sábado, abril 19, 2008

RESSACA

Ressaca

Caô, caô! O Coro come, ai Deus! A fila anda, fia!
Humm... Eu de short sem camisa pela praia de Jauá
Entrego-me nessa noite quente e sem agonias
Onde, cintila a lua crescente iluminando o mar...

A tô tô meu Pai! Estou no olhar daquela dona moça
E o que ouço é o tic-tac do teu coração de rochedo
Em desérticos céus de sorrisos largos de mariposa
Batendo no sentido anti-horário dos meus desejos...

Piro! Viajo na maionese, quero os teus lábios que brilham
Naquele batom carmim buscando os caminhos da tentação.
Mainha, sei... tu na cumplicidade dos meus sonhos fervilha,
Agora, é tempo! Eu, livre e solto no ventre da tua perdição...

Valha-me Deus! Ôie... Esguia taça de âmbar salpicada
De ardências e quereres, rastro ágil de corça em relva.
A brenha dos teus olhos me confunde e eu te faço fada,
No imo do meu coração, felino tropel, rompendo selva...

Faça fé! Minha nega, por dentro e pelo avesso eu navego
No mar do teu corpo, onde, adentro no teu porto sem véus.
Busco em ti os caprichos dos dias aos teus olhos tão cegos
Sem nenhum sinal de querença... Mas, vem me namorar céu!

Tá rebocado! O teu Corpo, eu desfolho, enquanto, arquejo
Nos suspiros. É, Noite perfeita de luar prateando o teu tudo.
Cobiça em brasas qual colibri que sorve a flor num beijo,
Diz-me, e ai? Não me negues! Cruz, Credo eu te desconjuro...

É... Mas, tudo flutua, voa, revoa
Corre, escorre, passa, repassa...
Valha-me Jesus, ela é toda boa!
Olha-me e disfarça em plena ressaca,
Na abóbada, a lua coa, escoa, ressoa...

O Sibarita


BAIANÊS USADO:

Caô, Caô - Atenção.
O Coro Come - O jogo é duro.
A Fila Anda - Termina o namoro e já tem várias(os)querendo.
Fia, Fio - Nome carinhoso pelo qual chamamos a quem gostamos.
A Tô tô Meu Pai! - Saudação aos Orixás, pedindo proteção.
Dona Moça - Mulher que se diz virgem sem ser. Também, mulher da vida.
Mariposa - Mulher da vida, profíssional do sexo.
Piro - Fico maluco.
Viajar na Maionese - Ficar zen, contemplativo, sonhando.
Mainha - Nome carinhoso, sensual demonstrando desejosos a uma mulher.
Valha-me Deus! - Pedindo proteção divina.
Faça Fé - Afirmativo, acredite.
Minha Nega - Demonstração de carinho a uma mulher.
Tá Rebocado! - Acredite, pode crer.
Toda Boa - Mulher de corpo bonito, gostosa.

24 comentários:

Maria disse...

Tá rebocado.
Tá rebocado????
:) kkkkkkkkkkkkkkk
Faça fé que eu tenho de comprar um diccionário de baianês para perceber o que é isso de viajar na maionese, meu nego...

Beijos

Anônimo disse...

Olá meu querido,
agradeço sua visita no meu blog,
mas vem cá...nao lembro de vc...rssss
Beijinhos de RO!!

r disse...

Olá meu querido,
agradeço sua visita no meu blog,
mas vem cá...nao lembro de vc...rssss
Beijinhos de RO!!

Mary disse...

Ha Painho,fiquei tão emocionada,que fui as lágrimas. É simplismente linda, cheia de calor e vida, assim como tu.Um beijo grande de tua Mainha

Alice Matos disse...

Querido Sibarita...
Sempre tão especial a tua escrita... só tua... As palavras simples fazem dança de roda... bela e sensual... Sou fã!

Um beijo para ti...

Claudinha disse...

Homi seu minino! Depois eu é que sou arretada!?? Uai, mas que mistureba de baianês com poesia que ficou pra lá de boa dimaisdaconta sô!
Adorei esta sua lua de hoje, este tanto mar e este encontro prá lá de bacana com esta menina.
Beijão!

Lú disse...

Eita menino retado nas palavras... no sonhar em desatino, que vive, sente, escreve com liberdade, mas no fundo é muito gente, coração mole, cheio de lealdade...
Amei!

Dih. disse...

Hááá Siiiibaritinha!
brigadaaaaum por tudo!
suas palavras realmente me fazem ficar melhor quando não estou mto bem..
qualquer dia te conto meus motivos ok?

Então quer dizer que vc é um vencedor?
por isso que vc é assim, passa as suas experiências de vida pros outros..
procurei o poema que vc me pediu pra ler mas não achei, passa o link pra mim??

Nossa Si...tava lendo alguns poemas seus e até me emocionei sabe, de verdade! me identifico muito com alguns deles.
sabe neah...essa galera que chora c tudo eh fogo! rsrsrs

E posso mesmo pegar um poema seu pra por no meu blog??
^^
nossa..seria como como um premio!
e pode ter ctza que o prazer será todinho meu!

Bom Sih, boa noite querido!
Obrigada pelas palavras que consolam.
e pelos conselhos que confortam!

Abraçããão!

Menina do Rio disse...

Siba, o poema é porreta mas esse teu baianês ai...vou te contar heim?

