terça-feira, maio 20, 2008

MAIO, 1784

MAIO, 1784

Para Déa

Uma vaga luz intensa do alamor
induziu-me à meditação, um anjo
incendiou-me, ele tinha o olhar azul
tinha vida e a suavidade do esplendor.
O brilho e uma translúcida claridade,
era um anjo de disciplina mongeana
de luz alada com áurea dourada.
Havia nele o dia e a claridade nos olhos,
ele guiou-me na leveza das plumas
por jardins de caminhos perfeitos
e imagens sacras de cenas do evangelho,
via-se nelas a urbe de almas panteístas
ao redor de castiçais e círios acesos
de silentes anjos de um céu angélico
em góticas catedrais barroquianas
e, no tocar dos sinos, eu carregava a cruz!

Foram pecados... Outros passados!
Eram passados... Outros pecados!

A colheita é a que semeias
a fé vem do evangelho
o anjo vem da circunstância
a cruz vem dos atos...

Livre da inconstância
desencarnei em 1784!

O Sibarita

19 comentários:

Bandys disse...

Oi fio...té que enfim ne???
Depois dizem que baiano é devagar, kkkkkkkk
Sei não...

Feliz é a Dea que que pode absorver cada pedaço desse poema.

"Foram pecados... Outros passados!
Eram passados... Outros pecados!"
Gostei dessa parte dos pecados.

A colheita é a que semeia, e essa vai ser sempre.

Plante hoje e colha amanhã.
Um beijo menino

Olhos de mel disse...

Oie lindinho! Muitas vezes não temos consciência do porquê da cruz que carregamos... mas ter essa luz, já é um grande começo.Lindo, viu? Aliás isso é normal por aqui.
Beijos

Menina do Rio disse...

A colheita é a que semeias!

Um beijo

Kátia disse...

Parece que escolhi o dia certo para passar por aqui. Não sei se parabenizo o poeta, ou se parabenizo a musa inspiradora... afinal, inspirar um poeta não é coisa fácil! Há quem leve a vida, ou uma parte dela, tentando... insistindo... e não sabe fazer por merecer.
Assim, parabenizo aos dois!
Kátia

FERNANDA & POEMAS disse...

Olá querido Amigo Sibarita... Simplesmente Súblime!!!
Beijinhos de carinho,
Fernandinha

Flávia disse...

Não pude deixar de me perguntar... que é a Déa?

Beijos!

paula barros disse...

Oi querido
Obrigada pelas visitas. Olhando os slides maravilhosos. Fotos do jeito que gosto.beijos

Deusa Odoya disse...

devia ser realmente um anjo muito lindo, por essa passagem bonita aqui pela terra.
a vida tem coisas e instantes que só deus, pode nos dar as respostas.
muito lindo , emocionante esse poema e muito de tí meu neguinho.
um ser maravilhoso e espiritualista.
um ser com um coração muito puro e belo.
pois deus te iluminou para vc através de suas mãos nos fazer ver o bom da vida, aqui na terra.
nos dar sempre lições dessa vida.
através de seu poemas, nos elevarmos espiritualmente.

beijos te adoro, vc sabe disso.
Regina Coeli

Nara Senna disse...

Meu amigo Sibarita, gostaria de fato de nosso encontro, para aprofundar-me nessa sua estória espiritual.
Amanhã estarei no Centro Espírita André Luiz, conhece? É lá no Centro. Mesmo sabendo que está em cima da hora pra marcarmos, ainda assim gostaria de sua presença lá...
Sempre leio com carinho seus comentários no meu blog. Vc sabe que tenho por ti sentimento maior.
Se cuida, meu caro amigo virtual.
Abraços.

Nara Senna disse...

Ops... Agora que vi sua visita ao blog da minha gatinha. Sinta-se a vontade para voltar, tá?
Bjão

Pena disse...

Talentoso Amigo "O Sibarita":
Um deslumbrante poema feito e decorado com a sua magia colossal. Um brilhantismo e uma genialidade assente numa poderosa e soberba escrita que tudo consegue.
Sentida. Profunda.
Majistral de talento com características pessoais íncriveis de beleza e imensa significação.
Uma busca no passado sensível e mágica.
"Brinca" com as letras, as frases, os símbolos que concebe difundido grandioso sentimento e pensamento.
Incrível de beleza.
Excepcional, com sinceridade e seriedade.
Adore!

Abraço forte de estima e um respeito sempre presente pela sua imensa significação visível e presente.
Sem mais...Para quê?
Sublime!

pena

São disse...

Também creio na reencarnação, sabia?
Se me der o gosto de aceitar, vá buscar seu regalo em meu espaço.
Feliz feriado, caro João!

paula barros disse...

Fio, depois que vi sua explicação desse poema lá no blog da Bandys fiquei receosa de comentar.
As vezes escrevemos e o outro (eu) entende de outra forma.
Fio, tudo bem?
Ontem fiquei lendo mais no seu blog, só que não comentei.
beijos

Lari Nakao disse...

Sibarita!
Continua o mesmo poeta de antes!

Leticia Gabian disse...

Cumpadi,
Anjo desencarnado, reencarnará como anjo(?). Os pecados, são sempre passados... Cada reencarnação é como um banho a nos limpar as impurezas.

Beijo grande!

Déa disse...

Eu só posso agradecer... Sem palavras... Um beijo

Deusa Odoya disse...

quando falei ser um anjo, sabia que vc. estva falando sobre uma pessoa boa, que acabou de desencarnar.
só que não sabia que era o pai de sua amiga déa.
de um forte consolo á ela por mim.
apesar de não a conhecer, é muito triste perdermos algo tão precioso como um pai.
beijos.

Fique na paz do mestre jesus.
te gosto muito.

Regina Coeli

Anônimo disse...

Rapaz... olha o que eu encontrei lendo um post lá em baixo:

Anônimo disse...
Oi, Nelson! Apesar do tempo exíguo, sempre que posso navego no seu blogger. E é muito bom vê-lo bem, com a sensibilidade à flor da pele, às vezes meio irreverente, um meninão. Querido menino, parabéns pelos 58 anos! Que você consiga realizar seus sonhos e que seja feliz. Grande beijo.
Sylvia

Sexta-feira, 02 Maio, 2008

Vc prestou atenção na data? Significativo, não?
Mas, como vc sempre diz: isso é com vc, Roberto Carlos e as baleias...

Oliver Pickwick disse...

Não escreve a respeito de suspense e mistério, mas aprecio a sua desenvoltura no sobrenatural.
Um abraço!