sexta-feira, setembro 15, 2006

MEU AMOR


(Réquiem)

Em qualquer noite, qualquer dia,
Apago o teu coração, o teu olhar.
Mato o desejo e no riso da agonia
Deixo gota a gota o amor sangrar...

Na pré-coma... na coma profunda
Corto o oxigênio e no estado terminal
Uma flor na lapela da dor que se afunda
E no descanse em paz farei o teu funeral!

Cremarei tudo: o amor, a paixão e a dor.
E sob a noite fria, sem lua, um pandeiro
Alforriado rufará sobre o mar desolador
Onde jogarei as cinzas à luz de candeeiro!

Te farei orações daquele meu antigo sonhar
E olhando o horizonte como desejo derradeiro
Será na missa de sétimo dia sob a lua de *Jauá
Que chorarei às estrelas por esse amor arteiro!

De luto mostrarei ao luar os sonhos que em ti sustentei
Transformarei em silêncio o presente das lembranças
E cortarei em mil pedacinhos o tempo em que te amei.
Oh, Deus! A porta entreaberta, ainda, range de esperança.

E no entanto, o réquiem dessa paixão cortada ao meio
São versos fúnebres... busco em ti o desejo que se lança
Em mim falta a metade inacabada do teu coração alheio
Por não saber se esse meu querer o teu amor alcança!

O Sibarita

*Jauá, lugarejo de praia com luar muito bonito,
distrito da Cidade de Camaçari/Ba. Litoral Norte de Salvador.
Posted by Picasa

9 comentários:

Professorinha disse...

Obrigada pela visita e comentário no meu bloguito...

Bom fim-de-semana!

Coisas de Mulher disse...

Oi,
Vim retribuir a visita e deixar 1 beijinho.
Que poemas lindos!

APC disse...

Muito bem, esse réquiem antecipado, a algo tão intensamente vivo. De versos longos, de mensagem larga, de sentidos fortes, de encher a alma.
:-?

Paty'S disse...

Olá!
Vinha agradecer o teu comentário!
Obrigado!!
Beijoca
Paty'S

Deusa Misteriosa disse...

Olá meu amigo
ai chego aqui e vejo um post
divino.
vim te desejar um bom fim de semana
e te deixar o meu
:)))))))))))
beijoooooooooo

Maria P. disse...

Encantada!

Beijinho.

B. disse...

Simplesmente Lindo!
****

beijo

Leticia Gabian disse...

Tudo bem... pode até matar um amor que não deu certo, mas nunca o AMAR.
Beijos

MalucaResponsavel disse...

Nao gosto da palavra "Requiem". nc gostei. assim cm n gosto de despedidas e de "matar" aquilo q sinto... mas gostei do poema. bj