“Chegou a hora da fogueira / É noite de São João / O céu fica todo iluminado / Fica o céu todo estrelado / Pintadinho de balão / ...”

Que delícia de festa , hein??
Simplesmente adoro!!!

Beijos e um ótimo domingo pra vc!!

Leticia Gabian disse...

Cumpadi,
Embora quase nunca viaje ao interior, o São João é a festa de que mais gosto. Adoro as comidas, a música (o bom e velho forró pé-de-serra e nada dessas coisas fajutas que apareceram por aí), a dança, a quadrilha. Só detesto as bombas....Ai, como meus ouvidos sofrem!
Beijinhos

Alice disse...

Oi, Sibarita...
Que texto divertido...
divertido, interessante, cheio de ritmo... acho que estou ficando fã da tua escrita... Fantástico... ainda tenho um sorriso nos lábios...

Beijos...

Nilson Barcelli disse...

Este seu texto é muito hilariante.
Conseguiu transportar o clima brincalhão do S. João para as suas palavras.
Boa semana, abraço.

Entre linhas... disse...

Texto engraçado,transportando de mãos dadas o clima,a cultura de um povo além Atlântico.
Bjs Zita

Mila disse...

O São João aqui deste lado do Atlantico comemora-se e com grande arraiá na cidade do Porto.A festança também dura até ás tantas e todos se divertem sem olhar á idade****

Jô Beckman disse...

Ai que saudades desses arraiais!!!
me divirto com esses seus textos! kkkk
beijocas

Irene Pinheiro disse...

já fiz a trancinha e coloquei laços nas pontas....

mas exigo q me traga um pé de moleque e quentão!

hahahaha... bjs,f cia bem.

cris disse...

Eita coisa boa amigo! chegar aqui depois de um tempo e dar de cara com essa festa!!! vou já me arrumar pra quadrilha!

Anotei suas dicas viu, ja tô arrumando um caderninho de receitas da Cris, espero que goste!

Um beijão e linda semana!

Keila, a Loba disse...

Aqui no Ceará não havia festa junina tão sem graça como agora. Eu mesma fui ha apenas uma delas e foi muito sem arte, sem cores e alegria, o que em si não é festa junina.

Sibarita, estamos de mal? É que vc nem me fala, nem me visita, nem me diz nadinha desde o tal processo. rsrsrsrs Se estivermos, estou aqui para fazer as pazes, viu?

BeijUivooooooooooosssssss da Loba

Keila, a Loba disse...

Aqui no Ceará não havia festa junina tão sem graça como agora. Eu mesma fui ha apenas uma delas e foi muito sem arte, sem cores e alegria, o que em si não é festa junina.

Sibarita, estamos de mal? É que vc nem me fala, nem me visita, nem me diz nadinha desde o tal processo. rsrsrsrs Se estivermos, estou aqui para fazer as pazes, viu?

BeijUivooooooooooosssssss da Loba

Maria disse...

Oi Sibarita

Parece mesmo que foi uma festa tanto...
Pelo texto, as festas juninas aí são mesmo divertidas.
A gente se vê, um dia, por aí...

Beijo

Sonia disse...

Desde que deixei Beagá nunca mais dancei quadrilha, nunca mais fui a um boa festa junina.

Claudinha disse...

Homi, seu minino! Isso é que é São João! To morrendo de inveja! Beijos!

Claudinha disse...

Homi, seu minino! Isso é que é São João! To morrendo de inveja! Beijos!

Rosario Andrade disse...

Bom dia Sibarita!
Até que enfim... algo de bom que os portugueses deixaram por ai!...

(vou de ferias na Sexta, vou ter de publicar o quadro hoje ou amanha... tem tempor para acabar o poema? Senao tenho de o publicar depois... sorry!)

Bjicos!

O Sentir dos sentidos disse...

Sem dúvida, um texto brilhante...onde podemos até sentir a quentura das fogueiras, o estalar dos traques, o estrondo dos rojões...o sanfonar dos seresteiros regados ao sabor de quentões e licores dos mais diversos sabores.
Tua escrita ultrapassa a barreira do real ... nos transportando para uma escrita onde o humor simplório abraça a sagacidade da irreverência, da criatividade, do saber escrever com riso na boca.Teu riso contagia, contamina o leitor de uma forma que é impossível não sentir a vontade em cada vez mais sorrir alto, chegando mesmo às gargalhadas.
Meu amigo Siba, estou orgulhosa em ter voce ... meu irmão de pátria mostrando ao mundo este Brasilzão...que não é de tudo só corrupção, pega ladrão, favelas ao morro, grito da criança...pedindo pão.
Fantástica aventura! Maravilhoso texto!

E ...agora, pensa que vai ser só elogios é?..kkkkkkkkkkkkk....tome atento mininu...kkkkkk...eu sei pra que a nega queria teu 3/4 kkk...pra espantar moscas rapá..kkkkkkkkk...eu num sei, mas ouvir dizer que lá pelas bandas de Salvador, existe um veneno baratin, baratin...para exterminar moscas e mosquitos...FOTO DO VARELA...kkkkkkk..ooops...VALELA língua pegada..kkkkkkkk...ahhhh!!! eu queru tomém viu fiu?

Xêro e beijo de abará...kkk

Sério agora: ÉS MARAVILHOSO!!!!!!!