Aqui é:

A fila anda= a vida segue em frente
Dona moça= Um apelido carinhoso
Mariposa = ?? xiiiiii Tenho amigas de portugal que usam esse nome e não com este sentido

Viajar na maionese = é mesmo devaneio
O coro come= levar uma surra. Meu pai dizia isso, rs...

Caô = conversa fiada, balela, papo de jacaré, conversa pra boi dormir
Tá rebocado = Xiiiii perdeu...

Um beijo

Pena disse...

Estimado e Talentoso Amigo:
Uma dissertação fabulosa sobre a vida e a busca sensível e bela em corpo de mulher.
As palavras doces, utilizando com frequência o idioma "Baianês", abarcam um sentimento de beleza imensa e pureza majistral.
Sempre atónito pela magia como respiram as suas palavras magníficas de um valor imenso e poderoso.
O amigo que respeita e estima muito

pena

Parabéns! Uma escrita sublime de que gostei imenso!

Luíza disse...

Ah, que maravilha o teu sotaque guri!! só perde pro meu haha. Adorei o texto também!!!
Beijos

Bia disse...

Vim no rastro de um comentário teu no blog da nossa querida Olhos de Mel. E aqui estou, extasiada com a beleza do teu espaço. Teus poemas são belíssimos! As imagens, perfeitas, nessa associação de sentido com as palavras. Tudo muito rico de significado, nos mostrando uma alma sensível que sabe colocar em versos a preciosidade da criação literária, bem como a experiência adquirida.

Os versos do último texto são dignos de apreciação, e a oferta do 'dicionário' para melhor entendimento do poema, completa a originalidade da postagem.

Parabéns pelo teu espaço tão bem cuidado e pelo aconchego que se sente quando, ousadamente como o fiz, abrimos a porta e entramos.

Deixo-te sorrisos e pétalas para enfeitar tua semana e um beijo no coração, com respeito e admiração.

Dih. disse...

rsrsrsrs...
sim Sih..sei que são coisas de quem tah começando a ganhar experiências na vida mas ás vezes queria nascer sabendo!
ahahahaha.
há..são tantas coisas na vida que a gente tem de passar que ás vezes a gente fica mesmo muito mal, mas não se preocupe..como tudo na vida, isso vai passar! ;)
E pode ficar tranquilo que apesar de tudo eu estou vivendo! ahahahaha.

Intão Sih..pode mandar a música que vc quiser que dou o tom e a melodia!
será um prazer!!
:)

há..intão tah bom, vou escolher um poema seu intaum! pode ser vários? ahaha.

Abraço grande!

Déa disse...

´KKKKKKKKK Menino, Jauá deve estar uma loucura com Sibarita solto na buraqueira. KKKKKK Super beijos
PS - Seu pecado: o Bahia! KKKKK Mas não se preocupe porque ninguém é perfeito mesmo! KKKKKKKK Mais beijos!

Flavinha disse...

Eu estive na Bahia há uns 3 anos e aprendi um pouquinho do baianês ;-)

E, lendo o seu poema, pude ouvir aqui pertinho de mim aquela cantiga gostosa da voz baiana. Acho que, uma vez na Bahia, a gente se torna, definitivamente, meio baiano também.

Lindo seu espaço. Parabéns!

Beijo, beijo, beijo.

Pena disse...

Genial Amigo:
Já comentei o belo Post.
Vim lhe depositar, somente, a minha mais sincera e verdadeira sensibilizade pela sua poderosa escrita de pessoa sensata e que sabe o que quer, expressas nos seus espectaculares e sentidos poemas.
Tem um valor poético admirável.

Abraço forte de amizade e de consideração e estima pelo que faz deliciosamente
O AMIGO

pena

Alice Matos disse...

Passei para reler... nunca é demais...

Beijo para ti...

FERNANDA & POEMAS disse...

Olá querido Querido Amigo Sibarita, lindo o teu poema, tocou fundo no meu coração...
O teu Dicionário, está um encanto!
Meu querido beijinhos de carinho,
Fernandinha

São disse...

Foi gostoso saborear um poema ssim, tão da Baía...
Sabe que li todos ( acho que mesmo todos) os livros de Jorge Amado e que uma das cidades brasileiras que amaria conhecer é essa sua.
Feliz final de semana, meu caro João.

Alice Matos disse...

Passei para reler...
e sempre saio a sorrir...

Beijinho para ti...

Maria disse...

Faça fé, meu nego, estou atenta......
...com que então "dona moça", ai ai ai ai ai...

beijos

Oliver Pickwick disse...

Esta também é só alegria, meu rei! É inseparável da outra, a parte 2. Criaste uma linguagem singular, baianês com categoria de latim.
Um abraço!

Anônimo disse...

oi amore esse poema é igual a vc.
muito lindo, puro,com muito calor humanoe belo em seu interior.
prabéns, vc só nos prestigiado com poemas lindos.
Não tenho o que falar de tí, sou suspeita te adoro.
beijos.
deusaodoya.

Anônimo disse...

OI AMIGA cLAUDINHA ADOREI ESSE POEMA.
eSTÁS DE PARABÉNS AMIGA.
BEIJOS E UM FIAL DE SEMANA COM MUITA PAZ E AMOR EM SEU CORAÇÃO.
BEIJOS DA NOVA AMIGA REGINA COELI.
TE AGUARDO NO MEU BLGO.

HTTP://DEUSAODOYA.BLOGSPOT.COM