domingo, maio 04, 2008

DESÁGÜE ZEN...

 
Deságüe Zen...

“Só é seu aquilo que você dá...”
Lembrar-te-ei da paixão no aroma de jasmins esmigalhados.
A dor da partida faz sentir o gosto de maresia e água salgada
E, sempre, à noite pára o tempo nas estrelas dependuradas,
Não falam à alma e não forjam o pranto do amor desaguado...

Então, Precipito-me em deixar-me aqui nesse sol escaldado,
Deixo-me vestido da tua ausência, onde, uma lua orvalhada
Que se esvai segue também sem mim por rotas desvairadas.
Não era para tu partir assim pedaço de desejos esfacelados...

Se te pareço melancólico e imperfeito, olha-me de novo
Ando mesmo zen... Suscito luas agônicas e as dissolvo.
Não se chora o fim do que não houve, alma embaraçada.

Olha-me de novo. Com menos soberba. E mais atenta
As horas que descem te aprofundam na auréola densa
Encobrindo os teus olhos tão bonitos mesmo fatigados.

“O beijo que você deu é seu, é seu, é seu beijo...”
O Sibarita

14 comentários:

Déa disse...

Oi Siba! Olha o soneto é mesmo melancólico... Mas sentir saudade é mesmo dolorido, mas e necessário. O reencontro é sempre maravilhoso! Mas me doeu um pouco a "soberta". Oxe! Bota a lifa pra andar criatura!!!! Rsss Se a nega é cheia de soberbam que siga adiante, Rssss
Beijos
PS - Mas concordo plenamente que ´so é seu, aquilo que você dá! O poeta acerta de novo na musica! Beijos de novo

Maria disse...

Oi Sibarita, só é seu aquilo que você dá, é verdade...
Tá tristinho por causa da tuga é?
E como faria com a rastafari? a tuga diz que não gosta de confusão mesmo...
Falando sério, este soneto é lindíssimo, mas triste...
... eu sei que há dia assim...

beijos

Bandys disse...

Vou ficar esperando as letras das musicas...
Adorei o poema

Viver...é chegar onde tudo começa!
Amar... é ir onde nada termina! ♥
♥ Viva...Como se fosse cedo!
  Reflita...Como se fosse tarde! ♥
   ♥ Sinta o que você diz... Com carinho!
Diz o que você pensa... Com esperança! ♥
 ♥ Pense no que você faz...Com fé!
Faça o que você deve fazer... ♥
Um beijo

Anônimo disse...

muito lindo mas ao mesmo tempo melancólico, a musica é tudo de bom.
realmente, só é seu tudo o que vc dá.
mas achei o poema um pouco triste.
bem cada um sabe de sí, e o porque está.
beijos meu neguinho.
fique na paz do mestre jesus.

deusaodoya.

Anônimo disse...

oi meu neguinho, a m�sica � linda, j� tinha ouvido, mas o poema me pareceu muito triste, quase parecendo uma despedida de uma coisa mal come�ada.
vc n�o � melanc�lico, o que houve?
mas mesmo ssim meus parab�ns at� mesmo triste faz poemas lindos.
deus te ilumine e o mestre jesus te guie.

beijos amore mio.

deusaodoya.

Pena disse...

Estimado e Sensato Amigo "O Sibarita":

Uma capacidade poética extraordinária. Imensa!
"O gosto a maresia e a água salgada" fazem o seu desencanto imerecido quando da partida do seu amor em corpo belo feminino.
Uma solidão imensa quando a noite cai. Suportável ou insuportável, num Ser incrível de talento e harmonioso com o seu próprio eu.
"Pedaços de desejos esfacelados"- brilhante sentir de esperança na escuta da sua princesinha de sonho lindo.
Creio que não foi um fim, renasce uma esperança nunca de epitáfio possível.
Excelente, amigo genial! Adorei!
Tem uma deslumbrante capacidade de versejar com encanto e incrédula forma de criar versos de beleza indescritível.

Abraço forte de amizade
Sempre a estimá-lo e a respeitá-lo pela imensa significação para todos nós.
Sublime sentir, o seu.
O AMIGO


pena

OBRIGADO pela simpática visita.

Flávia disse...

bem que eu queria ser olhada de novo. Pelos mesmos olhos. Com outros olhares...

Beijos :))

Olhos de Mel disse...

Oie meu amigo lindo! Que melancolia é essa, hiem? Lindo poema! Cheio de carinho, mas de uma tristeza danada! Câdê aquele baiano, arretado, apimentado e vibrante, heim? A vida é assim; nem sempre como nós queríamos, mas temos que ter coragem pra passar. Eu também tenho sacodido a poeira e tentado voltar a caminhada. Faz parte!
Um beijo com sabor de acarajé.

Cândida disse...

ó seu parvalhão.

Lucia disse...

Não era para tu partir assim pedaço de desejos esfacelados...
Forte isso, moço. Bate duro na alma.
Beijos

FERNANDA & POEMAS disse...

Olá meu querido Amigo, Soneto lindo, mas o menino estava tristinho ?
Nunca te vi ou li melancólico...
Mas a vida nem sempre é como nós queremos...
Beijo o teu coração com muito carinho,
Fernandinha

fresquinha disse...

A partir deste momento, estou aqui:
http://acolherdoproximo.blogspot.com/

Oliver Pickwick disse...

Você sabe, Sibarita. Zen de baiano tem efeito dobrado.
"Sonetaste" muito bem. Um gênero meio fora da onda, o qual eu ainda muito aprecio.
Um abraço!

Nara Senna disse...

Já tinha visto esse vídeo, mas adorei achar ele aqui de novo.

"Só é seu, aquilo que vc dá..."

Muito bom!
Bjão