quinta-feira, maio 08, 2008

O ILUSIONISTA (Circo I)

O ilusionista

-Hoje tem espetáculo? -Tem sim senhor!

A paixão louca, é alude, chora lágrimas perdidas.
Aniquilado e na amargura, o amor, faz mistérios!
E, o que foi, lá se foi... Oh, flores fortuitas, a vida
Balançando na aragem dos vãos de um trapézio...

...Paladina do amor e encantadora na essência pura,
Curva o destino... A paixão, auréola dos derradeiros
É santa mártir, qual luz dissolve e, no tempo perdura
Como heroína dissoluta do coração lançado ao picadeiro.

No palco do circo da aflição, o amor é carrossel,
Ó diversão, doida e cruel! O palhaço do sentimento
É ilusionista... Ri de si! A platéia faz o seu tropel...

Divina! Agônico, pulsa o coração malabarista,
Em mim, alguma coisa a ti pertence... O amor,
Ao tudo, ao nada, fala da paixão contorcionista...

-O que é que o palhaço é? -Ladrão de mulher!

O Sibarita

15 comentários:

Olhos de mel disse...

Oie lindinho! Assim é o amor... horas dor, horas alegria. E nesse carrossel, o coração, verdadeiramente, faz malabarismo pra se equilibrar entre sentimentos.
Amei seu poema! Super real. Um tom de mistério, mas cheio de paixão...
Bom fim de semana! Beijos

Flávia disse...

Ah, amor-carrossel... que seria do coração sem seus altos e baixos...

Lindo o poema.

Beijo grande!

Maria disse...

Gosto desse carrossel, mas não entro nele não, fico com a cabeça à roda.....

Beijos

Anônimo disse...

oi meu neguinho, o amor realmente tem altos e baixo.
só espero que esse carrossel sempre se porte para o alto e não no baixo.
vc consegue com a situleza das palavras, tudo se transformar em formas de amor sublime.
"O ilusionista está pwerfeito".
Não sabia que o palhaço o que é. Ladrão de mulher?
olha só.kkkkkkkkkkkkkkk.
berijos amore mio.
Um bom dia de trabalho para vc.
fuique na paz do mestre jesus.
deusaodoya.

Pena disse...

Genial poeta e amigo:
Retrata de uma forma sublime de talento e beleza o "Circo" da vida. Da paixão sonhadora na Alma de um ilusionista/palhaço.
Uma poesia com completo domínio do sentimento e uma interpretação sensível e magnífica do sentir e ser.
As suas palvras "sentem-se", são manuseadas com profundidade e de forma sentida. Imersas em beleza.
Admiráveis.
Brilhante capacidade poética.
Abraço amigo perante o "carrosel" da existência.
Com imensa estima e respeito.
Sempre a tê-lo na maior estima, amizade e respeito

pena

Déa disse...

Oi Siiiiiiiiiba! Menino, abstrai essa sua poesi, pois tenho Horror a circo! Palhaçõ então... Não me pergunte o porque disto, mas é fato! Beijos

Bandys disse...

Belo poema...mas acho que é palhaço não é só ladrão de mulher.
É alegria, companhia, sabedoria, ama de dia, e a noite vadia. Aí sim entra o roubo.
KKKKKK
Ô menino, mil beijos proce.

Olhos de Mel disse...

Oie meu amigo lindo! Olha eu aqui novamente. Vim reler seu belo poema. Bom fim de semana! Beijos

Nara Senna disse...

Meu caro amigo. Não te abandonei, não. Longe de mim! Tenho-te como meu poeta baiano, totalmente expressionista.
Estava a ler seu poema, cá. E lembrei dessa frase...

"Se tivesse acreditado na minha brincadeira de dizer verdades teria ouvido verdades que teimo em dizer brincando, falei muitas vezes como um palhaço mas jamais duvidei da sinceridade da platéia que sorria."
Charles Chaplin

De repente me senti criança novamente, a brincar no carrossel de um primeiro amor...

Beijão, meu amigo!

Nara Senna disse...

Sibarita, vc tem algum animal de estimação? Se tiver, manda uma foto pra mim (narasenna@hotmail.com). Vou anexar a foto no blog da gatinha.
Bjão

Claudinha disse...

Oi querido amigo arretado!
Amei a descrição de seu blog e a mensagem de irmã Scheilla. É pura sabedoria, oração que deve mesmo ser um lema! Sou kardecista e por isto valorizo estas coisas...
Eu vi um filme lindo de mesmo nome do seu post. Eu vejo o amor assim num palco gerando emoções diversas e nso tornando ora palhaços, ora animais enjaulados, oura pura fama...
Um beijo minêro procê!

biazinha disse...

"Todo mundo vai ao circo,
Menos eu
Menos eu
Como pagar ingresso
Se eu não tenho nada
Fico de fora
Escutando a gargalhada..."
Música interpretada por BetHânia!
Palhaço ladrão de mulher? JAJAJAJA!
LOLL!!!!!!!
:)))))))))

Oliver Pickwick disse...

Tema maravilhoso e inesquecível. Fez bem em reavivá-lo. Se brincar, será esquecido para sempre.
Daqui, do alto do "galinheiro", aprecio esta linda poesia.
Um abraço!

Deusa Odoya disse...

Oi sibarita.
quantas saudades me fez trazer.
minha infância de brincadeiras de esconde esconde, ir aos circos ver aqueles palhaços enormes fazendo malabarismo, outros fazendo mágicas.
um reino encantado para crianças.
adorei fez muita gente virar criança outra vez.
Abraços está muito bonito essa imagem de palhaço.
fique na paz do mestre jesus.

Regina Coeli.

Deusa Odoya disse...

Oi sibarita.
quantas saudades me fez trazer.
minha infância de brincadeiras de esconde esconde, ir aos circos ver aqueles palhaços enormes fazendo malabarismo, outros fazendo mágicas.
um reino encantado para crianças.
adorei fez muita gente virar criança outra vez.
Abraços está muito bonito essa imagem de palhaço.
fique na paz do mestre jesus.

Regina Coeli.